" /> Já pensou em conhecer o Nur-Sultan? - Agarre o Mundo

Já pensou em conhecer o Nur-Sultan?

Nur-Sultan, Agarre o Mundo
escrito por Diana Baseggio

Já pensou em conhecer o Nur-Sultan? Mas antes mesmo de começar a falar do Nur-Sultan, capital do Cazaquistão, vale a pena entender um pouco da história do país.

Cazaquistão

Sendo a maior nação da Ásia Central, o Cazaquistão tem seu nome derivado dos cazaques, povo que habitava os vastos campos da região.

Decerto, fazendo fronteira com a Rússia, China, Quisguistão, Uzbequistão e o Turcomenistão, por séculos os mongóis e outros grupos dominaram partes do Cazaquistão.

Nur-Sultan no mapa, Agarre o Mundo

Já no século XV, muitos uzbeques, que viviam como nômades chegaram a região e ficaram conhecidos como cazaques e assim, logo criaram um império na Ásia Central.

Entretanto por volta de 1848, a Rússia conquistou o território dos cazaques, e em 1920 o Cazaquistão tornou-se parte da União Soviética, que obrigou os cazaques a se estabelecerem em fazendas.

E em 1991 o Cazaquistão declarou a sua independência, quando o Nur-Sultan Nazarbayev tornou-se presidente e permaneceu no poder até 2019, embora a ligação econômica com a Rússia ainda seja estreita.

Nur-Sultan

A cidade de Nur- Sultan, capital do Cazaquistão, que até 2019 se chamava Astana, que na língua Cazaque significa “capital”, no entanto, já se chamou Tselinograd e Akmola.

A saber, o nome da cidade é uma homenagem ao ex-presidente Nur -Sultan Nazarbeyev, que governou o país por quase 30 anos.

Nur-Sultan, Agarre o Mundo
Foto: @vivendonokz

E foi quem mudou a capital de Almaty para o norte, iniciando assim, em 1997, a construção de uma cidade ultramoderna e exuberante.

Nur-Sultan, tem aproximadamente 1 milhão de habitantes, assim é a segunda maior cidade do país, atrás apenas de Almaty.

Entre as maravilhas que a cidade oferece, com toda a certeza você se deslumbrará, com o Palácio Presidencial e sua Cúpula Azul.

Nur-Sultan, Agarre o Mundo
Foto: @vivendonokz

Além disso, a avenida Nurzhol possui uma agradável zona peadonal, com jardins e esculturas.

Mas a estrela da avenida com toda a certeza é a Torre Bayterek, que simboliza a árvore da vida com o ovo dourado de Samruk, ave sagrada da mitologia dos cazaques, povo túrquico islamizado que manteve crenças xamanistas.

Nur-Sultan, Agarre o Mundo
Foto: @vivendonokz

Aliás, uma curiosidade da cidade consiste no fato dela ser cem por cento plana, características não comuns na maioria das cidades no mundo.

E que tal provar o Kumis, que nada mais é que leite de égua fermentado, um sabor desafiante, para os paladares menos preparados.

Para nos falar um pouco mais sobre como é viver no Cazaquistão e as melhores atrações que a capital Nur-Sultan tem a oferecer, convidamos Diana Baseggio, @vivendonokz, uma brasileira que por lá vive.

Sobre Diana Baseggio

Diana do @vivendonokz, Agarre o Mundo

Sou uma paulistana, casada há 14 anos com o Luís Baseggio, mas estamos juntos há 17 anos, ou seja, desde a época da faculdade onde nos conhecemos.

Um filho de 13 anos e uma filha de quatro patas, uma dachshund ciumenta de 3 anos.

Não estou trabalhando no momento, mas sou formada em hotelaria, onde atuei por 19 anos.

Nur-Sultan é sinônimo de…

Nur-sultan é sinônimo de cultura, recomeço e diversidade, afinal são mais de 100 etnias por aqui.

Significa recomeço, pois são terras antigas, porém um país jovem que conseguiu sua independência da União Soviética na década de 90 e com toda sua diversidade vem crescendo em uma velocidade sem comparação.

Nur-Sultan, Agarre o Mundo
Foto: @vivendonokz

O que lhe levou a morar em Nur-Sultan?

Meu marido é aviador, como resultado, em abril de 2019 recebeu uma proposta para trabalhar no Cazaquistão.

Decidimos que ele iria antes, aliás foram 3 meses de treinamento e experiência na cidade onde fica a matriz da empresa, Almaty. E somente depois deste período ele se mudou oficialmente para Nur-Sultan.

Então, em dezembro de 2019 meu filho, a cachorra e eu seguimos viagem para a capital sem conhecer muito e sem saber o que esse país nos apresentaria.

É uma boa cidade para morar?

Nur-Sultan é a nova capital do Cazaquistão, com uma população de aproximadamente 1.200 milhões de habitantes. Embora, seja uma cidade moderna e em fase de construção, ainda tem um toque histórico.

De tal forma que possui diferentes oportunidades de lazer e cultural, porém vale lembrar que existe um grande desafio: O clima.

Apesar de ter suas estações bem definidas o Cazaquistão é conhecido pelo seu inverno rigoroso e Nur-Sultan pode ser considerada como uma das cidades mais geladas do país, atingindo no seu longo inverno temperaturas em torno de -40ºC.

De fato, existem relatos de invernos onde as temperaturas chegaram a atingir -50ºC.

Nur-Sultan é uma cidade extremamente segura, além disso, por ser totalmente plana traz o conforto nas caminhadas durante o verão, e na primavera é possível curtir tudo de bicicleta.

Quando mudamos de cidade, estudamos um pouco sobre suas características. Nur-Sultan superou as suas expectativas ou deixou a desejar?

Para ser sincera não tivemos muito tempo para estudar sobre o Cazaquistão, além disso tivemos muita dificuldade em encontrar informações inclusive na internet. Um país pouco citado, praticamente sem divulgação e incentivo ao turismo.

Nur-Sultan, Agarre o Mundo
Foto: @vivendonokz

Muitas coisas nos deixaram positivamente impressionados, como a questão da segurança, mas o idioma foi uma grande dificuldade, uma vez que se falam o russo e o cazaque.

Em especial em Nur-Sultan as pessoas não são muitos amigáveis logo de primeira. Povo de sorriso tímido, de uma educação extremamente rígida e com hábitos ainda um pouco burocráticos o que em muitos momentos nos desanimou.

Mas aos poucos fomos aprendendo a lidar com a diversidade cultural, religiosa e gastronômica e gostando de tudo no seu devido tempo.

Qual a característica de Nur-Sultan que mais lhe agrada?

Apesar de ser a capital do país, Nur-Sultan lembra muito algumas cidades do interior de São Paulo, porém com a facilidade e versatilidade das grandes capitais.

Uma cidade segura, limpa, tranquila. De tal forma que podemos fazer tudo a qualquer hora sem se preocupar se algo irá nos acontecer.

Nur-Sultan, Agarre o Mundo
Foto: @vivendonokz

Além disso, tem a natureza, que pode ser observada em cada estação com suas peculiaridades.

Desde pássaros que aguentam o frio severo, aos coelhos que surgem repentinamente em seus caminhos.

Coelhos em Nur-Sultan, Agarre o Mundo
Foto: @vivendonokz

O que foi mais difícil para se adaptar na cidade?

A maior dificuldade de fato foram a comunicação, o frio e neve intensa.

Nur-Sultan, Agarre o Mundo
Foto: @vivendonokz

Já, para o nosso filho, com toda a certeza foi a adaptação na escola, língua, grade escolar e ano letivo diferente.

Além disso, no começo, o fato da escola nunca ter recebido um aluno brasileiro também dificultou, assim como a alimentação e hábitos.

Uma outra grande preocupação era com relação a religião, pois o pouco que sabíamos era sobre ser um país, onde a crença, em sua maioria, era islâmica.

Nur-Sultan, Agarre o Mundo
Foto: @vivendonokz

Assim, sem a certeza de como seríamos tratados, por não sermos da mesma fé, nos trouxe um pouco de preocupação, mas tivemos a grata surpresa de ser um país extremamente tranquilo e aberto para todas as religiões.

Quais as características mais marcantes da população local?

A palavra! Impressionante como eles acreditam no que você fala. Você pode comer e falar que voltará para pagar outro dia, já que para eles isso é uma certeza absoluta. Apesar de reservados e observadores, são extremamente confiáveis.

Existe algo especial que o turista não deva fazer?

A única coisa que você precisa saber para não se assustar, é que a mesma gentileza e educação que eles tem para parar o carro para que você atravesse a rua, não terão para segurar uma porta, dar um “bom dia” ou não furar uma fila.

Na verdade eu acho que eles ainda não sabem o que é fila (risos). E mulheres, não estranhem se forem cumprimentar algum homem e não receberem nem ao menos uma mão estendida.

Já que eles não pegam nas mãos das mulheres e muito menos dão um beijinho. E por fim, para os que gostam de bebidas alcoólicas não é permitido consumir andando pelas ruas.

Quem vai a Nur-Sultan passear não pode deixar de…

O Cazaquistão possui lugares incríveis, de uma paisagem de impressionar, mas infelizmente não para os lados de cá.

Lago Kaindy - Cazaquistão, Agarre o Mundo
Foto: Unplash

Então em Nur-Sultan você poderá curtir museus, palácios, mesquitas maravilhosas, parques, orquestras, ballet e com certeza não pode deixar de assistir a um jogo de hochey no Barys Astana.

Recomendo visitar o Bayterek Monument, pois é uma das principais atrações da cidade onde representa a aquisição do novo status da cidade como capital do país.

O Palace of Peace and Reconcilation onde você conhecerá um pouco da história do país e da diversidade das etnias (tour de 1h guiado) e com certeza conferir o calendário do Astana Opera Theater.

Como você organizaria um roteiro de 3 dias, para o seguidor do Agarre o Mundo, para que ele aproveitasse Nur-Sultan?

A grande questão é: Qual época do ano virão?

Ou seja, para quem curte neve, mas deseja esquiar, saiba que infelizmente aqui não é o lugar.

Então, o melhor é ir até a cidade de Almaty (1h30 de voo de Nur-Sultan) e assim, podemos pensar em 2 dias por lá, pois tem muita coisa para ver e fazer, e 3 dias em Nur-Sultan, que seriam mais que suficiente para conhecer tudo.

Com o Astana Sightseeing (ônibus turístico que percorre a cidade), você já consegue definir por onde começar e fazer vários clicks pela cidade, afinal poderá observar toda a cidade e se quiser voltar com calma em algum lugar outro dia, fica bem tranquilo.

National Museum, Independence Squareand Kazak Eli Monument, o Shoppinh Khan Shatyr, que inclusive dá para curtir uma praia artificial, e ainda, andar de patins de gelo no Mega Silk Way.

Ou ainda, assistir um jogo no Barys, conferir algum espetáculo no Astana Ballet Theater, Hazrat Sultan que é uma das mesquitas mais bonitas da cidade.

Além disso, comer um chachlik que é o churrasco cazaque ou um kazakh pilaf em alguns dos vários restaurantes da cidade.

É caro morar ou passear em Nur-Sultan?

Eu sempre digo que não sei responder essa pergunta. Que isso é muito relativo pois depende do seu estilo de vida.

Que bairro quer morar, o que gosta de comer, se tem filhos, ou animais de estimação, qual o seu conceito de saúde?

O que eu posso afirmar é que frutas e legumes são bem caros, pois variedades de frutas e legumes não existem por aqui, ou seja, não estamos em um país tropical e tudo vem de fora.

Frutas no Nur-Sultan, Agarre o Mundo
Foto: @vivendonokz

Exceto, no verão que as cerejas e o apricot (Damasco) aparecem e realmente são bem mais baratos que no Brasil.

Andar de ônibus é muito barato, bom e rápido. Com 90 tengues você pega o ônibus.

Existem restaurantes muito bons e com valores bem acessíveis. Grande variedade de hotéis. Você terá dos mais renomeados aos mais econômicos.

Os passeios turísticos são bem acessíveis comparados a outros países, mas não espere encontrar tudo em inglês.

Comida nos move. Quais especialidades gastronômicas mais se destacam em Nur-Sultan?

Variedade não faltará. Aqui tem diversos restaurantes chineses, coreanos, italianos, georgianos, mexicanos.

Aqui temos os fast foods tradicionais no mundo todo e até mesmo roteiros gastronômicos, onde poderá desfrutar de um cardápio local, em residências cazaques, embora você precise do apoio de alguma agência especializada.

Até comida brasileira você encontra por aqui, afinal tem um restaurante na cidade.

Hoje é um dia especial, que local nos levaria para jantar em Nur-Sultan?

Existem algumas opções, mas eu acho a comida cazaque bem pesada, então eu levaria ou em um restaurante georgiano (Osoba) ou em um dos diversos bares charmosos que temos distribuídos pela cidade.

Um ou mais locais para um bom café da manhã e almoço em Nur-Sultan?

Aqui, eles adoram piquenique, então para um café da manhã durante verão ou primavera fica como uma possibilidade, pois existem parques bem bonitos para desfrutar e registrar esse momento.

O almoço é o horário onde mais se faz necessário reservar o lugar que deseja conhecer, então fica a dica independente de onde queira ir, procure agendar, senão passará horas esperando.

A maioria dos restaurantes da cidade tem valores bem acessíveis inclusive para as bebidas alcóolicas.

Aliás, uma dica que eu dou é ficar atento com relação aos valores em estabelecimentos próximos aos hotéis de bandeiras internacionais ou restaurantes próximos as embaixadas, esses sim, costumam ter o valor mais elevado.

Qual a maior dificuldade para uma mãe que visitasse Nur-Sultan com seus filhos pequenos?

As famílias aqui costumam ser bem grandes. Eita povo que gosta de ter filho! (risos)

Não terá dificuldade de encontrar distração. Desde os jogos no Barys, o Aquário da cidade, a roda gigante, entre tantos outros lugares para que os pequenos se divirtam.

Roda gigante em Nur-Sultan, Agarre o Mundo
Foto: @vivendonokz

Por exemplo, nos shoppings possuem áreas de entretenimento, assim como uma pista de patinação.

No The Sphere durante a visitação existem shows para as crianças que são legais.

Embora o que eu acho que elas mais gostam durante o inverno são as esculturas de gelo pela cidade e a possibilidade dos “esqui-bunda” que são montados por toda cidade onde você pode alugar por um preço simbólico as boias para escorregar.

“Esqui-bunda” em Nur-Sultan, Agarre o Mundo
Foto: @vivendonokz

Elas se divertem muito, além disso, será um registro maravilhoso para o resto da vida ser lembrado.

Qual é a melhor região para se hospedar em Nur-Sultan?

Tudo em Nur-Sultan é muito próximo e os hotéis de bandeiras estão todos na mesma região então fica bem fácil. Difícil será escolher entre tantas opções já que conta com grandes redes como, Sheraton Nur-Sultan Hotel, The Ritz-Carlton e Rixos President Hotel Astana.

Hotel no Nur-Sultan, Agarre o Mundo
Foto: @vivendonokz

Quem opta em ficar na região do aeroporto, existem bons hotéis, porém poucas opções de restaurantes ou shopping próximos, pois é uma região ainda em desenvolvimento.

Quais os melhores lugares para fazer compras em Nur-Sultan?

São 3 grandes shoppings na cidade: Mega Silk Way, Khan Shatyr e Keruen.

Indica algum bate e volta partindo de Nur-Sultan?

Acho que o mais próximo e interessante seria Borovoe. Eu acho puxado bate e volta até porque tem muita coisa para desfrutar lá, mas muitos locais fazem isso.

Borovoe, Cazaquistão, Agarre o Mundo

Ou seja, saem bem cedinho e voltam só no final da noite. São aproximadamente 3 horas de carro.

Eu recomendo dormir, pois além da natureza, existem vários passeios que podem ser feitos nos vilarejos.

Tem um hotel super famoso por seu cassino, Rixos, que não necessariamente precisa estar hospedado para acessar, então eu recomendaria ficar, mas quem gosta de uma aventura é possível um bate e volta sim.

Hotel Rixos, Nur-Sultan, Agarre o Mundo

Nur-Sultan  é uma cidade segura para morar e passear?

Como mencionei anteriormente Nur-Sultan é uma cidade bem segura e tranquila para passear. De tal forma que não precisa se preocupar com nada e até mesmo a comunicação visual sendo em russo e cazaque, as pessoas ajudam se precisar.

Recomendo apenas, ter sempre o celular bem carregado, em especial no período de inverno, pois a baixa temperatura muitas vezes faz com que o celular “morra”.

Sempre temos um lugar especial, que vamos com frequência, seja um parque, um café ou qualquer outro lugar. Qual é o seu lugar especial em Nur-Sultan?

O Bayterek fica localizado em uma praça, eu adoro ir até lá, independente de calor ou neve até os joelhos, pois sempre tem um ângulo bonito para uma foto e no entorno dele diversos “cafezinhos” bem charmosos e deliciosos.

O que mais você sente falta do Brasil?

Eu sinto falta de tantas coisas. Óbvio que em primeiro lugar da família, meus pais, meu irmão, minhas sobrinhas, minhas cunhadas e amigos.

A sensação de quem está longe, eu acredito, é de que sempre falta alguma coisa.

Com toda a certeza, uma coisa que sinto muita falta é da energia e simpatia do brasileiro e também do pão francês com um cafezinho na padaria.

Quer ouvir um pouco do que se escuta em Nur-Sultan?

Basta clicar aqui.


E aqui terminamos o post sobre a capital do Cazaquistão: Nur-Sultan

Então, você já pensou em conhecer o Cazaquistão? Gostou de saber sobre o Nur-Sultan?

Como diz a querida Diana, @vivendonokz: “O nome pode lhe assustar, a localização mais ainda, entretanto a cidade é linda, limpa e segura e com toda a certeza vale muito a pena conhecer.”

Aliás, se tiver dicas para compartilhar conosco e com outros leitores, agradecemos. Ah, sugestões e críticas também são bem-vindas!

Se você gostou do artigo, confira também as dicas de brasileiros que vivem em outros locais como: Turquia, Orlando, Boston, Madrid, Antuérpia, entre outras.

Se puder deixar o seu like no fim do artigo, agradecemos, pois isso ajuda a levar nosso conteúdo a mais pessoas.

Além disso, se desejar saber mais novidades sobre o Agarre o Mundo é só nos acompanhar através das redes sociais, seja bem-vindo(a).


Selamos pela qualidade da sua leitura

Optamos por manter o site limpo de propaganda, pois acreditamos na nossa missão de levar um conteúdo de qualidade e não seria justo com o leitor ter várias caixas de distrações.

Entretanto, se você quiser colaborar com o site do Agarre o Mundo, pode organizar toda a sua viagem através dos nossos parceiros, e você não gastará nenhum real a mais por isso e ainda ganhará desconto em alguns serviços.

Parceiros Agarre o Mundo

Saiba que podemos lhe ajudar em toda a sua viagem, e ainda se desejar um roteiro para curtir sua viagem, sem nenhum trabalho para organizar, basta contactar com o Blog.

Montamos desde roteiro personalizado e exclusivo conforme o perfil do viajante, até uma viagem completa, incluindo restaurantes, dicas de compras, chip, etc.

Beijinhos e até mais



Diana Baseggio

Paulista, formada em hotelaria, vive no Nur-Sultan, Cazaquistão, desde 2019, pois o marido, que é aviador aceitou uma proposta de trabalho na cidade.

Veja também

Compartilhe


2 comentários em “Já pensou em conhecer o Nur-Sultan?

  1. Maravilhoso! Adorei a sessão com dicas lara uma mãe que viajasse para lá com filhos pequenos, pois em breve terei 2, com 3 anos e meio de diferença. Mas deixou-me mais dúvidas. Por exemplo: como os cazaques vêm a questão da amamentação em público? Posso dar de mamar pro meu bebê num parque ou restaurante, ou mesmo num museu? Consigo andar pela cidade com 2 crianças pequenas facilmente em transportes públicos? Há opções vegetarianas para comer? Fiquei com vontade de ir pra lá assim que melhorar a pandemia. Aliás, como estão as coisas por lá relativamente ao covid? Como eu disse, muitas perguntas! Mas que sonho de reportagem, adorei! Parabéns!

    1. Oi Gabi, vamos lá.
      A querida Diana nos passou todas as informações.
      1. Pode sim amamentar em público, mas não fica bem deixar o peito a amostra, sempre vale colocar um paninho por cima.
      2. Acredito que não muda muito a forma como nós, mães, fazemos quando vamos amamentar.
      3. Sim, pode facilmente usar os serviços de transporte público com as crianças.
      4. Com toda a certeza o que não vai faltar são opções de comida vegetariana.
      5. Sobre Covid, os dados e os procedimentos estão mudando numa velocidade alta, assim recomendo falar com a Diana, próximo a sua viagem.
      Após a sua ida não deixe de nos avisar e contar tudo por aqui.
      Beijinhos
      Kênia Miranda

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VOLTAR AO TOPO
error: Content is protected !!