" /> O que fazer em Curitiba de graça - Agarre o Mundo

O que fazer em Curitiba de graça

Jardim Botânico - Curitiba
escrito por Kenia Miranda

Curitiba é uma cidade linda e conta com várias atrações de graça, que vou mostrar ao longo do texto. Aliás um texto bem completinho, como todos que fazemos por aqui.

Nada melhor que começar pela origem do nome do destino que se deseja conhecer. Curitiba é uma palavra de origem Guarani: kur yt yba quer dizer: grande quantidade de pinheiros, pinheiral. A região apresentava grande quantidade de Araucária angustifolia, o pinheiro-do-Paraná.

Claro, que com o crescimento da cidade, essas árvores grandes e tão bonitas foram diminuindo. Agora, olha que legal o que ouvi numa rádio de lá, fui pesquisar e resolvi trazer para você.

A cidade conta com muitas áreas verdes e, de fato, isso atua diretamente na qualidade de vida dos seus moradores. A saber, é conhecida como a “cidade ecológica do Brasil”.

Existe um programa na cidade chamado de Área Verde, onde as pessoas que têm um pé de araucária em seu terreno, pagam menos IPTU, podendo chegar até 50% de desconto neste imposto. Legal, não é?

A apaixonante e verde Curitiba

Curitiba é a capital do Paraná e é simplesmente linda. Por isso, confesso que ficar apenas cinco dias me doeu o coração, já que é cheia de atrações, muitas delas de graça. Tem vários parques para passar o dia brincando com as crianças e se conectar com a natureza.

Curitiba

E, diferente das grandes capitais do Brasil, Curitiba tem muitas atrações de graça e também maravilhosas que deixará a sua viagem muito mais leve, para quem sabe aproveitar o dinheiro em outra coisa que também amamos por aqui: excelentes restaurantes. (falo disso no final deste post).

Apesar da cidade parecer fácil de ser percorrida, se você não estiver de carro como estávamos e podíamos ir facilmente de um local para o outro, de acordo com a nossa vontade e quantidade de pessoas em cada local, vale a pena escolher um bairro que permita uma boa locomoção entre as atrações e se organizar para conhecê-las por setores.

Como fomos em janeiro, o trânsito que possivelmente existe no dia a dia durante todo o ano, não estava presente. Um morador me contou, que neste período de férias escolares, muitos de seus moradores aproveitam o verão e vão à praia. Espertos eles, já que a cidade não tem um clima tão quentinho no restante do ano.



Dica de ouro do Agarre o Mundo

Sempre carregue um agasalho leve para o final de tarde e à noite. Como saíamos cedinho do hotel, acabávamos pegando um ventinho frio pela manhã, no meio da tarde um calor que a vontade era mesmo de parar embaixo de uma árvore e ficar ali. Mas, no final de tarde já caía novamente a temperatura.

Eu sempre levo peças de roupas para as crianças, mas quase sempre não levo para mim. Então, num dia lindo de conhecer várias atrações, acabamos decidindo ir direto jantar, pois as crianças estavam bem cansadas. Então, lá fui eu, de shortinho, jantar num restaurante conhecido e super chique. (risos)

Vamos misturar viagem com comportamentos?

Como é uma característica aqui do site não falar apenas de viagem, mas quando possível falar de valores, vou abordar algo que me fez rir muito. Imagine a cena de várias pessoas num restaurante, todas as mulheres de salto e eu de short, camiseta e tênis.

O garçom nos colocou no andar de cima e o banheiro ficava no andar de baixo. Juro para você que quando desci as escadas, todas as mulheres de cima até embaixo, me olharam avaliando se a minha roupa era propícia para o local. Desculpa, mas eu não estava indo à igreja de short, só queria me sentar e comer.

Isso me fez mais uma vez refletir sobre os valores que, nós brasileiros, vamos criando ao longo da vida. Julgamos pelo que vemos, não nos importamos por quem as pessoas são e sim pelo que elas fazem e têm. Se você ainda não leu alguns artigos das queridas e queridos colaboradores que temos aqui no site, convido você a ler.

São brasileiros que vivem em outros países e nos relatam como fora daqui, você pode, se quiser, ir ao supermercado de pijama e absolutamente ninguém vai olhar pra você alguns segundos a mais por isso. Veja, se desejar, Vancouver lhe convida a viver ou Orlando por quem vive lá: Fany Castrequini e assistam também as lives que temos com várias meninas . Isso vai fazer você ver de uma outra forma, a vida lá fora.

Então, vamos às atrações de graça que a cidade oferece

Imagina que legal conhecer atrações naturais, culturais e pontos turísticos de Curitiba, sem pagar por isso nem um centavo. Mas, isso não deixa de fomentar o turismo local? Não, muito pelo contrário, atrai cada vez mais viajantes. E sim, eles fomentam o turismo em diversos outros setores. Portanto, agora confira nossas dicas, saiba o que fazer em Curitiba de graça e encante-se com a capital do Paraná.

1. Centro Histórico

A saber, o Centro Histórico de Curitiba marca o ponto onde nasceu a cidade, além de ser bom caminhar ali, e tudo de graça. Ali, você perceberá como a região tem preservado os registros históricos, de quando Curitiba era apenas, a pequena Vila de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais. Assim como muitas cidades históricas brasileiras, caminhar entre as ruas de pedra e casas coloniais, ainda dos séculos XVIII e XIX, é uma boa e deliciosa maneira de começar a entender a região.

Uma caminhada sem pressa e atenta pelo Centro Histórico de Curitiba, vai lhe fazer apreciar diversos prédios lindos e muitos deles de importância histórica. Começando pela Praça João Cândido, é possível passar pelo Museu Paranaense, o Palácio Garibaldi, o Relógio das Flores (na Praça Garibaldi), a galeria de arte Solar do Rosário, a Fundação Cultural Palacete Wolf e o interessante Memorial de Curitiba.

2. Rua da Flores

Rua das flores - Curitiba

Ainda no centro da cidade, caminhe pela Rua das Flores. A saber, esse é considerado o primeiro calçadão do Brasil, já que a Rua das Flores foi inaugurada em 1972. Passeie sem pressa, aprecie os prédios históricos e o movimentado comércio de rua. De fato, a florida via também acabou tornando-se um palco para artistas, estátuas vivas e músicos, que atraem a atenção de quem por ali passa.

3. Mercado Municipal

Sem dúvida, eu adoro visitar mercados. Mas, não sei se havia aumentado muito a minha expectativa ou se realmente não é um local que valha muito a pena visitar. Talvez, por ter entrado pela parte onde vendem peixes e o cheiro realmente, não me tenha agradado.

Sinceramente, não foi o local que mais gostei de conhecer em Curitiba. Mas, se estiver com tempo, vá até lá e tire as suas próprias conclusões afinal esta é uma atração de graça em Curitiba.

O Mercado Municipal é um dos mais tradicionais endereços para compras em Curitiba. Além da parte que vende peixes, tem barraquinhas que vendem frutas, conservas e alguns artesanatos. Além disso, tem uma praça de alimentação que dizem ser um tradicional ponto de encontro dos curitibanos, que costuma sediar eventos culturais.

4. Feira do Largo da Ordem

Caso você esteja na cidade num domingo, não deixe de acordar cedo, calçar um bom par de tênis e ir à feira comprar. Sim, comprar. São tantas coisas lindas, que certamente, você encontrará algo que precisava. Ou talvez, não precise mesmo, mas vai comprar porque são produtos belos e diferentes. Afinal, Curitiba é linda e nem tudo precisa ser de graça, pode levar uma lembrancinha para casa.

Tiago se apaixonou pelos dinossauros de madeira que são montáveis. E confesso, que todos nós encontramos algo que nos agradou demais. Sem falar na quantidade de barracas de comidas e artistas de rua.

Aliás, tenho certeza, além do que os vendedores têm a oferecer, o próprio Largo da Ordem é uma das atrações à parte, já que fica no Centro Histórico da Cidade.

5. Jardim Botânico

Uma atração que poderia facilmente ser cobrada em Curitiba, mas é bom ser de graça. Certamente, todo turista que passa pela cidade vai até o Jardim Botânico, pois este é um dos cartões postais da cidade. É um lugar lindo e daqueles para passar o dia inteiro, graças às suas várias atrações.

A saber, a grande estufa de vidro foi inspirada nos antigos salões de cristal ingleses. A mesma apresenta várias espécies importantes da Mata Atlântica.

Adoramos conhecer dentro do Jardim Botânico, o Jardim das Sensações que conta com mais de 50 plantas que revelam formas, texturas e aromas diferentes. Além disso, enquanto você caminha, pode ouvir sons de cascatas e mergulhar no clima natural.

Já no Museu Botânico Municipal, além da incrível coleção de orquídeas, há exposições e uma biblioteca para consulta sobre o tema, pena que estava fechado no dia que fomos.

Apesar deste lugar ter tanto a fazer, você pode inclusive não fazer nada. Ou seja, se você quiser apenas ficar sentado debaixo de uma árvore, contemplando a natureza, meditando ou lendo um livro, já é válido. Ou ainda, fazer um piquenique com a família…tenho certeza que desfrutará de um incrível dia .

Lembra que falei ter em Curitiba inúmeros Parques? Pois então, vou apresentar agora alguns dos mais conhecidos.

6. Parque Barigui

Apresento um dos parques para conhecer se em Curitiba, que também e de graça. Sem dúvida, esse é um dos maiores e quem sabe, um dos mais frequentados do destino.

Aqui, certamente, você vai encontrar a natureza na sua mais pura forma, já que conta com a presença de inúmeras espécies de animais que vivem e embelezam como aves, capivaras e carneiros. Animais esses que vivem por lá: Livremente!

Parque Barigui - Curitiba

Você pode fazer uma caminhada ao redor do lago numa pista construída exatamente para isso. Ou, leve uma bola e vá se divertir com seus filhos ou pessoas que tanto ama. Aliás, saiba que o parque conta com churrasqueira e muitos quiosques para lhe atender enquanto você estiver por lá.

No interior do parque está também o Museu do Automóvel, que é considerado um dos mais importantes do gênero no Brasil. Entretanto, só aconselho a entrada, caso você nunca tenha visitado um ou, se você for um apaixonado por carros de todos os modelos.

7. Parque Tanguá

Outro lugar que você deve colocar no seu roteiro para passar o dia e aproveitar a natureza, é o Parque Tanguá. Olha que legal, conhecer a história dos lugares que visitamos. Esse parque foi instalado onde funcionavam duas pedreiras. E certamente, uma barreira de pedra é o que chamará a sua atenção.

Parque Taguá - Curitiba

Lá do alto, onde se tem uma espécie de Portal, você conseguirá ver a dimensão deste parque e seus laguinhos. Aconselho você dar a volta e ver também de baixo, onde verá a cascata de água que construíram e que aumenta a beleza do local. Tem também um curioso túnel artificial que foi escavado na rocha.

Muitas pessoas recomendam ir no final da tarde, mas sinceramente, não deixe de reservar ao menos uma manhã ou uma tarde para desfrutar do local. E se puder, se organize para passar o dia todo por lá. Fazer um piquenique, sentar debaixo de uma árvore e ver a vida passar.

A saber, o Parque Tanguá conta com uma área de 235 mil metros quadrados. Assim, o que não faltam são atrações naturais para curtir o dia num lugar lindo de Curitiba e de graça.

8. Parque Tingui

O Parque Tingui é um belo parque onde está localizado o Memorial Ucraniano, que vou falar na sequência. O que não falta neste parque são atividades, tanto para os moradores, quanto para os turistas. Mais um lugar lindo para se conhecer em Curitiba de graça.

Após passar pelo portal, saiba que existem ciclovia, pista de caminhada (trecho para Cooper) e pontes de madeira que, aliás, são lindas. Além disso, quadras de futebol e vôlei e parquinho para as crianças.

Neste parque tem uma praça chamada “Praça Brasil 500 Anos”, construída em homenagem a imigração portuguesa e que tem como forte elemento uma Rosa dos Ventos. Além disso, ainda possui uma réplica de caravela portuguesa.

9. Memorial Ucraniano

O Memorial Ucraniano, localizado dentro do Parque Tingui, foi construído em homenagem ao centenário da imigração Ucraniana em Curitiba.

Em 1891, oito famílias vindas da Ucrânia chegaram à cidade e assim se deu o início ao processo de imigração. Surpreendentemente, mais de 45 mil moradores vieram da Ucrânia e se instalaram em Curitiba.

É muito legal ver algumas casas construídas em estilo bizantino, arquitetura típica da Ucrânia. Sem falar na linda réplica da Igreja de São Miguel, originalmente construída na Serra do Tigre.

Memorial Ucraniano - Curitiba

Neste espaço, ao longo do ano, ocorrem festas típicas da Ucrânia como a Bênção dos Alimentos (sábado de Aleluia), a Festa Nacional da Ucrânia (agosto), a Festa da Colheita (outubro) e a Festa de São Nicolau (novembro).

Por lá, tem uma capela bem bonitinha, ao lado um campanário, que simboliza a integração à nova terra e a importância da religião como mantendora da unidade cultural.

Memorial Ucraniano - Curitiba

Além do palco, tem uma pêssanka gigante. Calma não escrevi nada errado. Pêssanka ou Pysanka é um ovo colorido à mão, de origem e tradição eslava. Sua denominação deriva do verbo pysaty (escrever) e simboliza a vida, a saúde e a prosperidade.

10. Memorial da Imigração Polonesa e Bosque do Papa

Até aqui, você já percebeu que Curitiba foi uma cidade que recebeu pessoas vindas de vários países, certo? Aqui é um parque também cheio de verde e que integra beleza e tradição. É uma forma de agradecimento à imigração polonesa que ocorreu a partir de 1871.

O Memorial da Imigração Polonesa é formado por casas de troncos de pinheiros encaixados, típicos daquele país, e dispostas em forma de aldeia.

Caso você vá até dezembro de 2022, encontrará o testemunho da história de 34 famílias; usos e costumes que foram registrados através de fotos, documentos e objetos que vieram dos acervos do Museu Paranaense e do Arquivo Público do Estado do Paraná.

Numa das casinhas, fica a exposição de uma coleção de trajes típicos da região, quando uma dessas famílias veio de lá, que foram cedidos para a exposição. Cada um dos trajes nos oito manequins, representam uma região diferente da Polônia.

Porque ali tem um Bosque chamado Bosque do Papa?

Como foi remontada no local uma casa típica, que foi visitada pelo Papa João Paulo II, em 1980, é então considerado um lugar abençoado. Inaugurado alguns meses depois, em dezembro, o bosque eternizou a presença do Papa entre os católicos e, especialmente, entre os seus conterrâneos residentes em Curitiba.  

Bosque do Papa - Curitiba

O paisagista que ajudou na criação do Bosque, teve o cuidado em relação a manutenção da mata nativa. É um passeio bem tranquilo e fica ao lado do Museu do Olho de Oscar Niemeyer, assim, você pode ir caminhando de um ao outro. E no caminho, certamente, você vai encontrar a estátua do Papa João Paulo II.

Aqui as comemorações são relacionadas com as festas polonesas, com apresentações de vestimentas e trajes típicos do país. A saber, algumas são: Swiconka (Benção dos Alimentos, na época da Páscoa); homenagem à visita do Papa (julho); festa da padroeira Czestochowa (agosto); o Pontificado de João Paulo II (outubro) e o Dia de São Nicolau junto com o Natal das Etnias (6 de dezembro), que marcam o início das festas em comemoração ao Natal, em 25 de dezembro.  

Em todas estas ocasiões, é possível experimentar os deliciosos pierogis (pronuncia-se piéróguis), que nada mais são, do que pastéis cozidos ou assados com recheio de requeijão. E se você é amante do doce, saiba que tem também doces e bolos da culinária polonesa.

O artesanato à venda no local, permite inclusive, a aquisição das famosas pêssankas, ovos pintados à mão em filigranas (especialmente para saudar a Páscoa).

11. Bosque Alemão

Outra atração que Curitiba oferece de graça. Um lugar lindo e aqui a homenagem é aos colonizadores germânicos do século XIX, localizado na área do Jardim Schaffer, que era uma chácara desta família. É um lugar encantador e com muitas estruturas temáticas interessantes, entre elas, o Pórtico que reconstitui o frontão da Casa Milla; o Oratório de Bach e um mirante no alto da Torre dos Filósofos.

Para as crianças, tem uma atração muito especial que é a trilha “João e Maria”. Enquanto você caminha pela trilha, vai lendo a história dos personagens criados pelos irmãos Grimm, através de painéis de azulejo dentro da biblioteca Casa da Bruxa, mas que infelizmente estava fechada.

12. Museu Oscar Niemeyer

O Museu Oscar Niemeyer (MON) tem uma estrutura magnífica e, mesmo sendo pago para entrar e ver as suas exposições permanentes ou temporárias, saiba que é o point de jovens e famílias, que sentam na calçada no final do dia para assistir o pôr do sol. Por isso, eu também o incluí nas atrações de graça em Curitiba.

De fato, a sua beleza externa e o parque em frente compensam a ida até ali. O Museu foi inaugurado em 22 de novembro de 2002. E claro, com as características que tem é fácil descobrir de quem foi a autoria do projeto, mesmo que você não soubesse o nome do Museu, que faz menção ao seu autor.

Nós só entramos no Museu porque queríamos conhecer do lado de dentro, mas na hora de comprar os ingressos, nos falaram da exposição em cartaz. E só depois de ver a exposição, percebi porque no museu, a sua fachada estava tão linda com gravuras coloridas. Lembrando, que a maioria dos projetos do arquiteto puxa para o branco.

E aqui vou dar uma super dica: caso você decida apenas ver as exposições permanentes, poderá comprar o ingresso direto na bilheteria. Mas, como estava tendo uma exposição temporária (os Gêmeos), que aliás, amamos, saía mais em conta comprar pela internet. Então, pergunte antes de comprar.

O MON possui vários setores, entre eles: Educativo, Planejamento Cultural, Acervo e Conservação, Documentação e Referência, Gestão Museológica, Comunicação, Design, Jurídico e Eventos.

13. Ópera de Arame

A Ópera de Arame possui uma estrutura diferente com o seu teto transparente, que dá um charme a mais em meio a tanto metal. A saber, é um dos símbolos emblemáticos de Curitiba. Foi inaugurada em 1992 e hoje acolhe todo tipo de espetáculo, do popular ao clássico.

Opera de Arame - Curitiba

Apesar de não ser uma das atrações de graça que Curitiba oferece, achei o valor bem barato, ou seja, R$15,00 (adulto) e a metade do valor para criança. Isso, claro, quando não existem apresentações. Mas, depois de entrar e conhecer, fiquei imaginando que delícia seria assistir uma apresentação de música ali.

Como a Ópera de Arame foi construída no Parque das Pedreiras, juntamente com o Espaço Cultural Paulo Leminski, você vai se deparar com lagos, com vegetação típica e cascatas. Ou seja, uma paisagem singular e perfeita para grandes eventos.

O Vale da Música na Ópera de Arame é um projeto inédito no país. Um palco flutuante no lago do teatro recebe música ao vivo instrumental durante o dia, de terça a domingo, das 10h às 18h. E se você puder chegar cedo, sente-se no restaurante em frente e desfrute da vista, da energia e da música de bandas que se apresentam por lá.

O que ganhei em todas essas atrações de graça em Curitiba?

Várias picadas de “mutuca”. No primeiro dia me sentei na grama, então ganhei algumas picadas nas pernas. Parques Tanguá e Tingui, mesmo não me sentando em lugar nenhum, me pegaram. No Memorial Ucraniano, fui fazer um exercício de Yoga e lá ganhei mais algumas, pelo menos umas cinco.

Achei engraçado que antes de ir ao Jalapão, muitas pessoas falaram das picadas de “mutuca” e apenas uma me picou. Em Curitiba, que não li nada a respeito, fui picada em cada parque que ía. Tudo bem, pois a única “delicinha” era eu, já que as crianças mesmo sentando e brincando de escorrega na grama não receberam nenhuma. Meu marido também ganhou umas de presente.

E olha que depois do primeiro parque, eu passei repelente todos os demais dias e mesmo assim, não resolveu. (risos) Eu desejo que você não tenha o sangue doce como o meu, pois a picada da “mutuca” já começa a doer quando ela está picando e depois dói e coça demais.

De fato, tirando isso, eu amei Curitiba. E se você me perguntar se eu iria novamente em todos os parques mesmo sendo picada, a minha resposta é: Com toda a certeza, quem manda ser doce!!!!

Já que você economizou com as atrações de graça em Curitiba, vamos investir em hotel e restaurantes, ou seja, em você?

Para que o post fique completinho, como gostamos de entregar por aqui, vou deixar dicas de locais para se hospedar e alguns restaurantes que fomos e super aprovamos.

Onde ficar em Curitiba

Eu não sei você, mas eu adoro voltar de um dia cheio de atrações e desfrutar de um ambiente gostoso, espaçoso e se puder, com uma dose de conforto e luxo.

Mas, como sei que nem sempre isso é possível, deixo aqui três dicas de hotéis, dois com mais luxo (Radisson e Pestana) e outro com um pouco menos (Deville), contudo perfeito no conforto. E todos na região do Batel e que atende bem o turista.

Onde comer em Curitiba

Vou deixar aqui os restaurantes provados e aprovados pelo Agarre o Mundo. Se você desejar pode fazer vários tours:

Verde & Co

Gostamos muito do Verde & Co, que por ter o nome verde acreditávamos que seria de comida vegana. E por isso, não que eu não goste, talvez passaríamos direto, mas gostei do ambiente. Assim, resolvi entrar e ver o cardápio. Que delícia de comida, principalmente se você é fã das saladas como eu.

Eles trabalham com pratos lights e integrais, mais saladas, sanduíches, sucos e cafés, em espaço contemporâneo com luz natural. Não deixe de pedir uma salada saborosa, mas cuidado com a quantidade de opções, pois a sua salada virá em potes de acordo com o que pediu.

Eu me empolguei no primeiro dia e veio uma quantidade para três pessoas. Mas claro, que não sobrou nada. Outra delícia do local: Limonada rosa. Até me deu água na boca só de falar.

Limonada rosa, Verde & Co, Curitiba

Terraza 40

Eu havia colocado no roteiro conhecer a Torre da cidade para ter uma visão panorâmica, mas com o número de atrações e estando com as crianças, não foi possível. E por sorte resolvemos ir até ao Terraza 40, que além de ser um restaurante lindo, conta com um observatório panorâmico.

Terraza 40 - Curitiba

Assim, além de desfrutar de uma comida deliciosa, você ainda encontra a melhor vista de toda a capital paranaense, a mais de 120 metros de altura. O cardápio oferece culinária internacional com inúmeras possibilidades. Existe ainda um espaço dedicado só para casais, assim podem desfrutar de um ambiente mais romântico e acolhedor.

Atenção: Você já sabe, se leu algum outro artigo meu por aqui, que sou uma pessoa que pediu, conseguiu. Então, cheguei ao restaurante e perguntei se teria um local para nós.

A recepcionista falou que trabalhavam com reservas, mas que iria falar com o Chef. Claro, que eu com a minha positividade tinha certeza que viveria aquela experiência, para posteriormente, contar para você aqui.

Enfim, conseguimos um local e desfrutamos, além da comida, de uma vista maravilhosa, para apreciarmos o pôr do sol. Mas, se você não quer arriscar, faça a sua reserva on-line. Ah, se você é amante de vinhos, saiba que este é o seu lugar.

Barrolo Trattoria

O Barrolo Trattoria é um lugar aconchegante e bem bonito, tem uma boa opção de pratos com destaque para as bruschettas, carpaccio, drinques, vinhos e massas, em um espaço sóbrio mas que acaba dando um ar de moderno. O dono faz questão de passar de mesa em mesa perguntando sobre a satisfação dos clientes.

Barrolo Trattoria, Curitiba

Famiglia Fadanelli

Fomos ao famoso bairro Santa Felicidade. E a intenção era ir ao famoso Família Madalosso, mas não gostamos muito do local novo. Atenção: Não comemos lá, porque achei estranho um monte de mesa, que mais parecia um salão de festas. E em todas as mesas serviam de tudo, nada personalizado. Pelo tamanho da fila, acredito que as pessoas gostem.

Mas resolvi seguir caminhando, já que era dia 25 de dezembro e muitos estabelecimentos estavam fechados. Que deliciosa sorte, encontramos o Famiglia Fadanelli, um lugar aconchegante e com uma comida maravilhosa.

O Famoso Brigadeiro

Em Curitiba você vai encontrar o Curitidoce, que é uma experiência gastronômica vista em vários lugares e doces específicos em cada um deles. Não sei o que estava acontecendo, se estavam de férias ou se foi o dia que escolhi para ir atrás de cada uma das lojas, pois estavam fechadas. Uma pena!

Mas por sorte, encontramos o Famoso Brigadeiro, que estava aberta e assim, nos acabamos nos brigadeiros. Que na verdade, apesar de ter o nome, nem todos eram feitos de chocolate, mas tinham sabores deliciosos.

Eu amei o de banana da terra e de frutas vermelhas. O de limão siciliano também estava uma delícia e nem vou falar do brigadeiro de Chocolate Belga. O difícil era comer um só.


Para que comece o seu planejamento para Agarrar o Mundo, deixo aqui um buscador: o Skyscanner. Que vai te ajudar na pesquisa de voos, hotéis e carros. Mas se desejar, podemos também fazer essa cotação para você.

 

Aqui terminamos o nosso post sobre atrações de graça em Curitiba

E aí, gostou de saber sobre todas as atividades e lugares lindos que você pode conhecer de graça em Curitiba?

Este mês estamos participando de uma Blogagem Coletiva, então, trago outros destinos que você também poderá desfrutar de atrações gratuitas.

  1. Passeios Gratuitos em Londres, Descobrir Viajando.
  2. Paris econômica: 13 passeios gratuitos na cidade Luz, Viaja que passa.
  3. Passeios gratuitos em São Paulo, Mundo Viajante.
  4. O que fazer em Amsterdam de graça, Viagem e Cura.
  5. Dez passeios gratuitos para fazer em Milão, Voyajando.
  6. Passeio em Buenos Aires – 10 lugares gratuitos na cidade, De lugar nenhum.
  7. Real Gabinete Português de Leitura: a mais bela biblioteca do Brasil (atração gratuita), Classe Turista.

Colabore com o Agarre o Mundo

Gentileza, gera gentileza. Se você acredita que o nosso conteúdo foi de alguma maneira útil para você, uma forma de retribuir é utilizar os nossos links de parceiros afiliados na organização das suas viagens. Você não gastará nenhum real a mais por isso e ainda ganhará desconto em alguns serviços.

Parceiros Agarre o Mundo

Mas saiba que podemos lhe ajudar em toda a sua viagem e, se ainda desejar um roteiro para curtir a viagem, sem nenhum trabalho para organizar, basta contactar com o Blog.

Montamos desde roteiro personalizado e exclusivo conforme o perfil do viajante, até uma viagem completa, incluindo restaurantes, dicas de compras, chip, etc.

Beijinhos e até mais



Kenia Miranda

Brasiliense, sempre disposta a aprender e descobrir o novo, com um apreço enorme por novas culturas e costumes. Apesar de ser formada em Odontologia, está sempre buscando novos caminhos e novos aprendizados. Uma das suas frases preferidas: "Minha alma é muito livre para ficar presa seja lá no que for."

Veja também

Compartilhe


7 comentários em “O que fazer em Curitiba de graça

  1. Oi Kenia, seu post veio em boa hora! Vamos passar o Carnaval em Curitiba e queremos rever vários lugares que você citou. Mas, como boa chocolatra, fiquei de olho no brigadeiro hahaha. Com certeza vou procurar e depois volto pra contar se gostei!

Deixe uma resposta

VOLTAR AO TOPO
error: Content is protected !!