" /> Saboreando as delícias da dieta Mediterrânea - Agarre o Mundo

Saboreando as delícias da dieta Mediterrânea

Dieta Mediterrânea
escrito por Keith Mustafa


Que tal viajar saboreando as delícias da dieta Mediterrânea? Afinal, nós acreditamos que a gastronomia do destino faz parte da viagem.

Com toda a certeza, sentir cheiros e salivar com os sabores farão sua viagem mais especial. Até porque, estas experiências valem muito a pena, não é?

Mas se você puder ter uma aventura gastronômica, que além de proporcionar uma infinita variedade de alimentos, seja saborosa e saudável? Perfeito, não?

Pois saiba que existe uma culinária que além de ser deliciosa, promove a saúde e você, ainda, pode aproveitar ao viajar para países como a Espanha.

E ela é a tal dieta Mediterrânea, que nada mais é, um padrão de alimentação descoberto a partir da constatação de que as pessoas que vivem numa região banhada pelo mar Mediterrâneo, têm uma alta expectativa de vida e baixa incidência de doenças crônicas.

Descoberta na década de 50, este tipo de alimentação está viva até hoje, mas infelizmente, em menor escala, pois se misturou com a alimentação ocidental, que é conhecida pelo consumo dos “famosos” alimentos processados.

Mas a verdade é que se há tempos, a ciência já mostrava que a dieta mediterrânea ajuda na prevenção das doenças cardiovasculares, hoje já se sabe que os benefícios dela vão muito além!

Então, para você saber mais sobre o tema, trouxemos um post escrito por nossa colunista, Keith Mustafa Borges, que além de nutricionista, é apaixonada por viagens.

Para quem ainda não sabe, ela vive na Espanha, onde faz Doutorado em Nutrição e Ciências dos Alimentos e investiga sobre os aspectos da dieta relacionados ao envelhecimento.

Mas além disso, como boa viajante que é, ela tem oportunidades de conhecer e provar a gastronomia de diversos locais do mundo. E cá entre nós, que sorte a dela!

Pronto para aprender e se deliciar com a Dieta Mediterrânea?

Keith, em Madrid, Agarre o Mundo

De fato, ainda me lembro do início da “aventura” que é morar fora do país. Sem dúvida, viver uma experiência dessa, faz com que todos os nossos sentidos se agucem para receber o novo.

Cheguei à Espanha durante o outono e ainda me lembro das cores da estação e da magia de caminhar pelas ruas. Bem como, do friozinho no meu rosto.

Também lembro da arquitetura local, do contato com o idioma, além do cheiro das castanhas sendo torradas nas esquinas.

Aliás, sempre amei viajar, mesmo se fosse para um “povoadinho” perto de casa. E não sei você, mas uma das coisas que mais curto quando viajo é a GASTRONOMIA local.

Ou seja, conhecer novos aromas, alimentos e sabores. E claro que aqui na Espanha não foi diferente!

Sem dúvida, tenho sorte de poder viver num país que faz parte do Mediterrâneo, já que ele é beneficiado por uma valiosa herança cultural: a DIETA MEDITERRÂNEA.

Afinal, não foi à toa que escritora britânica de culinária, Elizabeth David, escreveu que a dieta Mediterrânea é proveniente das abençoadas terras do sol, do mar e das oliveiras.

A saber, a região Mediterrânea é formada pelos seguintes países da Europa: Espanha, França, Mônaco, Itália, Malta, Eslovênia, Croácia, Bósnia-Hezergovina, Montenegro, Albânia, Grécia e Turquia.

Região do Mediterrâneo - Dieta do Mediterrâneo

No que consiste a dieta Mediterrânea?

É um modo de se alimentar baseado em receitas, formas de cozinhar, celebrações, costumes, produtos típicos e atividades humanas diversas, que ocorre naturalmente nos países mediterrâneos, ou seja, é inerente a eles.

No entanto, pode ser reproduzida em qualquer parte do mundo e servir como inspiração para uma alimentação mais saudável.

A dieta Mediterrânea é mais do que um cardápio para ser seguido por alguns dias. É um estilo de vida, uma forma de se alimentar, que se baseia em alimentos facilmente encontrados na natureza.

A sua principal fonte de gordura é o AZEITE DE OLIVA extra virgem, que possui o ácido oleico, vitamina e antioxidantes.

Mas a dieta Mediterrânea vai além do azeite de oliva. Só para ilustrar, é predominante também o consumo de peixes, oleaginosas, cereais, vegetais e frutas da temporada. Assim como, ervas aromáticas, condimentos naturais e vinho com moderação.

Com toda a certeza, não foi à toa que a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura) incluiu esta dieta na lista dos Patrimônios Culturais da Humanidade.

Benefícios da dieta Mediterrânea

Talvez, se você for da área de saúde ou se interessa pelo tema, já ouviu falar dos projetos PREDIMED (Prevenção com a Dieta Mediterrânea) e PREDIMED PLUS.

Entretanto, se não sabe, vou falar!

O PREDIMED (Prevenção Dieta Mediterrânea) é um estudo espanhol, um dos maiores do tema, que avaliou a prevenção de doença cardiovascular em idosos com alto risco para as mesmas. Contudo, estes idosos não tinham a doença quando o estudo se iniciou.

Em síntese, o estudo mostrou que a dieta Mediterrânea, quando existe a presença do azeite de oliva, pode reduzir o risco de morte por doenças do coração em 30%. Aliás, a principal causa de morte no mundo são as doenças cardiovasculares.

Já o PREDIMED plus, além de modificar a dieta, propõe uma mudança no estilo de vida da pessoa, como a prática de atividade física e redução de peso.

Dessa maneira, a dieta mediterrânea vem ganhando, cada vez mais, destaque no mundo. E não é só por melhorar a saúde do coração, mas também, por aumentar o tempo de vida da população.

Vale ressaltar, que os benefícios para o corpo humano se dão tanto no âmbito fisiológico, quanto no metabólico.

De uma forma mais simples, reduz o peso e a melhora da composição corporal, pois diminui a gordura e aumenta a massa muscular.

Mas por que isso ocorre?

Porque a dieta Mediterrânea tem elevado teor de fibras, além de proteínas e gorduras de excelente qualidade.

E devido ao alto teor de antioxidantes, a dieta também atua na prevenção de doenças ligadas a deterioração cognitiva que aparecem com a idade. Entre elas, a Doença de Parkinson e Alzheimer.

A saber, a deterioração cognitiva pode iniciar com uma leve perda de memória, mas sem envolver outras funções cognitivas. Entretanto, por ano, cerca de 12% das pessoas progridem para doença de Alzheimer.

Além disso, a culinária mediterrânea reduz o risco do aparecimento de outras doenças, como câncer e diabetes, devido tanto ao elevado teor de gorduras insaturadas (“boas”), quanto a presença dos carboidratos complexos, dos micronutrientes e das substâncias anti-inflamatórias.

Delícias da Espanha – Dieta Mediterrânea

Paella 

A paella é um prato típico espanhol, principalmente na região de Valencia, que tem como ingrediente principal o arroz e se prepara com outros ingredientes como peixes, mariscos, frango, carne, coelho, verduras, legumes e azeite de oliva extra virgem etc.

Além de ser um belo prato para apreciar, é uma mistura de sabores e consistência. Certamente vai mexer com as suas papilas gustativas e ativar várias sensações.

Paella - Dieta Mediterrânea

Mas você sabe o que dá o tom de amarelo na paella?

Nada mais, nada menos, que o açafrão.

Considerada uma das especiarias mais caras do mundo, devido ao processo trabalhoso e artesanal de produção, o açafrão colore e dá beleza à paella. Além de trazer benefícios para a saúde.

Salmorejo

Será que você já ouviu falar do Salmorejo ou sabe como é preparado?

Salmorejo - Dieta Mediterrânea

Servido habitualmente nos meses de verão como entrada, é um prato típico cujo preparo é bem simples.

Bastam somente tomates, alho, sal e azeite de oliva. É muito típico do sul da Espanha, região na qual vivo. Aliás, é um creme frio que amo!

Ensalada Mediterrânea (Salada Mediterrânea)

Ensalada Mediterrânea - Dieta Mediterrânea

É uma salada sempre presente na mesa dos mediterrâneos.

Bem rápida e fácil de fazer, é composta por alimentos frescos; tomate, queijo branco (tipo Feta – grego), pepino, alface, cebola, alho, azeitonas, manjericão, orégano, vinagre e azeite de oliva extra virgem.

Guiso de Garbanzos

Guiso de Garbanzos - Dieta Mediterrânea

Este prato bem diferente e saboroso é feito com grão de bico cozido, carnes, peixes, verduras e azeite de oliva.

Castañas Tostadas (Castanhas assadas)

Castanhas Assadas - Dieta Mediterrânea

As castanhas promovem sensação de saciedade e são ricas em substâncias que controlam os níveis de colesterol. 

Portanto, se por acaso você viajar para a Espanha durante o outono ou inverno, saiba que você verá barraquinhas espalhadas pela cidade, soltando aquele aroma típico de castanhas torradinhas… Hummmm! 

Sem dúvida, o cheiro adocicado lhe fará parar e provar as deliciosas castanhas.


Como vimos, a dieta do Mediterrâneo é um estilo de vida que pode ser aproveitado, inclusive durante uma viagem. Assim, além de curtir a gastronomia local, você dá um “up” na sua saúde!

Agora fala para gente, gostou das dicas da Nutri? Ah, já que está aqui, conte nos comentários se já provou alguma destas delícias.

E se você deseja ler mais sobre nutrição, não deixe de ler: Saudade do tempo que terrorismo nutricional era só manga com leite, Nutrição além dos nutrientes e calorias.

Visite também a nossa página do Deguste o seu Destino e se delicie com as nossas receitas dos melhores sabores de alguns destinos.


Confira outras delícias pelo Brasil e pelo Mundo

  1. Viajando com Moisés: Quais os Melhores Pratos da Comida Mineira.
  2. Mundo Viajante: O que comer em João Pessoa: 10 Comidas típicas da Paraíba.
  3. Viaje sem Pacote: Onde comer no Recife comida regional.
  4. Que Vontade de Viajar: Onde comer no bairro da Liberdade.
  5. Viagem e Cura: Comidas típicas da Bahia.
  6. Viajante Colorido: Comida Afetiva.
  7. O Mundo em Lanches: Comida Típica do Uruguai 10 Pratos Imperdíveis.
  8. Descobrir Viajando: Os melhores petiscos portugueses.
  9. Destino de Casal: Comida Típica da Grécia.
  10. Ouse Viajar: Comida Típica da Espanha.
  11. Review de Viagem: Comidas de Praga e da República Tcheca.

Selamos pela qualidade da sua leitura

Optamos por manter o site limpo de propaganda. Acreditamos na nossa missão de levar um conteúdo de qualidade e não seria justo com o leitor ter várias caixas de distrações.

Entretanto, se você quiser colaborar com o site do Agarre o Mundo, pode organizar toda a sua viagem através dos nossos parceiros, e você não gastará nenhum real a mais por isso e ainda ganhará desconto em alguns serviços.

Parceiros Agarre o Mundo

Saiba que podemos lhe ajudar em toda a sua viagem. E ainda se desejar um roteiro para curtir sua viagem, sem nenhum trabalho para organizar, basta entrar em contato com o Blog.

Montamos desde roteiro personalizado e exclusivo conforme o perfil do viajante. Além disso, podemos organizar a sua viagem completa, incluindo restaurantes, dicas de compras, chip, etc.



Keith Mustafa

Nutricionista clínica e trabalhava em um grande hospital de Salvador, no estado da Bahia, Brasil. A princípio, foi para Madrid como turista e depois de idas e vindas, foi para Espanha fazer Doutorado en Nutrición y Ciência de los Alimentos, na cidade de Granada.

Veja também

Compartilhe


14 comentários em “Saboreando as delícias da dieta Mediterrânea

  1. Que interessante seu post, amei aprender um pouco mais sobre a dieta mediterrânea. Realmente aqui em Burgos as ruas já estão com o cheirinho irresistível das castanhas, bom demais isso. Agora fiquei com vontade de experimentar esse Guiso de Garbanzos, ainda não prove e parece bem saboroso. ??

  2. Eu amo os guizos!!! Eles fazem tipo uma “feijoadinha” com grao de bico, lentilhas ou feijao, e leva verduras e tambem carnes. Fica uma delicia. É comida tradicional da vovó hahaha tem que provar. Um beijo Andrea 🙂

Deixe uma resposta

VOLTAR AO TOPO
error: Content is protected !!