" /> Criança Interior: Como e porque dar atenção a ela - Agarre o Mundo

Criança Interior: Como e porque dar atenção a ela

Tiago na boia no passeio de Cross Boia, Lençóis Maranhenses, Agarre o Mundo
escrito por Kenia Miranda

Como e porque dar atenção a sua criança interior.

Muitos pesquisadores vêm alertando para a importância do autoconhecimento, a fim de olhar para os seus sentimentos, para o seu “eu interior”, para a “sua criança” e assim alcançar uma transformação.

Decerto, neste período de pandemia, todo mundo foi estimulado/obrigado a ficar em casa isolado.

Com toda a certeza, esse mesmo vírus da pandemia, que tem causado tanto medo em muitos, tem feito as pessoas pensarem um pouco mais em si.

Mulher sem sua imagem, Agarre o Mundo

Inesperadamente, essa pausa fez com que muitas pessoas tivessem que conviver apenas com elas mesmas. Assim, começaram a observar seus sentimentos, seus medos e a forma como têm levado a sua vida.

Nós do Blog, Agarre o Mundo, estamos sempre falando de olhar para si. Sabemos que grandes transformações só ocorrem em momentos de grandes tensões. Então, agradeça este período de pausa, pois fomos obrigados a ficar em nossos casulos para nos transformarmos em borboletas e assim, alcançarmos voos.

Borboletas saindo do casulo., Agarre o Mundo

Nesse sentido, trazemos hoje um assunto muito importante na nossa vida: o olhar para a nossa criança interior.

Apesar de termos nos tornado adultos, não significa que devemos deixar as etapas vividas para trás.

Portanto, é importante saber que também não é saudável viver constantemente no passado. Precisamos amadurecer sempre em harmonia e com felicidade, entretanto isso nem sempre acontece.

De fato, é comum ver pessoas se sentirem frustradas, infelizes, incompletas. E mesmo que aos olhos dos outros, essa pessoa tenha tudo para ser feliz, ela na verdade sente um vazio imenso no seu interior.

Então, vamos falar da criança interior

Homem com uma criança interior no peito., Agarre o Mundo

Criança interior é um termo que as pessoas estão começando a ouvir com mais frequência.

E o que significa esse termo? Significa que todos nós temos a nossa criança interior. A saber, é essa criança que nos ensina como nos mantermos entusiasmados, como levarmos uma vida mais leve, cheia de humor e espontaneidade.

Se você leu até aqui vou falar algo: Não ache que este texto não é para você, pois se um dia você teve uma infância, fácil ou difícil, esse texto é sim para você.

Se você tem filhos, saiba que esse texto é sim para você. Não quero lhe deixar com o peso da culpa nas costas, mas saiba que seus filhos se tornarão adultos conscientes se você ensinar na infância um pouco de inteligência emocional.

Na verdade, de acordo com a psicologia de Jung a criança interior é a nossa verdadeira essência. Ele fala também do inconsciente coletivo, onde as pessoas usam ideias e imagens herdadas para responder ao mundo de certas maneiras.

Tiago brincando na casinha, criança interior. Agarre o Mundo

Se você quer entender isso mais profundamente, em primeiro lugar, olhe uma criança e veja quantos atributos ela tem. Nós, quando crianças, tivemos todos eles, entretanto, fomos perdendo ao longo da vida, como entusiasmo, inocência, alegria espontânea, falta do medo, curiosidade, sinceridade e amor a vida.

Aliás, muitos estudos na área da psicologia têm mostrado a importância da infância na vida de um adulto. Segundo Carl Gustav Jung, o que vivemos na infância impacta o resto dos nossos dias.

Infância perfeita?

Ainda que você acredite que alguém teve uma infância perfeita, saiba que não existe isso de infância perfeita, a sua não foi, a minha não foi e dos seus filhos também não será.

Sabe por que? Porque de 80 a 95% das pessoas não receberam a atenção adequada quando criança.

Pais divórcio e criança, Criança Interior, Agarre o Mundo

Sobretudo, não significa que nossos pais não nos amaram, ou que não amamos nossos filhos a ponto de lhes dar o melhor. Todavia, posso afirmar que a maioria dos pais sabe o que é o amor de pai/mãe.

Afinal, como isso funciona? Da seguinte forma: os pais/cuidadores têm uma influência direta sobre os filhos, pois tudo que é falado por eles é aceito como verdade absoluta pela criança.

Dessa maneira, todas estas verdades que elas acreditam serem absolutas são registradas internamente e assim, todas as atitudes na vida delas serão pautadas nestas verdades.

Tenho lido muito sobre o assunto e vejo que existem vários meios de demonstrar amor, entretanto, existem outras tantas formas de sentir esse amor.

Então, saiba que você pode dar todo o amor que existe no seu ser para alguém, mas esse alguém deve também entender que, o que você está dando é o mais puro amor que você consegue dar.

Entenda e coloque isso na sua cabeça:

Cada pessoa só pode dar aquilo que tem para dar.

Balanço vazio, criança interior., Agarre o Mundo

Meus pais foram maravilhosos e nos ensinaram muitas coisas lindas, mas posso afirmar que passei por coisas que me causaram muita dor.

Certamente não estou falando de dor física, de agressão, estou falando de atitudes e palavras que no meu julgamento de criança e, hoje de adulta, foram desnecessárias.

Certamente, nos lares que existem agressões físicas e psicológicas a dor é muito maior. Tanto quanto o processo de cura será um pouco mais longo.

Em outras palavras, é importante saber que as dores da criança são carregadas por toda a sua vida e influenciarão diretamente na sua vida adulta.

Se você muitas vezes se sentiu rejeitado (a), abandonado (a), criticado (a) e ainda na sua fase adulta continua atraindo situações que lhe façam sentir essa rejeição, abandono e críticas, então pare um pouco e observe que talvez seja o momento de olhar para sua criança interior.

Menina carregando o seu urso de estimação sozinha., Agarre o Mundo

Por que você deve olhar para as dores da sua criança interior?

É provável que muita gente se pergunte: por qual razão devo olhar para a minha infância e buscar as mais duras lembranças e as que ainda, me causam dor ao serem lembradas?

Porque é quando olhamos para nossas dores que conseguimos sair da nossa zona de conforto. E é exatamente esse desconforto de acessar essa lembrança que traz à tona emoções tão fortes que nos fazem chorar, sentir tristeza, às vezes raiva, outras vezes, um vazio imensurável.

A verdadeira história da nossa infância, muitas vezes, inclui abusos e muito sofrimento em silêncio.

Criança interior, abuso e sofrimento silencioso. Agarre o Mundo

Quando entramos em contato com nossos reais sentimentos, inclusive dores reprimidas e simplesmente acolhemos a nossa criança, passamos a olhar para aquele momento de outra forma, com mais carinho e compaixão por nós mesmos.

Mas é claro que as suas lembranças positivas também serão lembradas, aliás, são elas que trarão paz, criatividade e tranquilidade.

Se você não está entendendo, então vou lhe explicar.

O simples fato de olhar para a sua infância, para momentos específicos, traz a flor da pele emoções, e quando você olha para essas emoções, as nomeia e as entende, começa a perceber que aquela criança poderia e merecia ser cuidada, mas que agora a única pessoa que fará isso por essa criança é você.

E você mais do que ninguém sabe como gostaria de ser cuidado (a), assim, acontece o processo de cura. Olhar para as suas feridas com muito amor, sem julgamentos e desta maneira, mergulhar no seu passado, lhe permitirá a cura imediata.

Vou dar um exemplo da importância de se olhar para a criança interior, usando o depoimento de uma pessoa real.

Depoimento

Mãe e filha numa praia, criança interior. Agarre o Mundo

“Minha mãe não é uma pessoa de abraçar, beijar, tocar ou dizer “eu te amo”. Ao mesmo tempo, sempre fez críticas e apontava o que para ela, eram meus defeitos.

Ou seja, além de não demonstrar o amor da maneira que toda criança espera, ela ainda fazia críticas. Então, cresci com a ideia que minha mãe não me amava porque eu não era perfeita.

E sabe qual foi o resultado? Tornei-me uma adulta insegura e carente, que estava sempre buscando a perfeição para ser aceita e amada. No meu inconsciente, existia o link do amor com perfeição.

Tudo isso, impactou de forma negativa nas minhas relações. E só foi resolvido, quando descobri dentro de mim, uma criança que precisava ser cuidada e amada”

Como olhar para a sua criança interior?

Tiago pensando na vida, criança interior. Agarre o Mundo

Primeiramente não ache que está fazendo algo feio ou sem importância. Olhar para você traz a consciência do que você tem dentro de si, e principalmente, o que você está oferecendo ao mundo, mais precisamente, as pessoas ao seu redor.

O simples fato de olhar para sua história e acolher o que lhe aconteceu, faz com que a arte de confiar volte até você. É importante ter, neste momento, muita amorosidade por você e por sua história. Olhar sem julgamentos.

Que tipo de julgamentos estou falando? Falo do julgar nossos pais. É importante olharmos para nossa infância sabendo que nossos pais nos deram o melhor que tinham para dar, que muitas vezes não conseguiam um equilíbrio emocional para lidar com a situação A ou B.

Antes disso, saiba que suas dores e crenças estão fazendo com que você continue reagindo a tudo que remete à elas.

Como entrar em contato com a sua criança interior?

  1. Pense na sua infância. Que memória vem primeiramente a sua cabeça?
  2. Como você se sente em relação a essa memória?

Após olhar para esse momento, entender que tipo de sentimento você sentiu ou está sentindo, imagine-se abraçando sua criança, deixando claro que você está ali para apoiá-la e que tudo vai dar certo.

Lendo assim, parece mesmo coisa de maluco, mas você quer algo mais maluco do que carregar a vida toda crenças que não são suas, crenças que lhe venderam ou que lhe fizeram comprar?

Quando e como perdemos a conexão com a nossa criança interior? E o que acontece?

Rompendo as correntes de conexão, criança interior. Agarre o Mundo

Perdemos essa conexão por volta dos 5 e 7 anos quando não nos sentimos amados, importantes, valorizados. É claro que não acontece de um dia para o outro, isso vai se desenvolvendo aos poucos.

E assim, vamos criando uma imensa necessidade de agradar para sermos aceitos e amados. Isso vai afastando a nossa essência. E como consequência, vamos crescendo com muitas necessidades emocionais, ou seja, não satisfeitas.

É muito importante, quando criança, expressarmos os sentimentos que estamos sentindo, seja ele de raiva, tristeza, ódio, frustração ou dor.

Muitos de nós adultos não tivemos direito a voz e muito menos ajuda na maturação dos nossos sentimentos.

Quantos de nós não ouvimos durante a infância frases como: “Cale a boca, aqui quem fala, sou eu”; ou ainda, “Criança não tem direito de falar e participar de conversa de adulto”; assim como “Pare de chorar por bobeira”; ou “Você não vai ganhar tal coisa, porque você não merece”.

Inúmeros são os exemplos que poderia dar, mas basta saber que são o abandono, as críticas, comparações, humilhações, cobranças e culpas que lhe afastam de quem você realmente é, fazendo se transformar em alguém que você nunca sonhou em ser.

Como trabalho com crianças diariamente, vejo quantos rótulos os pais colocam nas crianças. “Fulana é preguiçosa”; “Ciclano dá muito trabalho”; “Meu filho é terror”; já ouvi até “Meu filho é um monstro” e por aí vai.

A repetição gera uma crença

Imagine agora a criança que está formando a opinião sobre si ouvir isso todos os dias? Essa será a percepção que ela terá sobre si mesma.

Menina sem rosto, criança interior. Agarre o Mundo

Certo, os pais geralmente estão cansados e mal conseguem lidar com seus próprios sentimentos e demandas, mas esses rótulos deixarão marcas para sempre nestas crianças que um dia se tornarão adultos e já estarão prontas para repetir o que lhe ensinaram.

Isso é chamado repetição de padrão. Então, se quando criança, você apanhou, e mesmo que isso tenha lhe feito um grande mal, você repetirá todo o processo com seus filhos, pois essa é a maneira que você sabe fazer.

E só existe uma maneira de romper com este padrão: tomando consciência através do autoconhecimento que se adquire olhando para as suas próprias feridas.

Com toda a certeza você conhece pessoas que sempre se sentem sozinhas e carentes. Estão sempre esperando que alguém supra as suas necessidades afetivas.

Isso ocorre por conta da sua vivência na infância. E mesmo já adulto, estão desesperadamente buscando por reconhecimento, desejando ou esperando que alguém cuide dela, lhe alimente e lhe dê amor, aquele amor que lhe faltou na infância.

Existem vários momentos da sua vida que lhe trarão respostas muitas vezes reativas e não pensadas. Pare, olhe para estas reações e veja o que está acontecendo contigo.

Não deixe de olhar para sua criança interior, garanto que você aprenderá muito com ela.

Menina na chuva com um guarda chuva, criança interior. Agarre o Mundo

Para que você entenda um pouco mais, leia o artigo 10 filmes inspiradores de viagem ao mundo interno. Na sequência assista os filme com uma visão mais analítica.

E assim terminamos nosso post sobre criança interior…


E você, costuma olhar para a sua criança interior? Acha que é possível reviver as lembranças de momentos vividos?

E ainda, que o simples fato de olhar para os sentimentos do passado e entender, é possível liberar crenças a você impostas?

Você sabia que o Thetahealing pode lhe ajudar a encontrar suas crenças raízes e curar a sua criança interior?

Para mais informações sobre essa técnica, sugiro que siga o @Alma.desperta, local onde encontrarmos as nossas curas, e com isso, tornamos a nossa caminhada mais leve. (Opinião sincera, não patrocinada)

Compartilhe conosco sua história. Acreditamos que cada história traz um aprendizado e podemos evoluir para nos tornamos pessoas melhores.


Selamos pela qualidade da sua leitura

Optamos por manter o site limpo de propaganda, pois acreditamos na nossa missão de levar um conteúdo de qualidade e não seria justo com o leitor ter várias caixas de distrações.

Entretanto, se você quiser colaborar com o site do Agarre o Mundo, pode organizar toda a sua viagem através dos nossos parceiros, e você não gastará nenhum real a mais por isso e ainda ganhará desconto em alguns serviços.

Parceiros Agarre o Mundo

Saiba que podemos lhe ajudar em toda a sua viagem, e ainda se desejar um roteiro para curtir sua viagem, sem nenhum trabalho para organizar, basta contactar com o Blog.

Montamos desde roteiro personalizado e exclusivo conforme o perfil do viajante, até uma viagem completa, incluindo restaurantes, dicas de compras, chip, etc.

Beijinhos e até mais



Kenia Miranda

Brasiliense, sempre disposta a aprender e descobrir o novo, com um apreço enorme por novas culturas e costumes. Apesar de ser formada em Odontologia, está sempre buscando novos caminhos e novos aprendizados. Uma das suas frases preferidas: "Minha alma é muito livre para ficar presa seja lá no que for."

Veja também

Compartilhe


9 comentários em “Criança Interior: Como e porque dar atenção a ela

  1. Que texto lindo e necessário! A cura da nossa criança interior é um caminho imprescindível na jornada do autoconhecimento. Gratidão ?

  2. Adorei o texto. Inclusive é uma prática que tenho feito muito, principalmente depois dos filhos. Tenho muitos traumas da infância, não quero que meus filhos sofram o mesmo que sofri, portanto tento observar bem de pertinho o comportamento deles e fazer diferente dos meus pais que não perceberam em nenhum momento as minhas angústias e hoje quando falo sobre o assunto com eles, acham um um absurdo e ainda riem da situação, acham bobeira.???? Mas superei essa fase, falo abertamente sobre esse assunto com todos, mas não esqueci, por isso uma atenção maior em cima dos meus filhos. Pode ser que ajude em relação aos mesmos problemas que tive, mas pode ser que apareçam outros, não sei… só o tempo pra dizer… a intenção é sempre ajudar, porque o amor dos pais está sempre ali, seja qual for a forma que ele se manifeste (eu não tenho dúvida nenhuma sobre o amor dos meus pais por mim).?

    1. Confesso que quando li o tema achei que seria sobre outra coisa…Porém continuei a ler e vi a importância de resgatar a criança interior para um cura não somente da mente mais também da alma …Sim! Doenças causadas pela mente e alma matam bem mais do que imaginamos pois é uma morte lenta e dolorosa..A importância desse texto é incalculável pois se lermos atentamente olharemos para dentro de nós e resgataremos memórias sombrias e felizes também…talvez o motivo de crises de ansiedade ou até mesmo depressão estão escondidas por trás dessas memórias tristes que não foram ainda tratadas …Vale muito a pena exercitar a mente em busca dessa cura..E como dizem ” O FUTURO DO PAIS SÃO AS CRIANÇAS ” , mais para que seja um futuro promissor devemos curar e ensinar tanto a pequena quanto a adulta ?

  3. Que maravilha de texto! Como é importante olhar para dentro de si, saber identificar porque estamos tendo tais sentimentos, de onde vêm, porque daquele jeito, porque com tal pessoa, em tal situação…. e tudo isso são reações, ou mesmo ações que temos baseadas no que aprendemos, ouvimos e vimos quando crianças, né? Na minha opinião, a primeira coisa é agradecer nossos pais pela vida, independente de qualquer coisa, de qualquer ensinamento que eles possam nos ter passado! Aí sim, iniciar um processo de limpeza, de perdão, de ressignificação das crenças que ficaram! Como você falou, Kenia, muito bem colocado, a gente só dá o que tem! Nossos pais nos ensinaram daquele jeito porque também aprenderam daquele jeito! E cabe a nós, mais despertos, mudar o que não foi legal, na educação dos nossos filhos, justamente para não repetir o padrão!

    Excelente ensinamento, amiga! Divulgando muito! Isso ajuda a curar muuuuuitas pessoas! Obrigada pela sua linda contribuição no mundo!

Deixe uma resposta

VOLTAR AO TOPO
error: Content is protected !!