" /> Vancouver lhe convida a viver - Agarre o Mundo

Vancouver lhe convida a viver

Aline em Joffrey Lake, Canada
escrito por Aline Melo

Vancouver está localizada na Costa do Pacífico e ocupa o terceiro lugar na lista das maiores metrópoles do Canadá.

Atrai os turistas por suas belezas naturais, montanhas, lagos e florestas. No inverno conta com lindas estações de esqui.

A saber, Vancouver está entre as 10 cidades mais habitáveis do mundo segundo o último ranking Economist Intelligence Unit’s Global Liveability Index, 2019.

Este ranqueamento foi realizado com 140 cidades levando em consideração 30 fatores que foram reunidos em 5 categorias: estabilidade (crimes e ameaça de terrorismo), saúde, cultura e meio ambiente, educação e infraestrutura.

De fato, Vancouver oferece qualidade de vida, além disso o Canadá estimula a imigração através de vários programas e não é à toa que cada vez mais, tanta gente vai morar lá.

Convidamos a Aline Melo, uma amiga querida, para nos contar sobre os passeios imperdíveis que a cidade de Vancouver oferece, assim como os seus arredores. Além disso ela nos conta sobre a dinâmica e estilo de vida da cidade.

Sobre Aline Melo

Aline Melo, 39 anos, baiana da cidade de Feira de Santana. Foi morar no Canadá, na cidade de Vancouver, em 2016 com seu esposo e seu filho de 4 patas, um shihtzu, para cursar uma pós graduação em Business. 

Aline Melo

Entendendo Vancouver na percepção de Aline

Em primeiro lugar acho que o desafio do turista em Vancouver é entender que a cidade não tem muitos monumentos históricos, até por que se comparado com outros países, o Canadá é um “bebê”, pois tem um pouco mais de 150 anos.

Em segundo lugar, Vancouver não é o paraíso das compras, apesar do dólar canadense ser mais barato que o americano.

Só para ilustrar, a primeira vez que minha mãe veio me visitar, percebi que ela ficou um pouco “entediada”, quando eu a levava para conhecer os lugares.

Ao chegar eu dizia: Pronto, sente-se aí e olha que paisagem mais linda! (risos) Ela não falava, mais acredito que esperava visitar mais monumentos.

Assim, levou alguns dias até ela entender que aqui em Vancouver, vivemos a cidade.

Enfim, entender que temos o sentimento de gratidão, por sermos abençoados por apreciar as obras primas que Deus nos deu, misturando mar, montanha, floresta, num único lugar.

Bowen Island

Hoje, minha mãe ama Vancouver e a tranquilidade da cidade, reconhecendo cada cantinho mostrado na televisão.

Diferente da maioria das cidades, onde as pessoas andam de terno e gravata no modo acelerado, por suas ruas, Vancouver é mais low place.

E sabe de uma coisa, aqui ninguém liga para o que você está vestindo. Aliás, confesso que uma das melhores experiências que tive aqui em Vancouver, foi ir ao supermercado um dia de pijama e ninguém sequer me olhar. (risos)

O melhor é que você se liberta de certos padrões.

Vancouver é sinônimo de:

Diversidade, com toda certeza. Vancouver está situada na Província da Colúmbia Britânica, sendo considerada a província mais multicultural do Canadá. A saber, tem registrado mais de 200 grupos étnicos diferentes.

O que lhe levou a Vancouver?

A princípio, nosso plano, meu e do meu marido, era ter como experiência, morar em um outro país.

Então, foi através dos estudos que conseguimos viabilizar nosso plano. Assim, escolhemos Vancouver por ter um dos climas mais amenos do Canadá.

Mesmo que você pense o contrário, o Canadá não tem só frio e neve.

Vancouver é um lugar bom para se viver?

Sem dúvida Vancouver é uma cidade organizada, segura e muito, muito bonita. Como resultado, acredito que tudo isso a torna um lugar muito bom para se viver.

Vancouver

Quando mudamos de cidade ou país costumamos estudar um pouco sobre suas características. Vancouver superou as suas expectativas ou deixou a desejar?

Em termos de beleza, Vancouver superou todas as minhas expectativas.

Qual a característica de Vancouver que mais lhe agrada?

A beleza natural da cidade, rodeada de montanhas, com lagos e parques belíssimos.

Aliás, eu gosto da paz, da tranquilidade, de viver perto da natureza e principalmente da vida selvagem que vive ali.

Ou seja, gosto dos corvos, gaivotas, esquilos, guaxinins, coiotes e ursos. E assim, entender o respeito que a sociedade tem por tudo isso.

Gosto da vibe dessa cidade. O vancouverite, termo usado para nomear a pessoa que nasce na cidade, é mais natureba, gosta de esportes, de hiking, de cuidar da saúde.

Assim, Vancouver é o paraíso das comidas orgânicas, das kombuchas, um chá orgânico fermentado.

Além disso, aqui as pessoas andam pelas ruas com seu tapetinho de Yoga pendurado no ombro.

Ah, a saber, o uso da maconha é legalizado e antes que pergunte, em cada esquina tem uma loja, onde você pode escolher o tipo que deseja, de acordo com os benefícios medicinais.

Só para ilustrar, tem até loja de maconha para cachorro.

O que foi mais difícil para se adaptar em Vancouver?

Sem dúvida, depois de quase 4 anos eu continuo “odiando” o inverno em Vancouver.

Fora aqueles raros dias de neve que até embelezam a cidade e do fato de não termos temperaturas tão baixas como o resto do Canadá, chove muito em Vancouver.

Só para exemplificar, o último mês de novembro (2019), tivemos 29 dias cinzentos de chuva, o que rendeu à cidade o apelido de “Raincouver” ou “Vanchuver”.

Outuno com chuva em Vancouver

Além disso, a luz do dia aparece mais tarde e o anoitecer ocorre antes das 4 horas da tarde.

De fato, sofremos muito com a falta do sol e com o que eles chamam de ‘Winter Blues’, algo como depressão de inverno.

Decerto, eu acho que isso tem um grande peso no comportamento dos Vancouverites: quando tem sol, temos que ir para a rua! De tal forma que, não se desperdiça nenhum dia de sol!

Mas a cada inverno me adapto um pouco mais: é a época de curtir os bons vinhos locais, de curtir a nossa casinha e torcer para ter neve no Natal e assim termos um “White Xmas”.

Jimmy na neve, Vancouver
Jimmy curtindo a neve em Vancouver

Quais as características mais marcantes dos canadenses?

O Canadense médio é bastante educado e gosta que respeitem sua privacidade. Embora os mais idosos gostem de puxar conversa.

Existe até uma piada que diz, que os canadenses pedem desculpa para tudo. Por exemplo, aqui até o ônibus quando está cheio pedem desculpa, ou seja, vem com um “Sorry” no painel.

Quem a vai a Vancouver não pode deixar de:

Surpreendentemente, Vancouver tem duas caras, ou seja, parece ser duas cidades diferentes dependendo da época do ano.

Dessa maneira, durante o verão, uma ótima pedida é caminhar por Downtown, conhecer o Stanley Park, curtir uma prainha em Kitsilano.

Conhecer a Lynn Valley ou a Capilano Suspension Bridge, sendo muito parecidas, entretanto a primeira é gratuita e a segunda é paga. E ainda conhecer a Granville Island e se tiver tempo, conhecer os lagos e as vinícolas da região.

Ponte Lynn Valley
Ponte Lynn Valley

Por outro lado, durante o inverno, a Grouse Mountain e a Cypress Mountain são os melhores lugares, se você gosta de esquiar, mas não deixe de visitar também no verão. Olhe a paisagem destes lugares no inverno e no verão.

E se tiver um dia extra, vá atá a cidade de Whistler, cerca de 1h30  de Vancouver, visto que esse é o verdadeiro point do Ski.

Quantos dias no mínimo você sugere para que uma pessoa usufrua ao máximo da região?

Com toda certeza, acredito que 5 dias seriam ideais para conhecer a região com calma e entender o espírito dessa cidade.

Vancouver é uma cidade para se contemplar com calma!

Um passeio no lago, por exemplo, exige algumas horas, caminhadas, rende um piquenique e é algo que não se deve deixar de fazer no Canadá.

Outro exemplo, o Joffrey Lake é um lago de águas cristalinas, mas que exige uma caminhada de 8 km para chegar até ele.

 Joffrey Lake, Canada

Outro passeio bem legal é conhecer as vinícolas da região, que, aliás, produzem vinhos deliciosos!

O custo de vida em Vancouver é alto?

Sim, Vancouver é uma das cidades com custo de vida mais alto do Canadá, principalmente em relacão a aluguel, custo de imóveis e comida. 

Comida nos move. Que especialidades gastronômicas deveríamos provar em Vancouver?

Aproveite a multiculturalidade da cidade!

Já que o que não falta é opção: comidas chinesa, japonesa, italiana, havaiana, tailandesa, vietnamita, libanesa… Enfim, as opções são mesmo infinitas!

Mas quem vem ao Canadá tem que provar o Famoso Poutine, que nada mais é do que batata frita num molho de carne com queijo. É bom demais.

Poutine, Vancouver
Foto: Unplash

Hoje é um dia mega especial, que local você sugere?

Primeiramente, é bom ter em mente que Vancouver é uma cidade onde as coisas fecham cedo, ou seja, por volta das dez da noite, a cidade está “morta”.

Para render o dia, afinal é um dia especial, sugiro visitar a Chamberton Winery in Langley e almoçar em seu charmoso restaurante de frente para o vinhedo.

Chaberton Estate Winery
Foto: Chaberton Estate

Talvez provavelmente, seja uma outra ótima opção, fazer um piquenique, sentados em frente ao lago, com uma deliciosa tábua de queijos!

Mas nesse caso, o vinho teria que ficar para depois, já que não se pode consumir bebida alcoólica em público, em Vancouver.

Um ou mais locais para se fazer uma excelente refeição?

A Pizzeria Via Tevere é bem pequena, mas sempre com fila na porta, não preciso explicar os motivos.

Pizzeria Via Tereve, Vancouver
Foto: Pizzeria Via Tevere

Para mim, serve-se ali uma das pizzas mais gostosas de Vancouver.

Visto que meu ponto fraco são os italianos, o BiBo Pizzeria con Cucina também vale uma visita.

Entretanto, se estiver um dia de sol, opte por ir até o Steveston, um balneário localizado na cidade de Richmond, bem pertinho de Vancouver, onde foi filmada a Serie Once Upon a Time.

Steveston Villlage
Foto: Unplash

Sente num daqueles pátios de frente para o mar, para que veja o voo das gaivotas, enquanto toma uma cerveja artesanal, ou quem sabe um vinho branco.

Enquanto experimenta os mexilhões ou um simples e delicioso Fish and Chips.

O restaurante Old Spaghetti Factory é uma boa pedida para quem quer ter uma refeição completa, ou seja, entrada, prato principal e sobremesa, por um preço camarada.

Qual a maior dificuldade para uma mãe que gostaria de morar ou visitar Vancouver com seus filhos pequenos?

Acredito que a maior dificuldade para quem pensa em morar em Vancouver com filho pequeno seria encontrar vaga num Day Care.

As vagas são tão concorridas que algumas pessoas colocam seus nomes na lista de espera antes mesmo de engravidar.

Mesmo não sendo turista, qual é a melhor região para se hospedar em Vancouver?

O mais importante é ficar perto de uma estação de skytrain. O transporte público em Vancouver funciona muito bem, então o deslocamento é super fácil.

Mas se gosta de ficar pelo centro, a área de Yaletown (Hyatt Regency Vancouver) e West End (The Sutton Place Hotel Vancouver) são bem legais.

Evite qualquer acomodação perto da Main Street na área de Downtown, afinal esse é o local onde se concentra um maior número de moradores de rua.

Que lugar você sugere para sair a noite em Vancouver?

Gastown, pois as suas ruas iluminadas, pubs e seu relógio a vapor o torna um charme a noite!

Gastown

Melhores lugares para se fazer compras em Vancouver?

Downtown concentra muitas lojas de griffe, mas se a procura é por preços mais em conta, talvez o melhor é se deslocar para os outlets nos arredores da cidade, como o McArthur Glen perto do Aeroporto ou o Tsawwassen Mills. Este é o meu preferido e fica cerca de 45 minutos de Vancouver.

Existe algum ponto turístico que você não recomendaria em Vancouver? Porque?

A minha única recomendação é sobre alguns pontos em Downtown, perto da Main Street. Visto que, esse é o lado “feio” de Vancouver, onde ficam muitos usuários de drogas.

Mas se por acaso você se vir perdido nessas caminhadas por aquele lado, não entre em pânico. Atenção, eu disse “feio” e não “perigoso”, ou seja, eles não vão mexer com você.  

Sempre temos um lugar especial, que vamos com frequência, que nos alegra o coração, seja um parque, um restaurante, um café,uma loja ou qualquer outro lugar. Qual é o seu lugar especial em Vancouver? E por que é tão especial?

Meu lugar especial é uma ilha que fica a cerca de 1 hora de ferry de Vancouver, que se chama Bowen Island.

Embora, seja bem pequena, a ilha tem várias áreas desertas, onde você pode caminhar vendo os veadinhos, ouvindo o barulho do mar e ainda assistir o pôr do sol enquanto toma uma taça de vinho.

Ótimo para se reconectar consigo mesmo!

Que programas  Vancouver oferece para crianças?

O Aquário de Vancouver é um passeio muito legal, não só para as crianças, mas para os adultos também. E que tal assistir um jogo de Hóquei no gelo?

Podem também visitar o museu. Mas o passeio que as crianças daqui mais curtem com certeza é um piquenique na beira de algum lago.

Museu de Vancouver

O que mais você sente falta em relação ao Brasil?

Ah, essa é a parte mais difícil. Eu sinto falta das pessoas: a família e os amigos.

Sinto falta do almoço de domingo, do banho de mar morninho, do acarajé na beira da praia e também, do boteco com os amigos.

Mas depois que a gente mora fora, só uma coisa é certa: nós nunca mais seremos completos.

Vamos sentir falta, para sempre, do que temos em um lugar, mas não temos no outro.

Então, acho que o segredo é aproveitar o máximo do agora. Por enquanto, estou por aqui e sou livre para mudar de ideia a qualquer momento.

Assim terminamos nosso tour por Vancouver


Você conhece a cidade do Vancouver? Se você gostou do post, confira também as dicas de brasileiros que vivem em outras cidades: Orlando, Boston e Madrid.

E se desejar um roteiro exclusivo e todos serviços de viagem para ir a Vancouver ou para qualquer outro destino, sem nenhum trabalho para organizar, basta contactar com o Blog.

Montamos roteiros personalizados e exclusivos, conforme o perfil de viajante, incluindo restaurantes, dicas de compras, chip, passagens e hotéis, ou seja, a viagem completa.


Selamos pela qualidade da sua leitura

Optamos por manter o site limpo de propaganda, pois acreditamos na nossa missão de levar um conteúdo de qualidade e não seria justo com o leitor ter várias caixas de distrações. Entretanto, se você quiser colaborar com o site do Agarre o Mundo, pode organizar toda a sua viagem através dos nossos parceiros, e você não gastará nenhum real a mais por isso e ainda ganhará desconto em alguns serviços.

parceiros

Saiba que podemos lhe ajudar em toda a sua viagem, e ainda se desejar um roteiro para curtir sua viagem, sem nenhum trabalho para organizar, basta contactar com o Blog.

Montamos desde roteiro personalizado e exclusivo conforme o perfil do viajante, até uma viagem completa, incluindo restaurantes, dicas de compras, chip, etc.

Beijinhos e até mais



Aline Melo

Publicitária, advogada, baiana da cidade de Feira de Santana. Foi morar no Canadá, na cidade de Vancouver, em 2016 com seu esposo, para cursar uma pós graduação em Business.

Veja também

Compartilhe


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VOLTAR AO TOPO
error: Content is protected !!