" /> Morro de São Paulo: morra de amor...morra de saudade! - Agarre o Mundo

Morro de São Paulo: morra de amor…morra de saudade!

Morro de São Paulo - Primeira Praia, Agarre o Mundo
escrito por Sandra Hupsel

Morro de São Paulo: morra de amor…morra de saudade! Morro é uma vila baiana que forma com outros três vilarejos, a Ilha de Tinharé.

Contudo, nem pense que é aquela ilhota, pequena, solitária, no meio do oceano, dos livros de geografia (risos). Vai muito além disso!

Morro, apelido carinhoso, é ao mesmo tempo, uma ilha agitada e tranquila.

Certamente, nove entre dez turistas que visitam Morro buscam suas belas praias. Também não é para menos, pois o lugar é dividido em 5 praias e cada uma é mais encantadora que a outra e com vários tons de verde e azul.

Mas, me diz…Quando você pensa em Morro de São Paulo, o que vem em sua mente sobre o lugar? É para aventureiros? Lugar para festa e azaração? Ou é para romance e família?

Morro de São Paulo, Agarre o Mundo

Então, Morro de São Paulo é um destino eclético e por isso se adequa a todos perfis de viajante.

É aquele lugar que tem céu azul, tem “solão”, tem mar cristalino, calmo e de temperatura agradável. Também tem comida típica e requintada, cafés, boate, artesanato e baladas.

Além disso, os esportes tem seu espaço. Só para exemplificar, vôlei de praia, mergulho com cilindro ou snorkel, futevôlei, surf, caminhada, passeio de bicicleta, tirolesa, entre outros.

Ao mesmo tempo, tem pessoas hospitaleiras e gente do mundo inteiro.

Dessa forma, não é à toa que Morro de São Paulo atende e agrada a todos os turistas. Dos que buscam a comodidade dos hotéis confortáveis ao mochileiro, dos casais em lua de mel aos aventureiros, dos que preferem o dia aos que curtem as baladas…

Morro de São Paulo, Agarre o Mundo
Praça Principal

Vinte anos depois: mudanças, mas o encanto de Morro de São Paulo é o mesmo

Morro de São Paulo, assim como Jericoacoara tem uma vibe única e ao chegar lá, você se sente desligado do tempo e do espaço. É aquele lugar que desperta em todos a vontade de voltar, antes mesmo de ter ido embora.

Acredite em mim, é apaixonante!!

A minha primeira viagem a Morro foi no réveillon de 2000 e de lá para cá, vou pelo menos uma vez ao ano.

Nesse meio tempo, mudanças aconteceram. Como resultado, a pacata vila de 20 anos atrás deu lugar a um badalado balneário, com muitas pousadas, hotéis, restaurantes, lojas e agitada vida noturna.

As ruas do centrinho, onde fica a praça principal, que eram de areia foram calçadas. Da mesma forma, a Segunda Praia, ganhou uma passarela de madeira em frente aos bares e restaurantes e à noite vira uma festa.

Morro de São Paulo, Agarre o Mundo

Ao mesmo tempo, foi construído um deck na Terceira Praia que protege a orla da erosão e permite uma passagem mais confortável entre as praias, independente da maré.

Morro de São Paulo, Agarre o Mundo
Deck da Terceira Praia de Morro de São Paulo.

Além disso, o fluxo dos poucos veículos locais foi organizado, e de alguns anos para cá não há trânsito na areia. Os carros trafegam por uma estrada escondida, que fica nos fundos da Segunda Praia.

No entanto, a beleza, o encanto e a paz do lugar, permanecem.

São quase vinte anos visitando Morro, tanto que já me sinto uma nativa (risos). Então, foi “facinho” falar sobre Morro de São Paulo. No entanto, para o post não ficar cansativo, nem também incompleto, preferi dividi-lo em duas partes.

Sendo assim, se você tem planos de visitar esse paraíso ou até mesmo, nunca ouviu falar, veja agora a primeira parte das dicas de Morro de São Paulo e morra de amor também.

Um pouco da história de Morro de São Paulo

Antes mesmo de chegar a Morro, você enxergará uma Fortaleza. Além dela, existem outros monumentos históricos, já que o local teve importante participação durante o período colonial.

A Fortaleza de Morro de São Paulo foi construída no século XVII para proteger das invasões holandesas para a então capital do país, Salvador.

Conforme registros oficiais, tanto o imperador Dom Pedro II, quanto a Marquesa de Santos, ficaram hospedados no que hoje é a pousada e restaurante O Casarão, construído em 1608.

Apesar de poucos saberem, Morro foi palco para a Segunda Guerra Mundial, onde os nazistas naufragaram navios em frente à Primeira Praia, motivo pelo qual fez o Brasil entrar na guerra.

A fim de impulsionar o turismo, depois da requalificação em 2018 uma parte da Fortaleza foi reaberta para visitação

Aliás, o portal do vilarejo, por onde passam todos que chegam, é o mesmo da Fortaleza de Morro de São Paulo.

Os monumentos de Morro são protegidos pelo Patrimônio Histórico Nacional e contribuem para beleza do lugar.

Mesmo sendo “descoberto” junto com o Brasil, foi só na década de setenta que o tranquilo vilarejo começou a ser visto. Nessa época, apareceram os primeiros veranistas das cidades próximas. 

Depois vieram os mochileiros e hippies. E foi através deles, que Morro de São Paulo foi divulgado para o Brasil e o resto do mundo, trazendo inúmeros visitantes.

Por isso, em Morro você encontra do idioma português e espanhol ao hebraico/árabe de Israel.

Onde fica Morro de São Paulo

Localização Morro de São Paulo, Agarre o Mundo

Morro de São Paulo faz parte da Ilha de Tinharé, município de Cairu, que está localizado no estado da Bahia.

Essa região é conhecida como Costa do Dendê e apenas duas cidades na Bahia, oferecem acesso a Morro, Salvador e Valença.

Curiosidade: “Costa do Dendê” é devido às plantações de dendê (um dos principais ingredientes da culinária baiana) ao longo da costa.

Quando ir a Morro de São Paulo

Dizem por aí que no Nordeste não chove, mas lamento informar que é lenda. Aqui na Bahia chove, tanto em Salvador, quanto em Morro de São Paulo.

Ainda assim, o clima é quente o ano todo em Morro, mas não deixa de ter chuva.

De fato, não é semelhante ao Sul e Sudeste, onde a chuva é torrencial, mas quando a chuva passa, certamente você não tem o céu azul, nem muito menos a água cristalina e morna do mar.

Além disso, fica aquela sensação ruim do mormaço e os sargaços aparecem.

E sem dúvida, para um lugar onde a principal atração é o mar, seja para banho, passeios ou esporte, esse clima é desanimador.

Dessa forma, sugiro que evite visitar Morro entre os meses de maio e agosto. E às vezes, pode chover nos meses de abril e setembro.

Então, se você quer sol, céu azul e água transparente, a melhor época é do mês de outubro ao mês de março.

Dica: Para quem busca preços acessíveis e menos agito, evite o pico da alta temporada que é entre o m de dezembro e fevereiro. Em especial, no réveillon, no carnaval e na ressaca do carnaval, que vai da quarta-feira de cinzas até o domingo.

Quantos dias ficar em Morro de São Paulo

Para conhecer todas as praias, curtir a vila e a culinária local, recomendo no mínimo, três dias inteiros.

Eu gosto de ficar pelo menos cinco dias, pois além de ser um local de difícil acesso, tenho tempo para curtir e relaxar bastante.

No entanto, mesmo que seu tempo seja curto, vá…Vá e morra de amor, morra de saudade…

Como chegar: não é fácil, mas vale a pena

Não é tão fácil chegar a Morro de São Paulo, principalmente para quem não mora em Salvador. Todavia, as opções são diversas e para todos os bolsos e todos os gostos.

Mas, antes de tudo, saiba que não se usa carro em Morro de São Paulo e o acesso final só não será pelo mar, se a opção escolhida for a aérea.

Chegando a Morro de São Paulo, Agarre o Mundo
Chegando a Morro de São Paulo

Para quem já está em Salvador ou chega e vai direto para Morro, as opções são transporte marítimo, semiterrestre e aérea.

Transporte marítimo

Do Terminal Turístico Náutico da Bahia (próximo ao Mercado Modelo) saem catamarãs e lanchas todos os dias para Morro, em horários estabelecidos. A duração da viagem é em torno de 2h20min.

Em relação ao mar, a ida é tranquila, mas na volta o barco balança e a depender do horário e da época, pode balançar muito.

Morro de São Paulo, Agarre o Mundo

Ainda assim, para mim, é a melhor opção, pois já lhe deixa no cais do Morro. Porém, não recomendo para quem enjoa ou estar com criança ou idoso. A passagem é comprada no local ou pela internet.

Dica: Em dias de mar bravo, por segurança, as partidas são canceladas e os passageiros vão pela via semiterrestre, que dura o dobro do tempo. Além disso, infelizmente não há reembolso por usar um meio mais barato.

Semiterrestre

Essa é a opção mais barata, entretanto, demorada. É possível iniciar o trajeto com carro próprio, com empresa contratada ou de ônibus. Entretanto, a etapa final é sempre de lancha.

De carro ou van de empresa de turismo: Existem empresas que oferecem van a partir do Aeroporto de Salvador ou dos hotéis da cidade até o terminal marítimo. Lá, é feita uma travessia de balsa (ferry) no próprio carro até o terminal Bom Despacho, na Ilha de Itaparica (em torno de 50 minutos).

A partir daí, você vai até ao atracadouro Bom Jardim, em Valença (em torno de 1h30min), onde pega a lancha rápida (10 a 15 minutos) até Morro de São Paulo.

Existem estacionamentos nos arredores que cobram por noite. O tempo médio total da viagem é em torno de 3h30min.

Dica: De carro você também pode ir pela BR324 ou BR101 até Valença, onde pegará a lancha até Morro.

De ônibus: Nessa forma, você pega o ônibus na Rodoviária de Salvador para Valença ou pega a balsa no Terminal de São Joaquim em Salvador para Bom Despacho. Em frente a saída da balsa, existem ônibus para Valença.

Em Valença, no Cais Central, você pega a lancha até Morro. A passagem é comprada na hora e a última lancha sai às 20h. O tempo médio total da viagem é em torno de 4h.

Dica: Você pode substituir o ônibus por táxi em Bom Despacho até o Atracadouro, que é mais perto de Morro do que o Cais de Valença.

Via aérea

Essa é a opção mais rápida e evita tanto deslocamento. É confortável, mas bem cara e com dias e horários limitados. É um táxi aéreo (teco-teco) que leva cerca de 25 minutos do Aeroporto de Salvador até Morro de São Paulo.

Chegada a Morro de São Paulo

Viaje leve. Em primeiro lugar há pouco espaço nas lanchas. Em segundo lugar, você desembarca em um cais e logo no início vai encarar duas ladeiras, sendo uma delas grande e íngreme.

Sendo assim, quando sua bagagem é uma mochila ou uma mala pequena, é menos cansativo. No entanto, se tem muita bagagem, sugiro contratar um carregador, que usa um carro de mão (táxi do Morro) para levar as malas.

Entendendo Morro de São Paulo

Morro de São Paulo é formado basicamente por uma Vila e quatro praias principais (existem mais). E lá você faz tudo a pé, ou no máximo, de bicicleta, cavalos ou charretes.

Chegando ao cais, sobe-se a rampa e cruza-se o “Portaló” (portão da entrada). À esquerda fica o caminho para a Fortaleza Tapirandu (Forte), para onde você vai e paga a taxa de turismo.

Em seguida, você já encontra a ladeira que conduz a Vila de Morro de São Paulo.

Bem-vindo a Morro de São Paulo

Morro de São Paulo, Agarre o Mundo

Uma das primeiras coisas que você vê é a Igreja Nossa Senhora da Luz, que faz parte do Patrimônio Histórico.

Logo adiante está a Praça Aureliano de O. Lima, o centro da Vila. À frente tem a rua principal, a Rua Caminho da Praia, que é a mais usada para chegar às praias, e ao lado, tem a Rua da Fonte Grande.

Sem dúvida, a Vila é um ponto de referência e onde estão localizadas boa parte das pousadas, restaurantes, lojas e agências de turismo.

Na Rua da Fonte Grande existem comércio, algumas pousadas e restaurantes mais em conta. Também é um ponto de encontro dos nativos. De lá, você tem acesso ao Campo da Mangaba, que tem uma vista para algumas praias.

Seguindo pela Rua do Caminho da Praia, você encontra alguns becos e ruelas, onde existem pousadas e casas de moradores.

No fim dessa rua, há uma ladeira, mas não se preocupe, já que no momento da chegada, você desce (risos). A partir daí já surgem as praias que são denominadas: Primeira, Segunda, Terceira, Quarta e Quinta Praia.

Ah, atrás da Segunda Praia está a Rua do Receptivo.

Todavia, não pense que é um caminho curto. Lembra do que falei no início do post, a Ilha de Tinharé não é uma ilhota e Morro não é tão pequeno. Além disso, é composto de várias ladeiras, de todos os tamanhos.

Dica: Se você não entendeu essa história de Praia que tem nome de número, vou explicar melhor. Usando como referência, o cais de entrada do Morro, a Primeira Praia é a mais próxima, daí seu nome. Então, as outras seguem a ordem lógica, certo?

Hospedagem em Morro: escolha com atenção

Morro de São Paulo tem opções de hospedagem (hotel, pousada, hostel e casa alugada) que cabem em todos os bolsos, gostos e disposição física.

No entanto, é bom saber que a localização da hospedagem pode fazer muita diferença na sua viagem.

E com toda a certeza, a escolha do local da hospedagem em Morro é relativa e depende muito do perfil do viajante. Eu mesma, já fiquei em diversos locais e, atualmente, morro de vontade de ficar na Quarta Praia.

De fato, cada vez que volto a Morro, meus parâmetros de escolha são diferentes (risos). Depende do meu objetivo principal, da companhia, da disposição física, etc.

Sendo assim, não digo qual o melhor lugar para se hospedar e se você me perguntar, eu respondo: Depende!

Então, prefiro falar as características de todas as regiões e cada um escolhe o que mais se adequa.

A princípio, informo que os preços variam conforme a época e que no réveillon, no carnaval e na ressaca do carnaval, o valor da hospedagem pode triplicar! Já comprovei.

Há muito tempo, o lugar mais caro e disputado era a Vila. Entretanto, após a construção da passarela na Segunda e na Terceira Praia e principalmente, com o crescimento dos bares e restaurantes nesses lugares, a Vila ficou menos cobiçada.

Vila: o coração de Morro de São Paulo

Sem dúvida, hospedar-se na Vila tem suas vantagens, além de ser a parte central de Morro, é onde acontece a feira de artesanato e começa todo “burburinho” a noite.

Ao mesmo tempo, tem muitas opções de bares, restaurantes e pousadas. Também é o lugar mais acessível às algumas baladinhas de Morro.

Outra vantagem, é que a distância para o cais é bem menor, diminuindo a caminhada tanto na chegada, quanto na saída do Morro. Além disso, a partir das 23h, fica silenciosa, pois as pessoas se dissipam para os locais das festas. Ou seja, é tranquilo e silencioso para dormir.

Entretanto, fica mais distante da Terceira, Quarta e Quinta Praia e retornar sob o sol quente dessas praias até a Vila, não é tão agradável. Da mesma forma, não é a famosa hospedagem “pé na areia”.

As minhas sugestões de hospedagem aqui, conforme o que conheço e o ranking do Booking e do TripAdvisor são: Solar das Artes Pousada, Hotel Portaló, Pousadas Passárgada, Natureza, Mareia, O Casarão e Charme Pousada Boutique & Spa, entre outras

Primeira Praia: tranquila e meio do caminho

Gosto muito de ficar aqui. Em primeiro lugar fica entre a vila e as praias, em segundo lugar, tem boas alternativas de pousada, além de ser uma área tranquila.

Pousada em Morro de São Paulo, Agarre o Mundo

Entretanto, tem poucas opções de restaurante, mas não atrapalha tanto, já que está entre a Vila e a Segunda Praia.

As minhas sugestões são: Pousada Porto dos Milagres, Bahia Bacana, Dona Moça, Ilha da Saudade, Pérola do Morro, Aroeira Eco Pousada, entre outras.

A Pousada Vista Bela tem boa avaliação nas resenhas da internet, contudo não indico mais. De fato, já fiquei algumas vezes e gostava, tanto pela localização quanto pelas instalações e café da manhã.

 Morro de São Paulo, Agarre o Mundo

Entretanto, em outubro/2017, o café já não era o mesmo e a manutenção estava insatisfatória. Inclusive, meu irmão hospedou-se em janeiro/2020 e não gostou. O que é uma pena, pois a pousada é rodeada de verde e a piscina tem uma bela vista para o Farol.

Segunda Praia: a animada praia de Morro de São Paulo

Antes de tudo, é a parte mais movimentada de Morro atualmente e muitos turistas preferem ficar lá.

Morro de São Paulo, Agarre o Mundo

Aqui você encontra uma grande variedade de pousada, para todos os gostos e bolsos, com ou sem “pé na areia”, no burburinho ou fora dele.

Bem como, existem vários bares e restaurantes, além dos “mercadinhos” e das baladas.

Ao mesmo tempo, as pousadas dessa região, são bem confortáveis e algumas ficam literalmente “pé na areia”. Contudo, se o barulho lhe incomoda, é melhor ficar na parte de trás, mas aí já não é “pé na areia”.

Então, se você quer curtir Morro, dia e noite sem ter que andar muito, aqui é o lugar ideal para se hospedar.

Entretanto, se desejar ir a Vila, tem que encarar duas ladeiras.

As minhas sugestões aqui são: Via das Pedras, Pousada da Torre, Villa dos Grafittis, Pousada Villa Amado, Bahia Tambor, Club do Balanço, Pousada Sambass e Bahia 10, entre outras.

Terceira Praia: a tranquila e cômoda praia de Morro de São Paulo

A Terceira Praia é ideal para quem deseja ficar perto do mar, mas sem abrir mão das comodidades da Segunda Praia. Além disso, está próxima às piscinas naturais da Quarta Praia.

Entretanto, para chegar a Vila, tem uma caminhada, além de enfrentar as ladeiras.

As minhas sugestões aqui são: Pousada Minha Louca Paixão, Fazenda Caeira, Vila Guaiamu, Village Paraiso Tropical, entre outras.

Dica: Não recomendo para idosos ou para quem estar com crianças pequenas ou quem tem mobilidade limitada, pois é distante da Vila.

Quarta Praia e Quinta Praia: sossego total nas praias de Morro de São Paulo

Ficar aqui é interessante para quem deseja fugir do movimento. Todavia, vale ressaltar que esses locais ficam longe da Segunda Praia e mais ainda, da Vila.

Então, sempre que desejar ir até uma área mais movimentada, você precisa contar com transporte (geralmente o hotel oferece) ou com seu preparo físico.

Quem opta por se hospedar aqui, fica muito bem acomodado, pois existem pousadas maravilhosas, além de um resort.

De fato, é o local ideal para ficar bem tranquilo, curtir a natureza a até meditar. É perfeito para lua de mel, renovação de bodas ou apenas, férias bem relaxantes.

Entretanto, para acessar a Vila, principalmente à noite, depende do transporte do hotel. Além disso, são poucas opções de restaurantes, quase todos são dos hotéis e não existem farmácia ou mercado próximo.

Minhas sugestões aqui são: Patachocas Resort, Porto do Zimbo, Vila dos Orixás Boutique Hotel e Vila dos Corais.

Dica: Não indico para idosos ou para quem estar com crianças pequenas ou tenha mobilidade limitada ou para quem curte baladas.

Dicas práticas: tudo que você precisa saber antes de viajar para Morro e ninguém contou

Taxa de Turismo

Os turistas que chegam a Morro de São Paulo tem que pagar uma tarifa única no valor de R$ 15,00 (janeiro/2020). Estão isentos da cobrança menores de cinco anos e maiores de sessenta. Estudantes pagam metade.

Taxi”: carrinho de mão

Caso esteja com muita bagagem e além disso, sua pousada fique fora da Vila, contrate o carregador! Mas, negocie o valor antes. Afinal, é um lugar turístico. Também fique atento, pois eles são bem proativos (risos) e quando você olha, as malas já estão no carro de mão.

 Morro de São Paulo, Agarre o Mundo
“Táxi” de Morro de São Paulo.

Os hotéis/pousadas da quarta e quinta praia, geralmente oferecem jipe para condução até lá, no entanto, eles ficam na Rua do Receptivo.

Bagagem

Morro é uma ilha rústica, logo pede pouco. Roupa de praia, chinelos e roupas leves para o dia e a noite. Todavia, no inverno é bom levar um casaco fino para a noite.

Atenção meninas, saltos não são bem-vindos, lembra que são muitaaaaas subidas e descidas? O risco de queda é grande!!

Ao mesmo tempo, lembre-se de otimizar a mala, pois não existem carros, ou seja, terá que carregar peso ou pagar.

No entanto, não vou mentir, sou daquelas que se passa um unicórnio na hora que arrumo a bagagem, pego e coloco na mala…vai que eu precise? (risos). Assim, só me resta chamar o “táxi”.

Dinheiro

Quase todo local aceita cartão de crédito e/ou débito. Ainda assim, é bom levar dinheiro, pois lá só existem caixas eletrônicos do Banco do Brasil e Bradesco.

Internet

Geralmente funciona bem. Apenas a wi-fi de lugares públicos como hotéis e bares, oscila como em todo lugar semelhante.

Voltagem

A voltagem padrão de Morro de São Paulo é 220V. Dessa forma, caso leve algum aparelho que não seja bivolt, lembrar de mudar a voltagem. Já perdi um ferro!

Comércio

Embora seja uma ilha, Morro oferece o necessário e até mesmo, o supérfluo. Tem farmácia, mercado, lojas, casa lotérica, LAN House, barbearia, padaria, etc, no entanto, tudo é mais caro.

Repelente

A ilha é cercada de natureza por todos os lados, logo é inevitável que haja mosquitos e outros insetos. Mas, diante de tanta beleza, a gente conclui que inseto é só um detalhe, a não ser que você seja alérgico. Ah, é importante levar o repelente se for assistir o pôr do sol.

Beleza e “frescurinhas”

Caso você não abra mão da escova nem na praia ou queira retocar o esmalte, existem vários salões. E se desejar massagem, também tem.

Saúde

Há uma Unidade Básica de Saúde, que segundo informações, funciona 24h, além de uma Clínica Particular na Segunda Praia, próxima ao Bar Funny.

Tábua das Marés

Já que moro perto de Morro e vou anualmente, nunca me preocupei com a maré. Mas, confira a tábua das marés antes de programar sua viagem.

De fato, a maré faz diferença, pois tanto os passeios como as piscinas naturais dependem dela. Na internet tem a Tábua das marés e sua interpretação.

Segurança

Há algum tempo, Morro era um lugar bem seguro, mas hoje nem tanto. Já existe relato de briga entre traficante de droga, contudo, nada muito significativo para classificar o local como inseguro.

Existe policiamento, até mesmo nas praias mais afastadas. Sendo assim, a minha orientação é seguir as regras básicas de segurança dos locais turísticos no Brasil e evitar andar sozinho em locais desertos.

Book no mar com peixes e…CUIDADO!

Morro sempre tem novidade. Dessa última vez, na Segunda e Quarta Praia, tinham empresas vendendo ensaio fotográfico fora e dentro do mar, principalmente nas piscinas naturais.

Sem dúvida, as fotos ficam lindas e assim, eu e minha irmã fizemos. Na hora das fotos fomos orientadas a encostar nos corais e na empolgação, esquecemos da agressão a vida marinha, enfim…

Ao sair do mar, placas vermelhas surgiram no corpo da minha irmã, mas somente nas regiões de contato com os corais.

Curiosa que sou, pesquisei e o que descubro? Alguns tipos de corais liberam toxina ao ter contato com a pele humana.

Os alérgicos a essa toxina podem ter uma simples urticária a um edema de glote e/ou choque anafilático. Felizmente, minha irmã só apresentou urticária, mas fica o alerta aqui.

E por aqui encerro a primeira parte do post sobre Morro


E aí? Já havia ouvido falar de Morro? Tem planos ou já está morrendo de amor depois do post?

Tem alguma dúvida? É só deixar a pergunta nos comentários e se não soubermos a resposta, iremos atrás, viu?

Ah, se tiver outras dicas para compartilhar, nos conta, viu? Assim poderemos ajudar outros viajantes, tá? Sugestões e críticas são bem-vindas!

Não esqueça de deixar o seu like no fim do artigo, pois isso ajuda levar nosso conteúdo até mais pessoas.

Para acompanhar nossas viagens em tempo real, siga-nos nas redes sociais. Lá temos atualizações diárias das nossas andanças pelo mundo, assim como fotos, dicas e links dos principais artigos daqui do Blog.


Selamos pela qualidade da sua leitura

Optamos por manter o site limpo de propaganda, pois acreditamos na nossa missão de levar um conteúdo de qualidade e não seria justo com o leitor ter várias caixas de distrações.

Entretanto, se você quiser colaborar com o site do Agarre o Mundo, pode organizar toda a sua viagem através dos nossos parceiros, e você não gastará nenhum real a mais por isso e ainda ganhará desconto em alguns serviços.

Parceiros Agarre o Mundo

Saiba que podemos lhe ajudar em toda a sua viagem, e ainda se desejar um roteiro para curtir sua viagem, sem nenhum trabalho para organizar, basta contactar com o Blog.

Montamos desde roteiro personalizado e exclusivo conforme o perfil do viajante, até uma viagem completa, incluindo restaurantes, dicas de compras, chip, etc.

Beijinhos e até mais



Sandra Hupsel

Baiana, mora em Salvador. Sensível e curiosa, gosta de ler e estudar sobre vários assuntos. Especialista em nutrição clínica e oncológica. Sempre gostou de viajar e após experiências negativas com os pacotes prontos de viagem, passou a organizar suas próprias viagens, de familiares e amigos. "Se faz sentir, faz sentido,"

Veja também

Compartilhe


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VOLTAR AO TOPO
error: Content is protected !!