" /> João Pessoa, uma capital com ar de cidade do interior - Agarre o Mundo

João Pessoa, uma capital com ar de cidade do interior

João Pessoa
escrito por Kenia Miranda

João Pessoa é um dos lugares que eu moraria facilmente. Esta foi a frase que falei assim que pisei na cidade de João Pessoa, capital da Paraíba, e assim eu fiz. Então, morei em João Pessoa por 5 anos e continua sendo um lugar que eu tenho imenso amor e carinho.

Sempre digo que é uma capital que tem muitas características de cidade do interior, as pessoas são amáveis e estão sempre dispostas a lhe ajudar. Assim fiz grandes amigos e meu coração palpita quando me lembro da tranquilidade de se viver ali.

Se você ainda não conhece a cidade, alerto que você sentirá uma imensa vontade de ficar para sempre ou voltar quando puder. Não sou de dar conselhos, mas preciso contar uma coisa.

É o seguinte, em João Pessoa, o sol aparece muito cedo, antes das 5 horas da manhã, sendo um convite para aproveitar o dia, então se você é o tipo de viajante que não gosta de acordar cedo, vai ter que mexer no seu relógio biológico, caso queira aproveitar as praias. Pois ás 17 horas, você já não verá o sol e não pense que por ser capital você encontrará muitas baladas para aproveitar a noite, a cidade é de praia e isso é o melhor que ela tem a oferecer.

Por que conhecer João Pessoa?

João Pessoa

João pessoa traz uma combinação perfeita de lindas praias, um centro histórico super charmoso e um calçadão para fazer caminhadas no final do dia. Além disso, apresenta uma larga faixa de areia para prática de esportes, um mar quentinho o ano todo e muito vento para praticar esportes aquáticos, como kitesurf.

Vai para João Pessoa e não quer sair da cidade? Tudo bem, já que as suas praias urbanas são lindas e de qualidade, e tem várias barraquinhas com deliciosos alimentos. Não foi suficiente para despertar o interesse pela cidade, certamente sua opinião mudará com a próxima informação ou com as fotos deste artigo.

A informação é a seguinte: a cidade apesar de ser uma capital tem custos muito menores que a maioria das demais capitais litorâneas, e olha que ainda nem falei da culinária nordestina.

Para o artigo não ficar enorme, pois apesar de ser uma capital pequena, tem tanto a fazer e conhecer, deixarei o litoral sul em um artigo distinto.

João Pessoa é sinônimo de…

João Pessoa é onde o sol nasce primeiro, onde o forró fala mais alto e onde o turista encontra um pouco de sossego, mesmo estando em uma capital. Então, como não poderia ser diferente, é sinônimo de tranquilidade, adicionada a beleza natural e simpatia e acolhimento dos pessoenses.

Quando ir a João Pessoa?

João Pessoa
Foto: @ivan.drones

João Pessoa é um daqueles lugares que podemos dizer: vá sempre que sentir vontade. Mas como moradora, sei que durante o inverno, tem chuva. Embora não seja uma chuva de dias sem parar, não é o que desejo para um viajante que quer nada mais, nada menos, que curtir o seu sol e aproveitar as praias. Então, evite junho e julho principalmente, pois são os meses de chuvas mais intensas.

Entretanto se você não deseja ir durante a alta temporada, onde a cidade fica um pouco mais cheia e os custos um pouco mais altos, saiba que no início de outubro, sem as chuvas, o mar já revela as suas cores lindas e você poderá aproveitar a cidade da melhor maneira.

E se você puder mesmo escolher os dias de férias, escolha ir no período de maré baixa, quando as piscinas naturais e bancos de areias aparecem, para isso acompanhe a tábua de maré, oferecido pela marinha.

Como chegar a João Pessoa?

Outro dia conversando com uma amiga, a mesma comentou que assim que saiu do aeroporto pensou: Que cidade feia. Na verdade o Aeroporto Internacional Castro Pinto, fica no município de Bayeux, localizado a 14 km do Centro de João Pessoa e a 25 km da orla. Então não tente julgar a cidade pela simplicidade de seu aeroporto e sua redondeza.

Aeroporto Internacional Castro Pinto
Foto: @marcelinoluisfotografias

Do aeroporto até a praia de Tambaú, você pode ir de táxi, translado ou alugar um carro. A escolha vai pesar de acordo com a sua estratégia de roteiro na cidade. Como falei, as praias urbanas são muito boas e talvez você não queira sair da orla, assim pode pegar um táxi do aeroporto até o hotel e o restante fará quase tudo andando. Já para ir até o Centro Histórico você teria que pegar um ônibus ou outro tipo de transporte.

Após a leitura deste artigo completo, provavelmente você opte por alugar um carro, já que além de aproveitar as praias urbanas, poderá visitar as lindas praias na redondeza.

Quando tempo ficar em João Pessoa?

A vida toda se puder. (risos) Posso lhe garantir que eu não fui única a sentir um amor a primeira vista pela cidade, já que inúmeras são as pessoas que escolhem a cidade para viver.

João Pessoa
Foto: @parahyba_pb

Mas como a maioria da pessoas não podem ou não têm a coragem necessária para mudar de rumo, mudar de cidade, saindo da zona de conforto, vamos falar como turista, mesmo já tendo sido uma moradora.

Em cincos dias, sem contabilizar o dia da chegada e o dia da saída, você já vai aproveitar bastante a cidade e as praias. Agora, melhor do que eu falar o número de dias que você deve ficar na cidade, pergunte-se quanto de praia eu gosto e quanto tempo tenho disponível para me dar este prazer?

Por que estou falando desta forma, porque acredito que a viagem é muito mais do que sair visitando várias cidades “correndo” apenas pela proximidade. A viagem é uma experiência e deve ser vivenciada de forma lenta e intensa. Assim, nada melhor do que andar na velocidade com que a população anda. E se você acordar cedinho, perceberá como vale a pena aproveitar o dia a dia de João Pessoa.

O que fazer em João Pessoa?

O que lhe vem a cabeça quando o assunto é nordeste brasileiro? Certamente, praias, coqueiros, um clima quente e um mar também quentinho. E João Pessoa tem tudo isso.

Certamente bem menos visitada que as capitais vizinhas, Recife e Natal. De fato, isso também faz com que a cidade mantenha aquele ar de interior que apaixona os visitantes que por ali passam.

Mercado de Artesanato Paraibano

Um mercado bem legal, e mesmo que você não tenha interesse em comprar nada, vá visitar, pois certamente vai encontrar algo que deseje levar para casa. Você encontrará várias peças de roupas feitas com algodão colorido. Além de acessórios feitos com o capim dourado, que existe na região.

Mercado de Artesanato Paraibano
Foto: @mercadoartesanatoparaibano

Sem falar dos mais variados enfeites dos artistas paraibanos que são um verdadeiro charme. E se você nunca ouviu falar de cordel, convido a parar em alguma lojinha que vende e passar os olhos nos panfletos.

A Literatura de Cordel é uma linguagem literária caracterizada por narrar uma história em forma de poesia e de rimas. A saber a Paraíba tem mais de 200 cordelistas e ainda em crescimento por jovens que vêm aquecendo e produzindo lindos cordéis.

Por que num artigo de viagem estou falando de Cordel? Porque a viagem vai muito além das praias e culinária. De fato, cada destino tem uma cultura e algo a ensinar. E acredite que você certamente já ouviu um cordel. Quer ver? Você assistiu ‘Auto da Compadecida’?

Ariano Suassuna, grande dramaturgo nordestino, popularizou a todo Brasil as histórias de Leandro Gomes de Barros, o primeiro brasileiro a escrever cordéis no Brasil, em sua peça ‘Auto da Compadecida’, que contava com os cordéis: ‘O testamento do cachorro’ e ‘O cavalo que defecava dinheiro.’

Pôr do sol na Praia do Jacaré

Não é um simples pôr do sol, é algo muito legal, pois ao admirar o pôr do sol, você ouvirá o Jurandir do Sax, tocando o Bolero de Ravel. Como todos os dias tem pôr do sol, todos os dias tem bolero, tocado por ele na sua canoa sobre o Rio Paraíba. Na sequência ele também toca ‘Ave Maria’.

Pôr do Sol do Jacaré, João Pessoa
Foto:@matheusmchado

Antigamente, você entrava nos bares a beira do rio, consumia sua bebida e assistia a apresentação. Entretanto, nas últimas vezes que fui, eles já estavam cobrando a entrada. Você não necessariamente precisa entrar nos bares, mas vale a pena a experiência.

Atenção para não se decepcionar, já que todos querem assistir e muitos ao invés de viver o momento, preferem registrar. Assim se levantam de suas cadeiras e ficam a frente das outras pessoas atrapalhando um pouco a visão. Mas se você é dos meus, ignore apresentação, foque no pôr do sol e curta a música que chegará aos seus ouvidos de qualquer forma.

Certamente, será o pôr do sol mais musical que você presenciará na vida. E quer saber de uma coisa, o evento é tão famoso que se tornou Patrimônio Cultural e Imaterial da Paraíba. Não vai perder, vai?

Para chegar à Praia do Jacaré, você precisa ir de carro alugado, um transfer ou de táxi. Eu sempre que vou, alugo um carro pela liberdade que me dá de locomoção pela cidade e redondezas, se desejar fazer uma cotação, deixo aqui o link da Rentcars.

Centro Histórico de João Pessoa

O conjunto do Centro Cultural São Francisco é uma das principais visitas no centro histórico de João Pessoa. A saber, esse complexo arquitetônico inclui a Igreja e Convento de Santo Antônio, a Capela da Ordem Terceira de São Francisco, a Capela de São Benedito, a Casa de Oração dos Terceiros, chamada de Capela Dourada, o Claustro da Ordem Terceira, fazendo parte do circuito da Rota de Pedestre.

A visita guiada vale a pena, não porque você visitará os locais, mas porque aprenderá um pouco mais sobre todos eles. Incluindo a arquitetura que mostra manifestações artísticas feitas no estilo barroco, uso de ouro, mármore e azulejos pintados.

A Igreja de Santo Antônio estão: o coro, com seus móveis em mogno e que proporciona uma bela vista panorâmica da igreja; a Capela Dourada, com uma enorme cobertura de ouro; e a sacristia. Esta tem pedaços do seu piso feito com mirra, que até hoje exala um pouco do perfume. 

A última notícia que li (2021), foi que o centro Histórico ia ser revitalizado. Que assim seja, pois o local é lindo e vale a pena manter a história local.

Farol de Cabo Branco

O Farol do Cabo Branco simboliza o ponto mais oriental das Américas. A construção situa-se cerca de 800 metros ao norte da Ponta do Seixas. Entretanto ele localiza-se sobre uma falésia e já tem uma parte interditada.

Farol de Cabo Branco, João Pessoa
Foto: @naparibatem

Não acredito que seja algo fundamental para se visitar. Mas também vou lhe sugerir ir até a Praia de Coqueirinho. E a estrada passa por lá, não tem motivos para não parar e admirar um pouquinho a vista.

A saber, é um farol possui um formato triangular, utilizado apenas como marco e não para fins náuticos.  

Estação Cabo Branco

A Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, fica bem ao lado do Farol. Foi projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer. E tem como objetivo principal levar cultura, arte, ciência e tecnologia à população de forma gratuita. Também lhe digo que não é uma parada obrigatória, mas vale a pena parar um pouco já que tem sempre alguma exposição acontecendo por lá.

Estação Cabo Branco, João Pessoa
Foto:@estacaocabobranco

A última vez que estive em João Pessoa fui até a Estação com minha filha e ela gostou bastante pois tem um parquinho com vários brinquedos interessantes e educativos.

Praias de João Pessoa

A orla da cidade é linda e permite que o visitante sem muito esforço aprecie a vista, faça a sua caminhada na calçada ou areia e também mergulhe no mar.

Intermares

Diferente da vizinha Recife que tem inúmeros prédios altos na orla que faz com que a sombra chegue na praia mais cedo que o necessário, João Pessoa só permite a construção de prédios baixos.

De fato, isso faz com que a orla seja muito mais aproveitada, pois a brisa que vem do mar, as vezes faz sentir um friozinho e sem sol, a sensação não é tão boa.

Caso você se hospede na orla, assim que chegar, perceberá que aproveitar as praias é muito prático.

Aliás uma das melhores atrações de João Pessoa é o seu litoral, que conta com 24 km e nove praias urbanas, entre elas: Tambaú, Cabo Branco e Bessa. Além disso se prepare para apreciar a cor esverdeada do mar, pois assim se apresentam a partir de outubro.

Estas praias estão longe de serem as mais bonitas da Paraíba, mas garanto que são as mais visitadas pelos turistas, pela simples proximidade com a maioria dos hotéis. Os coqueiros estão presentes no visual de quase toda a costa e isso já deixa um charme todo especial.

1- Tambaú

A praia de Tambaú é uma das mais movimentadas, seja durante o dia, seja a noite. Isto porque conta com grande infraestrutura de quiosques, restaurantes e lojinhas, além de uma larga faixa de areia. É dela que saem os passeios para Picãozinho, as piscinas naturais que ficam com vários peixinhos na maré baixa.

É uma praia linda, pois conta com muitos coqueiros e a temperatura é agradável, assim como todo litoral paraibano. O mar não tem ondas fortes e sua coloração é um pouco escura onde quebram as ondas, embora bem esverdeada nas áreas mais profundas. 

Tambaú, João Pessoa
Foto:@ivan.drones

A Feirinha de Tambaú é um lugar bastante procurado por quem deseja voltar para casa com algumas lembranças do artesanato regional; além disso, é o centro do burburinho e um ponto de encontro entre turistas e moradores locais.

Feirinha de Tambaú, João Pessoa
Foto: @prof.marcio_balbino

2- Cabo Branco

Seguindo no sentido sul, encontra-se a praia de Cabo Branco. Você logo perceberá uma menor movimentação, embora também conte com um calçadão. Esta praia mantém uma boa estrutura aos turistas e, conforme se distancia de Tambaú, fica menos movimentada, por isso é escolhida por aqueles que buscam um pouco mais de sossego.

Nesta parte da orla existem inúmeros restaurantes mais exclusivos e também com valores maiores.

3- Praia do Seixas

Ainda mais ao sul está a Praia de Ponta do Seixas, onde fica o local mais oriental das Américas. Essa praia é bem tranquila, com piscinas naturais acessíveis de barco e várias barracas na orla. De fato, foi uma das poucas praias que nunca me fez parar e aproveitar. Mas não posso deixar de dizer que existe e talvez caia no seu gosto.

Praia do Seixas, João Pessoa
Foto:@everllandy

5- Praia de Manaíra

A vizinha norte de Tambaú. Já fiquei hospedada na região algumas vezes. E é uma delícia, uma região tranquila e que você pode ir caminhando até Tambaú, caso deseje ir em algum restaurante e voltar também apreciando a vista.

4- Praia do Bessa

A praia do Bessa, localizada ao lado de Manaíra e a última praia de João Pessoa ao norte, a seguinte já fica no município de Cabedelo. Apesar de não ser tão famosa quanto as demais, chama a atenção por sua extensão e pela tranquilidade em alguns pontos da orla.

Praia do Bessa, João Pessoa
Foto: @caciomurilo

A praia em si é ideal para quem planeja descansar. Como não há muito comércio, é a escolha perfeita para quem quer apenas ouvir o barulho das ondas e curtir o sol. 

Passeios em João Pessoa

1- Picãozinho

Reserve um tempo para fazer passeios oferecidos, como conhecer as piscinas naturais de Picãozinho, que fica a frente da praia de Tambaú. Este é um dos passeios mais tradicionais da cidade. A única dica é comprar direto com a Associação dos Proprietários de Embarcações Turísticas da Paraíba. O seu quiosque fica na praia de Tambaú e de preferência compra com antecedência.

Antes que você embarque nesta aventura, é importante saber nadar, para aproveitar mais o passeio. Já que é uma oportunidade de mergulhar em piscinas naturais de águas cristalinas, formadas por arrecifes. De fato, você vai amar apreciar os cardumes que vivem ali. Caso tenha snorkel, vale a pena levar ou alugar na embarcação.

Este passeio só é possível ser realizado na maré baixa, quando as piscinas são formadas e fique atento ao horário, pois tem duração para acabar, mais ou menos em três horas.

Atenção, caso vá no período de alta temporada, saiba que encontrará um grande número de turistas por lá.

2- Areia Vermelha

A Praia de Areia Vermelha é um banco de areia que se forma na maré baixa, dentro do mar, próximo a Praia do Poço, em Cabedelo. O número de turistas que vão até lá é grande, abuse do protetor solar e bonés.

Nossos leitores sabem da sinceridade com que escrevo aqui, e confesso que nunca fui até lá, porque não via sentido ficar no meio do nada com uma galera em um banco de areia. E não vou dizer que não tenha uma “infraestrutura” montada para receber os turistas, pois é possível alugar cadeiras e guarda-sóis.

De fato, conheço muitas pessoas que foram e gostaram de tomar sol em meio a uma paisagem bucólica, mais uma experiência que pode ser incrível para muitas pessoas, ou seja, estar dentro do mar e ao mesmo tempo em “terra/areia firme”. Mas eu não fui, caso, vá ou já foi, conte aqui a sua experiência, será bem vinda.

Quando a maré começa a encher e volta a cobrir o banco de areia, toda a estrutura da ilha se desfaz e os barcos voltam para a orla. Esse passeio tem mais turistas por ser mais em conta que o de Picãozinho.

Praias vizinhas (Cabedelo) e dicas de uma local

Agora vou contar um segredo, nenhuma destas apresentadas é a minha preferida, talvez por ser muito turísticas.

1- Intermares

Eu morei em Intermares, vizinha do bairro Bessa. Fica no município de Cabedelo, talvez você passe por lá caso visite a praia do Jacaré, para ver o pôr do sol.

Intermares, Cabedelo
Foto:@parahyba_pb

Sou suspeita para falar, mas simplesmente adoro este lugar, principalmente, pela tranquilidade. E para quem gosta de Surfar, saiba que este é ‘O’ ponto para você. Eu visitava esta praia todos os dias, tem uma longa faixa de areia e só para respirar o “sal” já valia a pena, tem uma orla cheia de coqueiros e é uma delícia.

Intermares, Cabedelo
Foto: @sandrofleitte

Se passar por lá e ver um caminhão vendendo abacaxi na orla, pare e compre. Garanto que será o melhor abacaxi da sua vida, tão doce que difícil será parar e comer apenas um.

Outra coisa bem legal em Intermares é a desova de Tartarugas Marinhas em praias urbanas. Existe uma ONG, @tartarugas_urbanas, que controla e acompanha anualmente este processo.

2- Ponta de Campinas

Seguindo um pouco mais para o norte, também no município de Cabedelo, você chegará à praia de Ponta de Campinas. Este é um dos lugares onde você vai encontrar um maior número de praticantes de KiteSurf.

Ponta de Campinas, Cabedelo
Foto:@sunsetbarjp

O turismo por ali cresceu expressivamente nos últimos anos, assim como o setor imobiliário, e hoje conta com vários restaurantes que muito se assemelham a beach clubs.

A única precaução é: se for durante o fim de semana, tente ficar um pouco mais longe de onde saem as lanchas e catamarãs que fazem o passeio até Areia Vermelha. E no fim de semana também tem uma certa quantidade de jet ski e isso me deixava um pouco apreensiva.

3- Praia de Camboinhas

A Praia de Camboinhas é outra delícia e eu ia com muita frequência quando minha filha nasceu, pois o mar é também calmo, quase não tem ondas e na maré baixa, fica melhor ainda.

Camboinhas, Cabedelo
Foto:@tassiajaiana

4 – Vila São José

Certamente muitos dos turistas nem chegarão perto desta maravilha. E quer saber de um detalhe, apesar de ser um dos lugares que adorava apreciar o mar, não sabia como se chamava esta praia até decidi escrever este artigo, pois eu sempre falava que era uma vila de pescadores.

Mas claro que vou ajudar a chegar até lá, pois esta praia fica quase próximo ao Dique de Cabedelo, onde o rio desagua no mar. O lugar fica entre a Praia de Matos e a Praia de Miramar, especificamente no Farol da Pedra Seca. A maneira mais fácil de chegar é buscar pelo bar das Meninas. Assim caso queira sentar na praia, curtir um sol e uma bebida gelada, fique por ali mesmo.

Antes de ir até lá saiba que o local é simples, não tem nada a ver com a orla badalada de Tambaú, mas a tranquilidade e a vista do local valem muito a pena.

Agora já que foi até a região, na hora do almoço, vá até o Bar e restaurante do Sumé – Cabedelo, fica bem próximo, lá serve o melhor peixe frito que já comi na vida, detalhe, comi por várias vezes. Você escolhe o peixe que deseja comer fresquinho.

5- Praia de Miramar

O legal das praias de Cabedelo é o seguinte, você pode ir percorrendo e observando onde realmente deseja ficar, as praias são lindas e bem tranquilas. Ótimas para passar o dia em família. E a praia de Miramar, também é uma maravilha.

Onde comer em João Pessoa?

1- Mangai

De fato, preciso começar com o restaurante Mangai, já que é um dos restaurantes mais tradicionais de João Pessoa, daqueles que não dá para perder. A história do restaurante é bem legal e assim vou replicá-la aqui:

“Em 1989, na cidade de João Pessoa, Leneide Maia Tavares, Dona Parea como é conhecida, trazia rapaduras de sua terra natal, Catolé do Rocha, cidade interiorana da Paraíba, e as vendia em feiras livres em João Pessoa. Verificando que seria possível montar sua própria “bodega”, resolveu conversar com sua mãe, Leopodina, sobre a ideia: – “ Mãe, vou abrir uma bodega pra vender rapadura” – Sua mãe, por sua vez, disse: “ Não criei minha filha pra ser Mangaieira” – Ela gostaria que a filha fosse ” doutora” – Mangaieira é a pessoa que trabalha no Mangai. Dessa conversa surgiu o nome da bodega de Dona Parea, o Mangai, que logo, contou com o apoio do marido e filhos. Forçado pelo desejo dos clientes, o Mangai passou a servir, também, a la carte, o café da manhã e almoço regional, obtendo um grande sucesso.

Mangai é uma expressão popular usada, antigamente, em algumas cidades do interior nordestino, para designar uma feira, um lugar onde você encontra de tudo um pouco. De fato, o restaurante é exatamente isso, você realmente encontra de tudo um pouco, além de toda temática do restaurante.

Ir ao Mangai só tem um problema, pois dificilmente você comerá pouco. Os pratos são gigantes e tem tanta comida boa, que você vai desejar provar de tudo.

O que mais gosto do Mangai.

Vou falar o que mais gosto de lá e o que como sempre, mas eu achei muito engraçado ao ler a história do restaurante saber que essa foi uma das primeiras coisas que começaram a vender: Pão de mandioca passado na chapa com manteiga da terra e como junto com a carne de sol com nata.

Pão de Mandioca e carne de sol com nata, Mangai, João Pessoa

Prove e depois me conte o que você achou. De fato, você encontrará algo que vai adorar comer, pois a variedade é imensa. De sobremesa, não deixe de provar a bendita “Cartola”, digo bendita, porque a sensação que tenho ao comer é de subir ao céu e voltar. É uma banana com queijo manteiga por cima e também com canela, que simplesmente derrete na boca e traz uma sensação maravilhosa. Uma verdadeira experiência.

Cartola do Mangai

2 – Sky Bar Restaurante

Ainda não tive o prazer de conhecer, mas busquei com amigos que moram em João Pessoa e indicaram o local. O Skybar, localizado no prédio Tour Geneve, no Altiplano, considerado também o segundo mais alto do Brasil, oferece uma experiência única de lazer a 145 metros de altura e 400m². O rooftop promete ser o novo point da cidade, onde as pessoas poderão viver momentos descontraídos com a família e amigos. 

Se não quiser ficar no restaurante, saiba que você pode pagar e apenas visitar o mirante e a vista da cidade é linda.

3- Nui 360

Inaugurado a pouco tempo, ainda não tive o prazer de conhecer. Vamos fazer o seguinte, se você for antes de mim, volte aqui e dê a sua opinião sobre o restaurante. A pesquisa sobre o local é variado, de amor e ódio, principalmente pela espera. Então, seja esperto, reserve uma mesa e chegue no horário.

Nui 360, João Pessoa

O menu exclusivo é assinado pelo premiado chef francês Erick Jacquin, eleito uma das 25 celebridades mais importantes do país pela revista Forbes. Erick Jacquin ficou bastante conhecido dos brasileiros por ser um dos jurados do programa Master Chef Brasil e pelo seu bordão “tá faltando tempero”.

4- Reserve Garden

Se você deseja uma refeição deliciosa, unido a excelentes vinhos talvez provavelmente este seja o lugar para você. O restaurante conta com um ambiente moderno, arejado no meio das plantas, que faz com que o cliente se sinta fora do ambiente urbano.

5- Feijão Maravilha

Se você perguntar ao Sr Edson, pai de um amigo que vive em João Pessoa, qual é o restaurante preferido dele, certamente ouvirá, “Feijão Maravilha”. E para ele é o restaurante de domingo a tarde com a família.

A história do restaurante é bem legal e a comida, maravilhosa, principalmente se você é fã de uma deliciosa feijoada. O restaurante fica praticamente dentro do Shopping Manaíra. E é engraçado saber que o dono do Shopping já lhe ofereceu uma boa grana pelo terreno, mas o proprietário do restaurante ainda não aceitou. Então, aproveite para experimentar, antes que a proposta seja irrecusável.

6- Complexo alimentar varandas de Tambaú

O que acontece quando estamos em uma cidade praiana? Aproveitamos o sol o dia todo e no final do dia a vontade é mesmo comer algo rápido, sem deixar de ser delicioso, para então descansar. Então, se o cansaço for maior que a vontade de buscar um bom restaurante, na praia de Tambáu existe um complexo com vários quiosques que servem refeições mais rápidas e certamente, mais em conta.

Hotel em João Pessoa

Escolher o hotel em João Pessoa não é uma tarefa difícil, já que existe uma variedade enorme de hotéis. Além disso, a cidade tem opções que oferecem um bom custo-benefício e conforto para alguns dias de férias.

Talvez para muitos a melhor localização em João Pessoa seja o bairro de Tambaú, pois tem boa variedade de comércio e restaurantes, entretanto existem outras opções de localização, como Cabo Branco que é uma boa ideia para quem busca tranquilidade.

Sempre que vou a João Pessoa busco um hotel diferente. E deixo aqui a minha avaliação sobre todos eles.

1 – Nord Luxxor Tambaú

A rede tem três hotéis em João Pessoa: O Nord Luxxor Tambaú, o Nord Luxxor Cabo Branco e o Nord Class Cabo Branco. Os três devem ser excelentes, e a sua escolha pode pesar em que praia deseja se hospedar. Uma praia mais badalada, como Tambaú, ou mais tranquila como Cabo Branco.

O hotel Nord Luxxor Tambaú possui piscina bem aquecida, um café da manhã com bolos e tortas finas de primeira qualidade, sem falar nos quartos que é um verdadeiro luxo.

2 – Oceana Atlântico Hotel 

Um Hotel novo (2020) localizado na Praia do Bessa, o Oceana Antlântico Hotel, possui uma decoração e mobiliário de muito bom gosto e luxo. Conta com uma piscina de frente para o mar que é maravilhosa, uma delas aquecida e com hidro. Sempre falo da piscina aquecida e busco por isso, porque mesmo que o hotel fique no nordeste, local que faz muito calor, acho que a água da piscina deveria pelo menos ser da mesma temperatura da água do mar. Aliás, repito, a água do mar em João pessoa é quentinha.

Oceana Atlântico Hotel, João Pessoa

O hotel é “pé na areia”. É possível deixar suas coisas na área de piscina, ir até o mar e dar um mergulho sem se preocupar com os objetos. Isso faz toda a diferença numa estadia com experiências.

3 – Verdegreen Hotel

Já fiquei mais de uma vez no Verdegreen, aliás vi o hotel sendo erguido e ouvi durante a sua construção a preocupação com a sustentabilidade. Então, resolvi me hospedar para conhecer e não me arrependi, tanto que voltei.

O hotel Verdegreen é lindo, tem bicicletas disponíveis para os hospedes e um jardim no terraço. A piscina não era aquecida, uma pena. Mas o restaurante do hotel é tão maravilhoso, que até voltei em outra ocasião em que nem hospedada lá estava.


Assim termino o artigo sobre João Pessoa, mas voltarei em breve com um artigo sobre o litoral sul


Se não conhece ainda a capital, vá conhecer, pois é um lugar de harmonia, paz e amor que roubou meu coração.

Ah, se tiver dicas de lá para compartilhar conosco e com outros leitores, agradecemos. Sugestões e críticas também são bem-vindas!

O Agarre o Mundo segue com o compromisso de mostrar a “viagem como ela é”.

Saiba que podemos lhe ajudar em toda a sua viagem, e ainda se desejar um roteiro para curtir sua viagem, sem nenhum trabalho para organizar, basta contactar com o Blog.

Montamos desde roteiro personalizado e exclusivo conforme o perfil do viajante, até uma viagem completa, incluindo restaurantes, dicas de compras, chip, etc.

Beijinhos.


Selamos pela qualidade da sua leitura

Optamos por manter o site limpo de propaganda, pois acreditamos na nossa missão de levar um conteúdo de qualidade e não seria justo com o leitor ter várias caixas de distrações. Entretanto, se você quiser colaborar com o site do Agarre o Mundo, pode organizar toda a sua viagem através dos nossos parceiros, e você não gastará nenhum real a mais por isso e ainda ganhará desconto em alguns serviços.

parceiros

Saiba que podemos lhe ajudar em toda a sua viagem, e ainda se desejar um roteiro para curtir sua viagem, sem nenhum trabalho para organizar, basta contactar com o Blog.

Montamos desde roteiro personalizado e exclusivo conforme o perfil do viajante, até uma viagem completa, incluindo restaurantes, dicas de compras, chip, etc.

Beijinhos e até mais



Kenia Miranda

Brasiliense, sempre disposta a aprender e descobrir o novo, com um apreço enorme por novas culturas e costumes. Apesar de ser formada em Odontologia, está sempre buscando novos caminhos e novos aprendizados. Uma das suas frases preferidas: "Minha alma é muito livre para ficar presa seja lá no que for."

Veja também

Compartilhe


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VOLTAR AO TOPO
error: Content is protected !!