" /> Malásia...um país, dois continentes e diversos encontros - Agarre o Mundo

Malásia…um país, dois continentes e diversos encontros

Malásia
escrito por Priscila Belarmino

Malásia…um país, dois continentes e diversos encontros.

Certamente, visitar a Ásia é o sonho de pessoas que buscam por experiências únicas, aquelas que não são encontradas em nenhuma outra parte do mundo. No entanto, muitos ainda não consideram a Malásia como destino.

Mas o viajante que opta pela Malásia, se surpreenderá com três cenários distintos: de um lado, obras históricas mostram um país multicultural; do outro, imagens paradisíacas de tirar o fôlego, promovem experiências incríveis com a natureza, e entre tudo isso, uma capital desenvolvida e com opções para lá de modernas.

De fato, a Malásia oferece um encontro do novo e do velho mundo, surpreendendo os turistas.

Curiosidade: a maioria dos banheiros nas áreas mais “desenvolvidas”, segue o modelo ocidental dos vasos sanitários. Mas é possível encontrar os “banheiros de cócoras”, conforme a tradição cultural, em lugares modernos como shopping e aeroporto internacional.

Malásia e seus contrastes

Aliás, a Malásia é um país de contrastes, onde malaios, indianos, chineses, tribos indígenas, sem falar dos diversos colonizadores, além dos inúmeros expatriados, convivem em harmonia, onde arranha-céus dividem espaço com simples casas de madeira, inclusive na capital.

O resultado é um país multiétnico e multicultural, cuja religião oficial é o islamismo, mas o que não impede que outras religiões e crenças sejam praticadas harmonicamente.

Sem dúvida, um lugar que ensina sobre convivência e respeito às diferenças.

Além disso, é o único país que compreende dois territórios distintos: um continente no sudeste Asiático e várias ilhas que ficam entre a Ásia e a Oceania.

Assim, na Península Malaia estão as praias e a maior parte metropolitana, inclusive, a capital Kuala Lumpur.

Enquanto em Bornéu, na enorme ilha do Arquipélago Malaio, encontra-se a floresta tropical com sua imensa biodiversidade.

Ou seja, é um destino para lá de especial, ja que “turistar” na Malásia vale a pena de ponta a ponta.

Patrimônios da Unesco, modernidades e praias que tiram o fôlego

A saber, duas cidades da Malásia, Malaca e George Town, são patrimônios históricos pela UNESCO.

Além do Monte Kinabalu, descrito pela própria UNESCO como “a montanha mais alta entre o Himalaia e a Nova Guiné”.

Monte Kinabalu
Monte Kinabalu

Já a capital, Kuala Lumpur, é moderna e urbanizada, dando a sensação de viver no futuro. A cidade oferece diversos tipos de atrações, como baladas e shoppings moderninhos, que agradam os mais exigentes dos viajantes.

Área de  Kuala Lumpur onde ficam bares e shoppings

Por sinal, as famosas torres gêmeas, as Petronas Towers, que têm quase 452 metros cada uma, já foram os edifícios mais altos do mundo entre 1998 e 2004.

kuala Lumpur, Malásia

Mas se as maravilhas de uma metrópole não despertam seu interesse, as praias certamente serão uma alternativa e tanto.

Existem diversas ilhas pelo país, algumas pouco habitadas e quase intocadas pelo homem.

De fato, águas cristalinas, areia branca, sol e calor formam uma combinação perfeita, atraindo os turistas que correm das aglomerações da vizinha famosa, a Tailândia.

Já atividades como mergulho, trekking e kitesurfing são opções para quem procura uma dose de adrenalina, assim como na Costa Rica.

Enquanto aqueles que curtem luxo e conforto, relaxarão nos sofisticados resorts, que oferecem todos os tipos de massagens asiáticas.

Malásia: o capricho da natureza

A maior parte da Malásia é coberta por floresta, com uma cadeia de montanhas ao longo de todo comprimento da península.

Não é por acaso, que país é reconhecido por iniciativas diversas na preservação e reabilitação de sua biodiversidade.

De fato, a Malásia abriga uma enorme diversidade de espécies vegetais e animais, sendo estimado conter 20% das espécies animais do mundo.

Assim, os “ecotours” são populares e os encontros mais esperados são com os orangotangos.

Já o recife de corais da Malásia, acomoda mais de 1 milhão de espécies marinhas, tornando um importante destino de mergulho.

Certamente, viajar para a Malásia é uma experiência altamente recomendada para quem deseja visitar a Ásia, principalmente se você é amante de belas praias, adora ter contato com a natureza e não curte o overturismo.

E se você ainda não sabia muito sobre este país, chegou a hora de confirmar tudo que acabamos de falar, através da experiência de Priscila Belarmino, brasileira que mora lá e hoje é nossa convidada no espaço Novos Olhares.

Sobre Priscila Belarmino

Me chamo Priscila, tenho 32 anos, sou casada e moro na Malásia desde 2018. Sou engenheira metalúrgica e me mudei para a Ásia, largando “tudo” para trás, para viver um grande amor.

Parece história de filme, mas é verdade. Em síntese, eu e meu marido nos conhecemos pela internet e alguns meses após um encontro rápido no Brasil e mais uma viagem juntos, fiz a mala e vim para a Malásia morar com ele.

Enfim, amo compartilhar as nossas experiências vivendo em um país tão incrível e as nossas viagens pelo mundo, se deseja saber de todas as novidades por aqui, siga o @prisraquel.trips.

Como disse, na verdade, eu não planejei morar na Malásia, mas o amor me trouxe ao país.

Ou seja, eu mudei para cá, para me casar com um brasileiro, mineiro e apaixonante, mas que já morava aqui, a trabalho, há 2 anos, quando nos conhecemos.

Hoje não trabalho oficialmente, pois não tenho visto autorizado para tal.

Mas estudo inglês e faço consultoria e mentoria online nas redes sociais. No meu instagram profissional @meu.digi, há mais informações sobre o meu projeto.

A Malásia é sinônimo de…

Tranquilidade e hospitalidade.

Morando na Malásia, tive a oportunidade de vivenciar um país onde a criminalidade é baixa, principalmente, quando comparada ao Brasil.

Malaios, Malásia

Inegavelmente, a sensação de não sentir insegurança em excesso é maravilhosa.

Ainda, posso complementar que a Malásia é sinônimo de mudança de mentalidade, pois não imaginava ter tanto aprendizado vivendo em um país muçulmano e, ao mesmo tempo, tão multicultural.

Em que cidade da Malásia você mora?

Moro em Sitiawan, uma cidade localizada a 3 horas da capital Kuala Lumpur.

A Malásia é um bom país para morar?

Sem dúvida, é um país ótimo de para viver! De fato, gosto do estilo de vida do país, dos malaios, do custo de vida, da segurança e da possibilidade de viajar barato pela Ásia.

O que você nos conta do clima do país?

A Malásia é um país muito quente, só para ilustrar, aqui temos a temperatura média anual em torno de 27°C, com sensação térmica de 33°C.

Praia da Malásia

Algumas épocas do ano tem fortes monções, contudo o clima continua quente.

Quando mudamos de país, costumamos estudar sobre suas características. A Malásia superou as suas expectativas ou deixou a desejar?

Na verdade não conhecia muito sobre a Malásia, de tal forma que o pouco que eu sabia sobre o país, foram as informações dadas pelo meu marido, antes de visitá-lo pela primeira vez.

Mas com certeza superou minhas expectativas, principalmente em relação à qualidade de vida e religião.

Imaginava que, por causa do islamismo, fosse um país extremista nos costumes do dia a dia e, talvez provavelmente, preconceituoso em relação às outras religiões.

Pelo contrário, descobri que os malaios são muito respeitosos com relação às diferenças!

Qual a característica dos malaios que mais lhe agrada?

O povo malaio é muito receptivo e demonstra muita atenção e carinho para nós, expatriados.

Malaios, Malásia

Estão sempre dispostos a ajudar e agradar os turistas, no entanto, o que mais me agrada são a simpatia, a ingenuidade e hospitalidade.

O que mais foi difícil para se adaptar na Malásia? 

No início, ou seja, nos primeiros meses, a língua. Aliás, a língua oficial deles é o Bahasa, mas todos falam inglês.

Assim que cheguei, evitava ao máximo situações em que eu precisasse falar inglês, por não ser fluente e por insegurança.

Entretanto hoje já lido muito bem com isso e meu inglês evoluiu consideravelmente.

Teve alguma dificuldade em se adaptar a comida local? 

Sim, tive dificuldade para me adaptar à comida local. Acho o sabor muito forte e apimentado, pois eles misturam diversos temperos, estranhos ao meu paladar.

Contudo sempre existe o lado bom, já que a maioria dos restaurantes possuem a opção de comida ocidental (normalmente são massas).

Existe algo especial que o turista não deva fazer ao visitar o país?

De uma forma geral, precisamos ter respeito às regras, principalmente, em relação aos locais religiosos e costumes locais.

No Templo Hindu Batucaves há restrições de roupas

Mas em ambientes públicos que não sejam religiosos, não há, por exemplo, restrições de vestimentas.

Quem vai à Malásia não pode deixar de…

Não faltarão coisas que você não deva deixar de fazer,então, citarei algumas delas aqui.

A fim de ter uma experiência maravilhosa, não deixe de visitar as Petronas Twin Towers, o templo Batucaves, o Aquaria KLCC e fazer fotos na Torre de Kuala Lumpur.

E com toda a certeza, ir a cidade de George Town.

Assim como, fazer a massagem nos pés com peixinhos no Central Market e se hospedar em algum hotel com piscina em frente as torres Petronas como o Expressionz e o Waris Residency.

Além de conhecer as praias de Sabah ou passar uns dias em Perhentian Islands.

Priscila na praia em Malásia

Por fim, provar as comidas regionais e conhecer ao máximo a cultura local que envolve o povo de origem chinesa e indiana.

Seus amigos vão lhe visitar, como organizaria um roteiro de 3 dias, para que eles aproveitassem ao máximo a Malásia?

Para os amigos que querem curtir a cultura local, certamente recomendaria:

– 2 dias em Kuala Lumpur e 1 dia em George Town.

George Town

Todavia, para os amigos que amam praia, sugeriria:

– 1 dia em Kuala Lumpur e 2 dias em Perhentian Islands.

É caro morar na Malásia? 

De maneira alguma, já que o custo de vida é mais baixo que no Brasil.

Normalmente os preços em supermercados são mais baratos, além disso, os eletrônicos e as roupas têm o preços melhores.

E o turismo no país é caro?

O mesmo acontece com o turismo, pois é possível encontrar preços mais baixos quando comparados ao Brasil. 

Comida nos move. Quais especialidades gastronômicas mais se destacam na Malásia?

Certamente, o prato mais comum e famoso é o Nasi Lemak, composto de arroz, anchovas fritas, ovo cozido, pepino e um molho de anchovas.

Nasi Lemak

Eles costumam comer esse prato no café da manhã, mas é consumido em qualquer outro horário também!

Em síntese, a comida da Malásia pode é composta de arroz, temperos, incluindo muita pimenta, além de frango ou peixe.

Mas devido à influência chinesa e indiana, você verá muitos restaurantes especializados nestas culinárias.

Se você adora, tanto quanto eu a comida chinesa, muito camarão e frutos do mar, não terá do que reclamar.

Hoje é um dia mega especial, que local levaria seus amigos para jantar na sua cidade ou em alguma região próxima? 

Se os amigos são locais, então levaria à churrascaria Samba Brazilian Steak House, em Kuala Lumpur.

No entanto, se amigos são brasileiros e vieram me visitar, levaria-os ao Michelin Restaurant, que tem uma comida chinesa deliciosa!

Um ou mais locais para um bom café da manhã e almoço na sua cidade ou em alguma região próxima? 

Na minha cidade, Sitiawan, o local para um bom café da manhã é o The Farm.

Na Malásia, como um todo, recomendo o Secret Recipe para almoçar, pois é uma franquia que tem em todo país e possui opções de comida ocidental e local, além de ótimos preços, muito sabor e bolos deliciosos de sobremesa!

Qual a maior dificuldade para uma mãe que visitasse a Malásia com seus filhos pequenos?

Não vivo esta experiência, mas acredito que pela diferença da culinária, as mães precisam cuidar mais de perto da alimentação e, ainda, da higiene.

Comida na Malásia

Já que a Ásia, como um todo, não é um local muito higiênico, principalmente, quando comparado ao padrão brasileiro.

Mesmo você não sendo turista no momento, qual é a melhor região para se hospedar na Malásia?

Em Kuala, indico o Expressionz By Kl Suites, pois é perto das Petronas e tem bom preço.

Que lugar você sugere para badalar à noite na sua cidade ou em alguma região próxima?

Por ser um país muçulmano e morar no interior, de fato, não temos baladas por aqui, pelo menos na minha cidade.

Embora seja possível encontrar alguns restaurantes animados, como por exemplo, o Kobe.

Contudo na capital há mais vida noturna, assim você pode visitar lugares como rooftops (Marini’s On 57, Sky Bar, Atmosphere 360).

Também tem a rua Bukit Bintang, que é cheia de bares e algumas baladas, além do Trec KL, um local que também tem bares e baladas.

Quais os melhores lugares para fazer compras na Malásia? 

Se você gosta de marcas, recomendo o Suria KLCC e o Pavilion Mall.

Suria Mall
Suria KLCC

A saber, perto de Kuala Lumpur, há alguns outlets como o Genting Highlands Premium Outlets e o Mitsui Outlet.

Mas se você deseja comprar eletrônicos, vale à pena passar no Low Yat Plaza, o mundo de eletrônicos!

Por fim, se deseja souvenirs ou fazer comprinhas baratas, sugiro o Central Market e o China Town.

Indica algum bate e volta partindo da sua cidade? 

Partindo da minha cidade recomendo a capital, Kuala Lumpur.

Aliás, moro perto da ilha Pangkor Laut Island, que é famosa pelo resort Pangkor Laut Resort e que tem uma praia muito tranquila e bonita.

É seguro visitar a Malásia? Existe alguma cidade ou ponto turístico que você não recomendaria?

Considero a Malásia um país muito seguro! Entretanto, em alguns bairros da capital e no centro, recomendo um cuidado maior.

Sempre temos um lugar especial, que vamos com frequência, que nos alegra o coração, seja um parque, um um café ou qualquer outro lugar. Qual é o seu lugar especial?

Marina Island é um lugar que tenho um carinho especial. É uma ilha artificial onde morei no meu primeiro ano na Malásia. De fato, um lugar muito gostoso, que nos restaurantes próximos têm um pôr do sol incrível!

Quais os programas que a Malásia oferece para as crianças? Ou não tem?

No sul do país tem a Legoland. Na capital, ainda tem parque aquático Sunway Lagoon e o Parque das Aves.

O que mais você sente falta do Brasil?

Sinto muita falta da família, da comida e da nossa cultura. 

Ainda deseja falar algo sobre a Malásia antes de terminarmos?

A Malásia é um país diferente dos demais do Sudeste Asiático e por aqui o turismo ainda não é forte. Mas recomendo uns 2 dias de visita, pois o país possui uma cultura muito rica! Você não vai se arrepender!

E assim terminamos esse lindo post sobre a Malásia


Então, você conhece a Malásia? Se não, será que conseguimos despertar o seu interesse para conhecer este país tão diferente?

Tem dicas para compartilhar conosco e com outros leitores? Ah, sugestões e críticas também são bem-vindas!

Se você gostou das dicas, confira também os posts de brasileiros que vivem em outros locais, espalhadas pelo mundo: Turquia, Orlando, Boston, Antuérpia, Panamá, Roma, Vancouver, Madrid, Israel e Costa Rica.

Se puder deixar o seu like no fim do artigo, agradecemos, pois isso ajuda a levar nosso conteúdo a mais pessoas.


Selamos pela qualidade da sua leitura

Optamos por manter o site limpo de propaganda, pois acreditamos na nossa missão de levar um conteúdo de qualidade e não seria justo com o leitor ter várias caixas de distrações. Entretanto, se você quiser colaborar com o site do Agarre o Mundo, pode organizar toda a sua viagem através dos nossos parceiros, e você não gastará nenhum real a mais por isso e ainda ganhará desconto em alguns serviços.

parceiros

Saiba que podemos lhe ajudar em toda a sua viagem, e ainda se desejar um roteiro para curtir sua viagem, sem nenhum trabalho para organizar, basta contactar com o Blog.

Montamos desde roteiro personalizado e exclusivo conforme o perfil do viajante, até uma viagem completa, incluindo restaurantes, dicas de compras, chip, etc.

Beijinhos e até mais



Priscila Belarmino

Uma brasileira formada em Engenheira metalúrgica, casada e que mora na Malásia desde 2018, sendo a motivação para a sua mudança de país, o tão sonhado e desejado, AMOR. Faz consultoria e mentoria online nas redes sociai, no instagram profissional @meu.digi, onde há mais informações sobre o projeto.

Veja também

Compartilhe


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VOLTAR AO TOPO
error: Content is protected !!