" /> Jalapão com bebê: é possível e maravilhoso - Agarre o Mundo

Jalapão com bebê: é possível e maravilhoso

Agarre o Mundo, Fervedouro Macaúbas- Jalapão
escrito por Kenia Miranda

Jalapão com bebê, não só é possível, como é maravilhoso. Aqui vou falar tudo que você precisa saber para que a sua viagem ao Jalapão seja perfeita.

De fato, não somos de assistir novelas, gostamos muito mais de ler livros, pesquisar sobre lugares interessantes e planejar roteiros.

Viajar, inegavelmente, sempre foi nossa praia e basta ver uma foto de um lugar lindo para começar a pesquisar, pesquisar e pesquisar até conseguir fazer um roteiro para conhecer o lugar.

Então, como era esperado, não assistimos a bendita novela, que foi transmitida na rede Globo de televisão, onde várias cenas foram gravadas em um dos fervedouros do Jalapão.

Não sei no que você acredita, mas quando eu peço para conhecer um lugar mágico, o Universo me traz. Assim, certo dia eu estava olhando alguns perfis de viagem e vi uma foto de um fervedouro do Jalapão.

Na mesma hora, já fiquei maluca, então comecei a pesquisar e assistir vários vídeos de como ir até o local. E fiquei chocada, ao saber que esse lugar estava aqui no Brasil e eu nunca tinha ouvido falar.

Segurança no Jalapão

Segurança é algo que sempre busco em todas as viagens, aliás, como meu bebê tinha apenas um ano, teria que ter um cuidado a mais nesta pesquisa de como ir. E principalmente, se seria possível irmos até o Jalapão com ele e a nossa filha de nove anos.

Depois de ler sobre o local em vários sites, não encontrei nada que aconselhasse ir com um bebê, muito pelo contrário, li que as estradas eram horríveis, que não tinha hospital caso precisasse, que era necessário levar comida e bastante água. Em um único site, li que um casal foi com a filha, mas ela já tinha quatro anos.

História para descontrair

Liguei para duas empresas que faziam o passeio para tentar agendar, entretanto eles me aconselharam não levá-lo e ainda falaram que a empresa só aceitava crianças no passeio a partir de 9 anos de idade.

Quem me conhece sabe que, acima de tudo, não costumo dispensar nenhuma piada, assim não ia perder a chance de rir com essa história também.

Então, falei com a senhora que me atendeu: Certo, muito obrigada, dessa forma, vou esperar oito anos e volto a procurar vocês, (risos).

Eu iria até lá de qualquer jeito e não seria daqui a oito anos, claro que iria com segurança.

Sempre que as pessoas falam algo do tipo: Você vai viajar com seus filhos para o frio? Ou para o deserto? Você é louca!

Respondo a mesma coisa: Lá vivem crianças, não vivem?

Meus filhos são tranquilos, bem como saudáveis. De tal forma que não se estressam ao fazer longas viagens de carro. Só para ilustrar, quando o Tiago tinha 5 meses, saímos de Brasília e fomos visitar a bisavó no interior do Maranhão, passando depois por Salvador, totalizando 5 mil quilômetros. A viagem foi linda e nos divertimos muito.

Conforme vamos viajando com as crianças, vamos adquirindo mais e mais confiança. Acredito que viajar com filhos é sempre um presente para nós e para eles.

Claro que viajar com criança demanda planejamento, vários cuidados e eu não sairia sem me organizar para uma viagem tão complexa, você verá porque é necessário viajar com segurança.

Encontrando o apoio que precisava para ir ao Jalapão

Na minha terceira e última tentativa, falei com um guia bem tranquilo, que me fez perguntas sobre o perfil das crianças. Inclusive, comentou que havia levado uma família com um bebê, dias atrás.

Por fim, era tudo que eu precisava, entretanto, ele não tinha como ir conosco na data que queríamos, pois já havia fechado com outro casal.

Assim que falei ser possível ir no meu carro, ele não só me passou o contato de outro guia, como o contato de todas as pousadas nas quais eu deveria fazer as reservas.

E a cada ligação que eu fazia para reservar, me certificava se algumas pessoas já haviam ido ali com bebê e se poderiam me informar como foram as experiências delas.

Em seguida, o guia que comentei acima, se prontificou a nos ajudar no que fosse necessário. Primeiramente, me ajudou a entender e decidir o que incluiria no roteiro.

Depois, no decorrer da viagem, nos encontramos numa das pousadas e como se já não bastasse todas as dicas dadas durante o planejamento, ele sempre nos ligava para saber se os passeios estavam conforme combinado.

Por sorte, ele também nos deixou nas mãos de outro guia tão maravilhoso quanto.

Assim, arrumei a minha farmacinha, os mantimentos para a viagem e lá fomos nós.

Sobre o Jalapão

O Parque Nacional do Jalapão está localizado no Tocantins e possui uma área total de 159 mil hectares e paisagens inesquecíveis. Então, para os amantes de aventuras, bem vindos, tem aventura para todos os gostos.

O roteiro turístico passa por três municípios: Ponte Alta do Tocantins, Mateiros e São Félix. Para que você possa entender melhor o roteiro é preciso observar o mapa, já que o passeio começa numa ponta e termina na outra, podendo começar por Ponte Alta do Tocantins ou por São Félix.

Jalapão no Parque Nacional do Tocantins,Agarre o Mundo
Como será o percurso no Parque Nacional do Tocantins

Como chegar, quando ir e onde ficar

Indo ao Jalapão

A primeira parte da viagem, você tem que ir até Palmas, no Tocantins. Assim, o jeito mais fácil com certeza é pegando um voo até lá. Certamente, de algumas cidades têm voo direto, a partir de outras cidades, você terá que fazer uma conexão.

Nós moramos em Brasília e por sorte tínhamos a disposição um carro 4×4. De fato, gostamos de aventura e não sofremos em percorrer longas distâncias de carro. Então, saímos de Brasília e percorremos 849 km até Palmas-TO.

É uma estrada com grande fluxo de caminhões, mas indo com cuidado e respeitando a sinalização, não terão problemas. A viagem foi tranquila e não tivemos nenhuma intercorrência.

Quando ir

O Jalapão pode ser visitado o ano todo, entretanto é importante saber que existem dois períodos bem distintos que devem ser levados em consideração, na escolha do viajante: a estação seca, que vai de maio a setembro e a estação chuvosa, que vai de outubro a abril.

Segundo os guias, a estação chuvosa é melhor porque a terra da estrada fica mais condensada, assim você corre menos risco de atolar numa pista cheia de areia; e na estação seca, além dos transtornos com a estrada, a falta de umidade do ar incomoda bastante.

Não se preocupe ao imaginar pegar chuva no Jalapão, pois não chove demasiado na região, a ponto de não lhe permitir se locomover.

Onde ficar

Os municípios são bem pequenos e não tem uma quantidade grande de opções para hospedagem, então reserve com antecedência.

Outra coisa, não espere encontrar ali, muito luxo na hospedagem, já que são pousadas e não hotéis cinco estrelas. E até porque, você está indo atrás da natureza e não ficará muito tempo dentro da pousada.

Mas não se preocupe, encontrará o conforto necessário para uma boa noite de sono.

Ficamos nas seguintes pousadas: Pousada Dunas Jalapão, Pousada da Irá – São Felix e Pousada Águas do Jalapão.

Verdades e mentiras sobre o Jalapão

Só dá para ir de carro 4×4.

Verdade. Tem muitas “costelas de vaca”, quem nunca ouviu o termo, são várias depressões e elevações na estrada, causadas pela água da chuva.

A saber, essa costela de vaca causa um treme-treme sem fim. Como estávamos no nosso carro, e meu marido é super cuidadoso com o bem estar de todos, fomos devagar, igualmente com o sacolejo do carro, mas sem muito sofrimento.

O Guia nos aconselhou diminuir a calibração dos pneus para sacudir um pouco menos e, realmente, sentimos muita diferença.

Se você não tem um carro 4×4, ou não quer estragar o seu, feche com algumas das empresas que oferecem o passeio.

Carro sem placa, Jalapão, Agarre o Mundo
Carro saindo do Jalapão bem sujo e sem placa.

Só dá para ir com Guia

Verdade. Andamos vários quilômetros e não vimos nenhuma placa indicando qual direção a tomar.

Assim que passávamos por uma bifurcação ríamos muito com a situação do “E agora senhor guia, direita ou esquerda?” Se uma pessoa se perde ali, com toda certeza vai demorar horas para se encontrar novamente.

Detalhe a ser considerado

O lugar não pega nem sinal de telefone, que dirá de GPS, então, se por qualquer motivo você se perder, sente-se, medite, medite mais uma vez, chore e reze para passar alguém que possa lhe dar uma luz do caminho a seguir.

Estrada Jalapão, Agarre o Mundo
Estrada no Jalapão.

Percorremos horas sem ver nenhuma casa, nenhum mercado, nem posto de gasolina. Em síntese, não tem nada além de uma estrada de terra sem fim e uma vegetação rasteira.

Você pode estar se perguntando, se neste momento não senti medo de ter entrado nesta aventura com meus filhos. Mas já vou logo lhe responder: não senti medo em nenhum trecho desta viagem, portanto, vá tranquilo(a) e como disse um dos guias: “assim que entrar na estrada, relaxe e se divirta”.

Meus filhos amaram até o sacolejo do carro ao percorrer a estrada, de tal forma que o meu pequeno fazia festa e pedia para o pai acelerar para ter mais emoção.

Portanto, a dica é: contrate um guia, pois ele lhe levará ao paraíso. Além disso, aconselho a não economizar justamente com o guia.

Tem muitos pernilongos e a tal da mutuca

Não sei se demos muita sorte ou neste período não havia muitos insetos na região, pois só levei apenas uma picada, bem dolorida por sinal, da tal mutuca, mas logo passei uma pomada à base de corticóide e pronto.

Cresci indo para a chácara dos meus pais e picada de inseto já levei aos montes, mas cuidei para que isso não acontecesse com meus filhos.

Assim, levei repelente e usei nas crianças ao entardecer quando já estávamos na pousada, pois não é permitido entrar em nenhum fervedouro com repelente, creme ou protetor solar.

Amamos a natureza e a respeitamos como deve ser!

Não é possível ir com bebê

Mentira. Mentira. Nós fomos, sobrevivemos, amamos e com certeza voltaríamos e faríamos tudo novamente.

Se você é tranquilo(a) como eu, faça sua farmacinha com tudo que possa precisar e vá ser feliz. Se o seu filho é tranquilo, siga em frente, pois não vai se arrepender e como resultado, os deliciosos momentos ficarão guardados na memória.

E antes de tudo, pense que nestes lugares vivem crianças, e caso elas precisem de um atendimento médico, elas vão até o local onde oferece o serviço, o mesmo você fará, caso precise.

Agora não saia de casa falando que vai dar tudo errado, porque em relação a isso só posso lhe dizer uma coisa: peça e prontamente será atendido.

Tiago com papai, Jalapão, Agarre o Mundo
Tiago no fervedouro do Ceiça com o papai.

Tem que levar muita comida e água, caso contrário, passará fome e sede

Verdade e Mentira. Calma, eu vou explicar.

Não é que vá passar fome. O guia abastece o carro com comida (lanches), bem como água, para as horas que você passará dentro do carro, caso vá com o serviço completo deles.

Se por acaso, você decidir ir no seu próprio carro, é bom levar comida, porque entre uma pousada e outra, um passeio e outro, você passará um bom tempo dentro do carro. Além disso, lembre-se que não tem mercadinho na esquina para comprar comida.

Como viajar com criança é bem diferente e eles não aguentam a fome, levei muitas frutas e foi ótimo, pois não estávamos desesperados para encontrar correndo um lugar para comer, até porque não é possível fazer nada correndo no Jalapão. A não ser que esteja participando do Rally dos sertões no Jalapão, (risos).

Locais que não tem estrutura para fornecer alimentação

O guia já orienta em relação aos locais que existem ou não estrutura para comer. Por exemplo, na Cachoeira da Velha tem que levar lanche, pois não tem local para almoçar.

Mas como eu havia estudado o mapa da região de cima para baixo, decidi não visitar a Cachoeira da Velha, já que entre a Lagoa do Japonês e o município de Mateiro, está a parte mais longa da estrada, e na minha opinião, a pior.

Assim, fomos direto até Mateiro, chegamos à pousada, almoçamos e seguimos para o nosso primeiro fervedouro. Agora posso dizer com propriedade que essa é a melhor opção quando se está com um bebê dentro do carro, eles são ótimos, mas melhor não abusar da paciência deles.

O bebê, certamente, não vai curtir mais ver uma cachoeira do que se divertir num fervedouro, não é?

Tenho certeza que o fervedouro é a oitava maravilha do mundo.

Como foi a alimentação do bebê?

Não curto muito dar papinhas industrializadas para meu filho, então, veja como organizei a comida dele.

Em Palmas, utilizamos a cozinha do hotel e fizemos a comida que eles estão acostumados a comer. Em seguida, coloquei nos potinhos térmicos e assim eles já tinham o almoço pronto do próximo dia.

O mesmo nós fizemos nas pousadas seguintes, quando parávamos para dormir, fazíamos a refeição da noite e já preparava para o almoço do dia seguinte.

Os donos de todas as pousadas que paramos foram receptivos e nos forneceram a cozinha para que pudéssemos fazer a nossa alimentação. Compramos também frutas e pães para os lanches, e quando tínhamos fome, estava tudo ali em nossas mãos.

Resolvi terminar esse post por aqui, mas para não lhe deixar com a seguinte pergunta na cabeça: Afinal o que visitar no Jalapão?

Então, deixo aqui outro artigo e recomendo que leia, Jalapão: 10 lugares para conhecer com bebê.

Assim nosso tour pelo Jalapão chega ao fim…


E ai? Gostou das dicas de como ir até o Jalapão com um bebê? Espero ter despertado a sua vontade de conhecer esse lugar maravilhoso e ter lhe encorajado a levar também seus filhos.

Ah, e se desejar uma viagem tão perfeita e segura com seus bebês, basta entrar em contato com a gente através do e-mail agarreomundo@gmail.com ou se preferir, deixe nos comentários.

Organizamos uma Viagem sob Medida para você e sua família, com todos os itens necessários e principalmente, do seu jeito! Saiba mais sobre os serviços do Agarre o Mundo Viagens aqui.

Se tiver alguma dica para compartilhar, vamos adorar! Não nos custa nada compartilhar informações e assim podemos com pouco, ajudar muito outras pessoas.

Qualquer dúvida já sabe: basta deixar um comentário.

Não se esqueça de deixar o seu like no fim do artigo, isso ajuda a levar nosso conteúdo a mais pessoas.

Para acompanhar nossas viagens em tempo real, siga-nos nas redes sociais. Lá temos atualizações diárias das nossas andanças pelo mundo, assim como fotos, dicas e links dos principais artigos aqui do Blog.

Ative as notificações do Blog, bem como se inscreva no nosso canal do YouTube para não perder as novidades!


Selamos pela qualidade da sua leitura

Optamos por manter o site limpo de propaganda, pois acreditamos na nossa missão de levar um conteúdo de qualidade e não seria justo com o leitor ter várias caixas de distrações.

Entretanto, se você quiser colaborar com o site do Agarre o Mundo, pode organizar toda a sua viagem através dos nossos parceiros, e você não gastará nenhum real a mais por isso e ainda ganhará desconto em alguns serviços.

Parceiros Agarre o Mundo

Saiba que podemos lhe ajudar em toda a sua viagem, e ainda se desejar um roteiro para curtir sua viagem, sem nenhum trabalho para organizar, basta contactar com o Blog.

Montamos desde roteiro personalizado e exclusivo conforme o perfil do viajante, até uma viagem completa, incluindo restaurantes, dicas de compras, chip, etc.

Beijinhos e até mais



Kenia Miranda

Brasiliense, sempre disposta a aprender e descobrir o novo, com um apreço enorme por novas culturas e costumes. Apesar de ser formada em Odontologia, está sempre buscando novos caminhos e novos aprendizados. Uma das suas frases preferidas: "Minha alma é muito livre para ficar presa seja lá no que for."

Veja também

Compartilhe


24 comentários em “Jalapão com bebê: é possível e maravilhoso

    1. Clara, bom dia.
      Não precisa fazer trilha não, o carro para bem próximo de onde estão os fervedouros.
      Depois de pegar o treme treme da estrada, basta entrar e se divertir na magia dos fervedouros, já que a sensação é única.
      Aproveite, e nos mande depois como foi a sua experiência no local e se valeu a pena, como acreditamos que valerá.
      Beijinhos

  1. Ola, lendo sua materia me vi na obrigação de lhe passar uma dica.

    Em lugares como esse, vc pode baixar um GPS que funcione off-line.
    GPS é via satélite e só nao funcionam em dias extremamente nublados. Se seu celular tiver a função GPS não terá problemas de sinal.

    GPS como waze por exemplo precisam de Internet e acaba te deixando na mão nessas horas.

    O SYGIC pode ser uma boa opção.

    1. Gratidão Leandro pelas dicas. Já usei esse app, mas não no Jalapão. Embora recomendo fortemente ir com um guia, não apenas para se localizar, mais para dar um pouco mais de segurança, já que não é uma estrada tão simples de se percorrer.
      Um abraço, Kênia

  2. Olá, muito obrigado por esse POST, esclareceu muitas dúvidas.
    Estou planejando ir com meus filhos, que tem 1 e 3 anos de idade.

    As pessoas sempre se espantam quando falamos de viajar com criança, especialmente criança pequena, mas como você mesma disse, tem criança em todo lugar, RS Além disso, elas são muito mais resistentes do que imaginos.
    Recentemente fiz uma viagem de carro de Belo Horizonte a Maceió, na época eles estava. Com 2 anos e o bebê 5 meses, foi muito mais tranquilo do que imaginamos.

    Grande abraço,

    Felipe Queiroz

    1. Que legal Felipe, fico imensamente feliz ao ler o seu depoimento. Não é uma viagem simples, mais se tudo for feito com carinho e cuidado, será perfeita. Se desejar conversar sobre mais detalhes da viagem, estou a disposição no Instagram. Ninguém melhor que os pais para saberem onde os filhos devem ou conseguem chegar, quando eles ainda não mandam no próprio narizinho. (risos) Um abraço, Kênia

    1. Theanne, bom dia.
      Fico feliz que tenha gostado do post.
      Querida, eu recomendo que espere um pouco mais, pelo menos com 1 ano e meio. Então, tente se planejar para fevereiro ou março de 2022.
      Falo isso apenas pelo treme treme da estrada. E como sabemos o cérebro de um bebê tem uma quantidade maior de líquido e pode acarretar lesões.
      Fui com meu bebê de 2 meses para o Rio Quente, depois com 5 meses, saímos de Brasília e fomos até o interior do Maranhão, totalizando 5000 km, as duas viagens foram maravilhosas, mas as condições da estrada eram outras. Jalapão é uma delícia e possível ir com os pequenos, mas espere um pouquinho, assim ele também aproveitará mais.
      Qualquer dúvida, estou a disposição.
      Beijinhos
      Kênia

    1. Alessandra, bom dia.
      Eu gastei na época em torno de 4000 mil, mas eu fui no meu carro, e tive outras despesas depois para arrumar algumas coisas,, como o novo emplacamento, já que a minha placa ficou no Jalapão.
      Ou seja, eu paguei o guia que nos acompanhou e todas as entradas nos fervedouros, hospedagem e alimentação.
      Assim sai um pouco mais em conta. Entretanto, caso você deseje fechar os passeios diretamente com eles, o seu único trabalho será entrar no carro e se divertir. E sinceramente dependendo do número de pessoas nem sai tão mais caro.
      Qualquer dúvida, ou se precisar de mais informações, basta chamar no insta.
      Beijinhos e gratidão

    1. Mauro, bom dia!
      Você não pode imaginar a minha felicidade a cada comentário aqui.
      Vou repetir o que falei para os outros pais. Apenas atenção aos sinais que seu filho dá quando fica por algum tempo dentro do carro, pois o sacolejo é mesmo grande. Outra coisa é atenção ao período que você pretende ir, pois mesmo podendo ser visitado o ano inteiro, na seca o pó da estrada incomoda bastante com o calor e a baixa umidade.
      No mais, se joga e vai ser feliz.
      Se tiver alguma dúvida, basta chamar no Instagram.
      E por favor, quando retornar, nos dê um feedback de como foi a sua viagem por lá, pois cada viajante tem as expectativas.
      Beijinhos

  3. Boa tarde,
    Graças a seu post resolvemos embarcar nessa avanetura com nossos pequena de 2 anos e 5 meses. Já fizemos algumas viagens ao redor do mundo mas essa foi uma das melhores.
    Contratamos o Naldinho para ser nosso guia e foi simplesmente perfeito.
    Estamos ansioso para voltar lá e reviver essa aventura que foi para lá de especial.
    Continue gerando conteúdo desse tipo pois ajuda muito os papais de primeira viagem.
    Bj grande.
    Alessandra

    1. Alessandra, boa tarde.
      Obrigada, pelo feedback.
      Fiquei imensamente feliz ao ver mais uma pequeninha desbravando o Jalapão.
      O sorriso de você nas fotos foram suficientes para aquecer meu coração.
      Gratidão pela confiança e pelo retorno.
      Beijinhos

  4. Os bebês devem adorar o Jalapão e suas “piscinas” hehehe. Vocês foram por conta própria ou com guia? Parabéns pelo post!

Deixe uma resposta

VOLTAR AO TOPO
error: Content is protected !!