" /> O que fazer em Jericoacoara e não cair nas pegadinhas - Agarre o Mundo

O que fazer em Jericoacoara e não cair nas pegadinhas

O que fazer em Jericoacoara
escrito por Sandra Hupsel

Nesse post conto o que fazer em Jericoacoara e não cair nas pegadinhas. Jericoacoara é um paraíso que se adequa a quase todos perfis de viajante. Mesmo sendo uma vila, possui atrações, seja noite ou seja dia.

Sendo assim, não é à toa que seja uma das regiões praianas mais desejadas do Brasil e que logo, logo, será um dos locais mais cobiçados do mundo. No entanto, não sei se isso será bom ou ruim para Jeri.

Embora seja uma vila, não falta o que fazer. Jericoacoara tem atrações que vão de praias aos toboáguas “rústicos” em lagoas.

Jericoacoara é um local cobiçado com várias atrações

E se você está pensando que Jeri se resume às praias e lagoas, saiba que a cidade oferece um entretenimento noturno para quem gosta de bares e até de baladinhas com DJ e performance de artistas.

O centrinho da vila é um charme. Entretanto durante o dia não tem muito movimento na vila e alguns lugares fecham, já que a grande parte dos turistas estão nos passeios. Mas durante a noite, a vila ferve!

Certamente, à noite tem seu encanto, porém as melhores atividades acontecem durante o dia.

De fato, as belezas naturais são as principais atrações de Jericoacoara. E o grande diferencial é que apesar de ser um local praiano, os destaques são as lagoas de água doce.

O que fazer em Jericoacoara durante o dia

Antigamente existiam dois principais passeios, do lado leste e o do lado oeste, além da Praia Principal e da Praia do Preá. No entanto, desde o ano passado surgiu o passeio ao Buraco azul, que na verdade fica em outro município.

O passeio para o leste inclui (roteiro Pedra Furada, Árvore da Preguiça, Praia do Preá, Lagoa Azul e Lagoa do Paraíso).

Enquanto o passeio para o oeste inclui (roteiro da Travessia de Balsa, Santuário do Cavalo Marinho, Trilha do Mangue, Dunas e Lagoa da Tatajuba).

Praia principal: sombra, água fresca e relaxamento

É a praia que fica perto do centro da vila de Jericoacoara. É rasa e a faixa de areia varia de acordo com a maré. Além disso, fica numa espécie de enseada, o que faz com que as ondas entrem lateralmente.

Praia Principal de Jericoacoara em frente ao ClubVentos

Contudo as ondas não são altas e o local é também usado para prática de SUP. Até existem locais que dão aulas e alugam equipamentos náuticos.

Em julho, quando os ventos estão mais fortes, é muito frequentada por praticantes de Windsurfe.

Contudo tem gente que não acha essa praia tão bonita, mas eu adoro, principalmente a parte que fica em frente ao Bar ClubVentos, pois a água é límpida e morna, além da energia diferenciada. Saio de lá revigorada…

Então, sugiro que deixe pelo menos um dia para relaxar nela e de lá, seguir para o Pôr do Sol na Duna. Você pode escolher entre ficar na areia, nas mesas dos bares ou alugar as espreguiçadeiras dos restaurantes.

Pegadinha: Pergunte antes se a consumação permite o uso da cadeira ou se ela está disponível só para aluguel.

Praia Malhada e suas piscinas naturais

Andando para o lado direito da vila, tem uma praia deserta, a Praia Malhada. Apesar de deserta, quando a maré está baixa formam-se piscinas naturais, que deixam quem não curte ondas mais à vontade.

Contudo não há a mesma disponibilidade de bares e restaurantes como na Praia Principal. Não fui, pois a maré estava alta.

Pegadinha: A melhor forma de curtir esta praia é em grupo. Nunca é bom ficar numa área isolada de tudo e todos sozinho(a).

Buraco Azul: a mais nova sensação de Jericoacoara

Esta atração surgiu no segundo semestre de 2019 e está “bombando” nas redes sociais, pois a cor da água é azul turquesa.

Antes de mais nada, o Buraco Azul “são dois”, sendo que um deles fica no município de Acaraú. Mas os dois surgiram do mesmo jeito: buracos cavados para retirada de areia para obras na região.

Após a temporada de chuva, os buracos ficaram cheios de água. De acordo com um geógrafo da região, a água surgiu dos lençóis freáticos e tem baixo índice de nutrientes, o que justifica a cor da água. Não retornei a Jeri depois desta novidade.

O que fazer em Jericoacoara do lado leste

O passeio para leste passa pela Praia do Preá e faz paradas para fotos na Pedra Furada e na Árvore da Preguiça. Em seguida, vai para Lagoa Azul e Lagoa do Paraíso.

O que fazer em Jericoacoara: passeio de buggy pelas dunas

Você pode contratar uma Hilux ou um buggy para fazer o passeio de forma privativa ou procurar outros viajantes (na pousada ou nas agências) para dividir as despesas.

Evite ir com veículo próprio. Se for, confirme se não há lama pelo caminho e contrate um guia, pois você pode se perder e atolar o carro nas areias fofas.

Ainda existe a opção do quadriciclo. De certo, é uma aventura e tanto, mas não achei seguro e contam por lá, que já ocorreram acidentes.

Quanto aos valores, os passeios de buggy tem valor único nas agências e pode ser dividido por até 4 pessoas.

Eu, mamis e maninha no passeio de buggy nas dunas de Jericoacoara

Em contrapartida, quando realizado nos carros 4×4 são mais em conta, visto que comportam mais gente e a cobrança é por pessoa.

Bem, quem leu meu perfil no blog sabe que não curto passeios prontos e engessados. Afinal, nem todo ponto turístico me atrai.

De fato, quando fui a primeira vez para Jeri os meus focos foram vila, Praia Principal e Lagoa do Paraíso. Portanto, fui para Rua São Francisco de onde saem as jardineiras que levam para a Lagoa do Paraíso.

Desse modo, só fiz o passeio de buggy na segunda vez que fui para Jericoacoara.

As saídas são conforme o volume de passageiros, no esquema encheu, partiu. Sendo assim, passei o dia lá e combinei com o motorista o retorno. O valor é cobrado por trecho.

Praia do Preá para Kitesurf e Windsurf

Não é uma praia para relaxar, mas para praticar kitesurf ou windsurf. Inclusive, é possível ter aulas. Fica a 20 minutos de buggy da vila.

De fato, os ventos são fortes. Além disso, não é muito populosa e tem pouca estrutura. Ainda assim, existem algumas hospedagens a quem possa interessar.

Eu passei por ela quando estava chegando a Jericoacoara e não tive interesse em retornar.

Árvore da preguiça: fotos e filas

A Árvore da Preguiça fica entre Jericoacoara e a Praia do Preá. É uma árvore que devido aos ventos fortes cresceu como se estivesse deitada.

Também está na lista de toda agência de viagem e blogs do que fazer em Jeri. É um local para fotos e sempre tem filas.

Árvore da Preguiça é um cartão postal de Jericoacoara

Passei por ela, quando estava chegando a Jeri e não achei que valesse a pena retornar.

A fotogênica Pedra Furada

A Pedra Furada é um dos cartões postais mais procurados e postados nas redes sociais. Apesar de incluso no passeio do lado leste, você pode chegar lá por conta própria.

Sendo assim, basta uma caminhada de 30 minutos pela Praia Malhada, mas a maré precisa estar baixa. Portanto, pergunte na pousada ou consulte o horário das marés na internet.

Todavia, para quem está com crianças ou idosos, ou até mesmo com preguiça de caminhar sob sol, existem charretes que levam até lá.

Dessa maneira, o único esforço será descer até o cartão postal. O retorno é feito pelo Morro do Serrote.

Entretanto, prefira ir nos horários de movimento, quando mais pessoas vão.

Da mesma forma que a Árvore da Preguiça, é um local para fotos e sempre tem filas. Optei por não ir. A dica é levar protetor solar e água, não existe estrutura no caminho.

Pegadinha: Muitos guias dizem que é um passeio complicado e cobram para acompanhar na caminhada, mas segundo informações, é desnecessário.

A Lagoa Azul nem sempre está azul

É menor e atualmente é menos turística, além disso tem pouca estrutura. É uma das paradas do passeio do lado leste.

A Lagoa Azul em Jericoacoara nem sempre está azul

Pegadinha: Nem sempre está cheia e nem sempre está azul.

Lagoa do Paraíso: a “famosinha” das redes sociais

Você já viu aquela imagem das redes coloridas dentro de água transparente, com vários tons de azul e verde, cercada por dunas e palmeiras? 

Lagoa do  Paraíso

Então, esse lugar existe no Brasil e chama-se Lagoa do Paraíso. E foi essa lagoa que me levou a Jericoacoara pela primeira vez.

Lagoa do Paraíso e sua água com tons azuis e verdes

De fato, a água tem vários tons de azul que alterna com tons de verde a depender da incidência do sol. Um show da natureza que faz qualquer olho brilhar.

Na lagoa existem balanços, “bancos” de madeira, além das redes que são bastante disputadas para tirar aquela fotinha básica para as redes sociais. Eu tirei várias, é claro!

Mas já que optei por passar o dia todo, foi mais fácil curtir o paraíso e relaxar bastante nas redes.

O trecho mais badalado e disputado é do The Alchymist Beach Club, já que é onde está a famosa passarela que leva literalmente ao paraíso.

Entrada do The Alchymist Beach Club na Lagoa do Paraíso
Entrada do The Alchymist Beach Club na Lagoa do Paraíso

Em 2016, o acesso ao Alchymist ainda era livre. No entanto, em 2019, para ter acesso ao local e acomodar-se em mesas e cadeiras simples foi necessário pagar R$ 20,00.

Contudo se você sonha ficar numa confortável espreguiçadeira ou naqueles gazebos semelhante ao Caribe, terá que desembolsar um valor bem diferenciado.

Gazebos do bar famoso na  Lagoa do   Paraíso

De fato, os preços do cardápio do Alchymist são elevados, porém nada que seja impraticável para quem já chegou até Jericoacoara.

Entretanto andando pela areia, é possível chegar às outras barracas menos “instagramáveis” e mais baratas.

Ainda assim, acho que vale a pena pelo menos conhecer a The Alchymist e depois, qualquer coisa, ir para outra barraca para comer e beber sem gastar tanto.

Aliás, na minha segunda vez em Jeri, conferi as outras opções de barracas, mas depois de parar em alguns lugares, acabamos ficando mesmo no The Alchymist, pois até a cor da água de lá é diferente.

O que fazer em Jericoacoara no lado oeste

O passeio rumo ao oeste inicia com a travessia dos carros numa balsa bem rústica, mas não tenha medo, tudo isso faz parte da aventura.

Mangue e cavalo-marinho

Após a travessia, o carro passa pelos mangues da Praia de Guriú e leva para conhecer os cavalos-marinhos, mas que é pago à parte. Eu não fui.

Pegadinha: encontrar os cavalos marinhos é uma questão de muita sorte, então pense duas vezes se vale a pena gastar este dinheiro.

Trilha do mangue e seus cenários

O passeio continua pela trilha do mangue, onde existem vários balanços cheios de flores. Sem dúvida, um cenário lindo e ideal para fotos.

Ah, existem muitos balanços nesse trajeto, então, sempre terão alguns vazios para suas fotos.

Aventura e emoção nas dunas

Após a trilha, o tour continua por “um rally” em várias dunas (muita emoção) até chegar ao destino final, a Lagoa da Tatajuba.

No entanto antes da Tatajuba, no meio das dunas, existe uma parada em um lago onde há uma tirolesa que termina na água e um tobogã “rústico” que vale muito a pena, quer dizer, se você é corajoso, risos.

É bem rústico mesmo, sem nenhuma segurança, mas a diversão e emoção são garantidas. Eu fui e adorei! A parada para banho e almoço é na Lagoa da Tatajuba que vale a visita, apesar de não ter águas tão cristalinas quanto a Lagoa do Paraíso.

Também existem as redes coloridas dentro da água, além de SUP e caiaque para aluguel.

Como alugamos o buggy sozinhas, optamos por não almoçar na Tatajuba, pois não gostei da infraestrutura das barracas. Coisas de nutricionista…(risos).

Reserve um dia inteiro tanto para o passeio do lado leste quanto do lado oeste, pois ambos saem de Jeri entre 9h e 10h e só regressam antes do pôr do sol.

Duna do Pôr do Sol ou Nascer da Lua?

A poucos metros da Praia Principal, no canto esquerdo, existe uma duna imensa. A Duna do Pôr do Sol é um ponto indispensável durante sua visita a Jeri. Eu sempre fui mais de uma vez.

Pôr do Sol em Jericoacoara - Um espetáculo a parte!

É engraçado o que acontece perto da hora do pôr de sol. Num ritual diário, uma multidão segue rumo à duna. A imagem lembra várias formiguinhas.

De fato, é muita gente! E uma hora antes do pôr do sol, as pessoas já marcam lugar no topo e na frente da duna. Mas tem lugar para todo mundo,viu?

Certamente, até pôr do sol em Jeri é um show à parte, já que diferentemente de vários destinos, o sol se põe no mar. Além disso, o pôr do sol do alto da duna é impagável.

Pôr do Sol na Duna em Jericoacoara

Durante o pôr do sol, o sol entra na água e o efeito da luz acaba mudando as cores da areia. Ao mesmo tempo a lua vai aparecendo. É uma experiência visual indescritível.

Logo após o sol se pôr, todos aplaudem, outra tradição de Jeri. Na saída, você desce caminhando ou, para os corajosos, de “esquibunda” pela parte mais íngreme e de frente para a praia.

Pegadinha: Não ande descalço na areia úmida da subida e descida da Duna, já que insetos da área podem causar bicho-do-pé. Ao menos, nessa hora, minha dica é usar sapato.

O que fazer em Jericoacoara à noite

O vilarejo de pescadores não é mais o mesmo de vinte anos atrás. O que era um isolado cantinho do Ceará se desenvolveu, ganhou fama internacional e ferve tanto de dia quanto à noite.

Visitar o centrinho da vila

Visitar a rua principal é uma delícia. Lá existem barraquinhas das mais diversas, lojas de artesanatos, além de restaurantes e bares.

Centro da Vila de Jericoacoara

Além de saborear ótimos drinques a base de frutas regionais e os petiscos das barraquinhas, sugiro que conheça o trabalho das crocheteiras locais.

Ao mesmo tempo, vale lembrar que experimentar a culinária é uma das melhores coisas para fazer à noite em Jeri.

Ir ao forró: um clássico da noite

Sem dúvida, essa é uma das opções mais procuradas da noite. Não é à toa que até existem a Rua do Forró e o Beco do Forró.

Lá existem pistas de dança abertas, com banda do tradicional forró tocando para dançar à noite inteira.

Do mesmo modo, existem restaurantes onde você pode degustar a culinária local ao som de bandas de forró, como o restaurante Dona Amélia e sua famosa moqueca de camarão no abacaxi.

Aliás, tentei por duas vezes provar essa bendita moqueca. Na primeira vez estava cheio, na segunda vez, o abacaxi havia terminado, aff!

Café Jeri: a baladinha do turismo de luxo

É um lugar bonito e bastante animado, com diversos drinques, música eletrônica e performance de artistas.

O local foi criado há pouco tempo, a entrada para o bar é gratuita, mas beber e comer lá não sairá barato.

Café Jeri: a baladinha eletrônica de Jericoacoara

Além disso, se optar pelo camarote para até 10 pessoas tem a consumação mínima. De quarta a domingo, o local abre seu rooftop (terraço) para um sunset ao som de música eletrônica.

Eu entrei para conhecer, mas não fiquei. De fato, é um ambiente bonito e sofisticado, porém tem mais perfil de Ibiza do que o clima rústico de Jeri. No entanto, fica a dica para quem curte.

Visitar o Samba Rock Café

É dos bares mais antigo e mais animado de Jeri. É inconfundível, pois logo na entrada, entre as mesas e cadeiras, existe uma árvore engolida por um jacaré.

Samba Rock Café em Jeri é uma das opções do que fazer a noite

O local está sempre cheio e apesar do nome, as bandas tocam todos estilos de música. Ao mesmo tempo, oferece um variado cardápio de comidas e bebidas.

Ir ao “Forró de trás” da igreja

É um forró tradicional que acontece aos domingos e geralmente começa em torno de 22:30h e vai até às 2h da manhã.

O local é bem rústico, estilo Jericoacoara, com chão de cimento batido e som do típico forró cearense.

Padaria Santo Antônio: uma dica valiosa

Você ja viu uma padaria que só funciona das 2h da manhã até às 8h da manhã? Essa é mais uma daquelas “coisas” que só tem em Jericoacoara.

Assim, no fim da noite, os pães quentinhos e variados curam a fome de quem já se divertiu muito.

O que fazer em Jericoacoara: pergunte!

O que fazer em Jericoacoara? Pergunte!

Jericoacoara está no topo do turismo, portanto, sempre terá novidade. E a melhor maneira de descobrir é perguntando. Pergunte aos funcionários das pousadas, aos garçons, aos bugueiros, aos moradores, etc.

Acima de tudo, Jeri é um local acolhedor e todo mundo terá sempre história para contar ou uma dica do que fazer lá.

Jericoacoara é uma vila que tem tudo. Tem paz, amor, agitação, alegria, sol, vento… É um lugar que a gente se sente feliz, mas para sentir, só visitando!

Agora que você já sabe o que fazer em Jericoacoara, é só ir…


E aí? Já sabia que Jeri tinha tantas atrações?

Tem alguma dúvida? É só deixar a pergunta nos comentários e se não soubermos a resposta, iremos atrás, viu?

Ah, se tiver outras dicas para compartilhar, me conta, viu? Pois, já estou planejando retornar a Jeri.

Não esqueça de deixar o seu like no fim do artigo, pois isso ajuda levar nosso conteúdo até mais pessoas.

O Agarre o Mundo segue com o compromisso de sempre mostrar a “viagem como ela é”.

E se você desejar um roteiro para curtir sua viagem sem nenhum trabalho para organizar, basta contactar com o Blog.


Selamos pela qualidade da sua leitura

Optamos por manter o site limpo de propaganda, pois acreditamos na nossa missão de levar um conteúdo de qualidade e não seria justo com o leitor ter várias caixas de distrações. Entretanto, se você quiser colaborar com o site do Agarre o Mundo, pode organizar toda a sua viagem através dos nossos parceiros, e você não gastará nenhum real a mais por isso e ainda ganhará desconto em alguns serviços.

parceiros

Saiba que podemos lhe ajudar em toda a sua viagem, e ainda se desejar um roteiro para curtir sua viagem, sem nenhum trabalho para organizar, basta contactar com o Blog.

Montamos desde roteiro personalizado e exclusivo conforme o perfil do viajante, até uma viagem completa, incluindo restaurantes, dicas de compras, chip, etc.

Beijinhos e até mais



Sandra Hupsel

Baiana, mora em Salvador. Sensível e curiosa, gosta de ler e estudar sobre vários assuntos. Especialista em nutrição clínica e oncológica. Sempre gostou de viajar e após experiências negativas com os pacotes prontos de viagem, passou a organizar suas próprias viagens, de familiares e amigos. "Se faz sentir, faz sentido,"

Veja também

Compartilhe


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VOLTAR AO TOPO
error: Content is protected !!