" /> Bamberg: As melhores atrações da cidade - Agarre o Mundo

Bamberg: As melhores atrações da cidade

escrito por Kenia Miranda

Bamberg: As melhores atrações que a cidade oferece. Certamente com esse mini guia do que fazer em Bamberg você encontrará a melhor maneira de desfrutar sua estadia numa das cidades mais floridas da Europa.

Bamberg é uma cidade localizada no sul da Alemanha, no estado da Baviera. Sendo considerada Patrimônio Mundial da UNESCO.

Embora seja uma cidade bem pequena, podendo ser conhecida em um único dia, com certeza vale uma estadia maior.

Se você me pedisse para definir a cidade de Bamberg em uma palavra, seria “florida”, embora a cidade tenha tantos outros atributos.

Certamente, também a definiria como uma cidade jovem, elegante, rica, agradável, bonita, dinâmica, animada e é claro, não tirarei o título de cidade florida.

Assim como todas as cidades alemãs que conhecemos, Bamberg é cheia de flores. Mas diferente das outras, ela tem flores não só nas janelas das casas, mas também em suas ruas.

Outra característica que me chamou a atenção em Bamberg, assim como aconteceu em muitas cidades europeias, foi a utilização de bicicletas no dia a dia por seus moradores.

A Alemanha é um país cheio de História, cada cidade possui suas características e suas belezas. Se você gosta de castelo, recomendo que leia sobre um dos castelos mais lindos da Alemanha, o Castelo de Eltz, tenho certeza que você vai se encantar.

Essas são algumas características de Bamberg e se você gostou do que leu até agora sobre essa cidade, certamente, irá se apaixonar por suas ruas, sua história e seus moradores.

Então quando for planejar uma viagem pela Alemanha, não pense duas vezes antes de adicionar Bamberg no seu roteiro.

Ah! E tem mais um detalhe sobre Bamberg

Inegavelmente Bamberg é a terra da cerveja, famosa por sua cerveja defumada.

Portanto, se você ama as cervejas alemãs, aqui vai mais um motivo para visitar essa maravilhosa cidade.

Dentro da cidade de Bamberg existem nove fábricas de cerveja e elas produzem mais de 50 tipos de cerveja. Certamente você encontrará a sua favorita.

Não deixe de visitar a cervejaria histórica Schlenkerla.

Aprecie como eles vivem em Bamberg

Uma das coisas que mais gosto de fazer em viagens é observar e apreciar como vivem os locais.

Conforme observamos como eles se locomovem, seus gestos em comum, a maneira como lidam uns com os outros, vamos entendendo a dinâmica da cidade e da população local.

Bike como meio de transporte

Primeiramente, um dos fatos que me chamou muita atenção na Europa e como as pessoas usam as suas bicicletas durante suas rotinas diárias.

Enfim, entre tantas cidades alemãs que conhecemos, Bamberg está entre as mais dinâmicas.

Claro que as cidades no verão ficam lotadas de turistas, mas são os locais que pegam suas bicicletas e percorrer as ruas, nas idas e vindas do dia a dia.

Número de bicicletas em Bamberg.
Estacionamento de bikes em uma das ruas de Bamberg.

Contudo não pense você, que são as crianças que andam de bicicleta pelas ruas da cidade, são também os jovens, os adultos e os idosos.

Certamente algo que ocorre muito na Europa é o número de idosos percorrendo as ruas em suas bicicletas, mesmo que as pessoas estejam despertando para usar esse meio de locomoção nas suas rotinas diárias, pelo menos em Brasília, são os jovens que mais as usam.

Enfim, isso deve contribuir para a qualidade e sobre vida destas pessoas, que se mostram tão ativas e gozando de excelente saúde.

Falando de idosos, aproveito aqui para contar algo que presenciei em uma cidade europeia. Eu estava numa fila de uma loja para ser atendida pelo caixa e um casal de brasileiros se posicionou na fila de preferencial.

Quando uma funcionária se aproximou deles e disse que a fila era a outra. Eles fizeram uma cara de “nós somos idosos”, argumentaram que eram idosos e que por isso, estavam na fila certa.

A funcionária explicou educadamente que a lei ali era diferente, que ele poderiam ser idoso, mas não apresentavam nenhuma dificuldade de locomoção, logo que fossem para a fila correta.

Então, atenção para as leis locais quando se visita outro país, o fato de ser idoso lá é diferente da forma que se é tratado no Brasil. 😉

Localização de Bamberg

A cidade de Bamberg está localizada no estado da Baviera, a 67 km de Nuremberg, a 210 km de Frankfurt e a 232 km de Munique. Aproveite as excelentes estradas da Alemanha e visite várias cidades em uma única viagem.

Localização de Bamberg
Localização de Bamberg

Como percorrer a cidade de Bamberg?

A cidade é linda e surpreendentemente vai lhe render fotos maravilhosas.

Enfim, nós fizemos questão de percorrer a cidade, de diversas maneiras: a pé, usando bikes e de carro.

Percorrendo as ruas da linda Bamberg.
Aproveitando para tirar fotos, enquanto os turistas ainda dormiam.

Fomos durante verão e mesmo sendo um período de lotação das cidades europeias, acordamos cedo e aproveitamos a cidade nos seus dois momentos, ou seja, vazia (no período da manhã) e cheia (quando os turistas acordavam e lotavam suas ruas e praças), mas não era impossível percorrer suas ruas, somente estava com mais pessoas.

Agora vamos falar das atrações oferecidas por Bamberg:

Antes de qualquer coisa, é importante dizer que a área turística não é muito extensa, então é possível fazer tudo a pé.

Entretanto, se você quiser percorrer as suas ruas como os locais, alugue uma bike e se perca entre suas belas e charmosas ruas, se encantando a cada esquina.

Embora fosse sábado e a cidade estivesse cheia de possíveis clientes para alugar bicicletas, já que era verão, nós custamos muito a encontrar uma loja aberta no centro da cidade.

Igualmente estávamos com a ideia fixa de percorrer a cidade de bike e não paramos até encontramos uma loja chamada Fahrradhaus Griesmann Bamberg.

A senhora que nos atendeu nesta loja, foi muito simpática e embora não tivesse a cadeirinha e o capacete para bebê na loja, a mesma se disponibilizou a nos ajudar e foi bater na porta dos vizinhos que tinham filhos, para ver se algum deles poderia nos emprestar.

Como eu disse anteriormente, a cidade de Bamberg tem ciclovia em quase todas as ruas. E quando não tiver a ciclovia, não se preocupe, os motoristas dos carros são bem respeitosos em dividir um pedacinho da estrada com você.

Prefeitura antiga de Bamberg – Altes Rathaus

Prefeitura antiga de Bamberg- Altes Rathaus.

Primeiramente, não teria como começar a falar de Bamberg se não fosse por ela, a linda prefeitura antiga, a Altes Rathaus, em alemão.

Posso garantir que você gastará um bom tempo apreciando essa construção tão diferente. Observe seus quatro lados, você verá que cada lado é surpreendentemente lindo e ímpar.

A ponte superior, datada do século XII, tem hoje como destaque o grupo de cruzes de Leonhard Gollwitzer de 1715.

Grupo de cruzes de Leonhard Gollwitzer.

Curiosidades da prefeitura de Bamberg

Essa é a única prefeitura na Alemanha a ser construída no meio de um rio, numa ilha artificial, ligada as margens por duas pontes.

Conforme for acostumando seus olhos com as pinturas ilusionistas, perceberá que elas fazem com que a prefeitura pareça maior do que realmente é.

Aliás, dependendo de onde você a olha, é possível visualizar paisagens imaginárias. 

Prefeitura de Bamberg.

A história desta ponte mostra claramente um conflito entre a igreja e as outras classes sociais existentes na época, ou seja, um conflito entre o bispo e a burguesia da cidade.

Existem duas histórias ou lendas sobre a construção desta prefeitura.

A primeira história conta que os cidadãos queriam construir uma prefeitura na cidade, mas o bispo não queria que uma prefeitura fosse construída, assim não cedeu nenhum terreno para a obra.

Com o propósito de terem a prefeitura que tanto desejavam, eles começaram a depositar estacas no interior do Rio Regnitz, criando assim uma ilha artificial.

Já a segunda história conta que essa ponte já existia e mesmo sem a vontade do bispo, a prefeitura foi construída sobre ela.

Independente da real história da construção da Altes Rathaus, ela é linda e vai lhe encantar.

Essa prefeitura foi construída no século XV. Posteriormente houve uma mudança no seu estilo, se tornando mais rococó no século XVIII.

Aqui vou parar um pouco e contar algo engraçado para vocês.

Aprendendo História da Arte

Eu nunca fui a melhor aluna de história da arte. E você?

Apesar de admirar, eu não sei nada sobre os estilos, seja qual for, barroco, renascentista ou rococó.

E essa palavra ‘rococó’ começou a entrar na minha vida assim que comecei a fazer as pesquisas das cidades alemãs que eu gostaria de conhecer. (risos)

Então, para não fazer feio; vou falar para vocês o que busquei aprender em História da Arte, principalmente sobre o estilo rococó.

O estilo rococó surgiu na França, no século XVIII, como desdobramento do barroco, sendo inicialmente usado em interiores. Irradiou se da França para o resto da Europa, principalmente na parte católica na Alemanha, na Prússia e em Portugal.

De onde surgiu esse nome tão lindo? Rococó

O termo deriva do francês ‘rocaille’, em português significa “concha”, que está muito associada aos elementos decorativos deste estilo.

A saber, a arte rococó refletia os valores de uma sociedade fútil que estava em busca de obras de arte que lhe desse prazer e que a levasse a esquecer de seus próprios problemas.

Várias são as características do estilo rococó, entre elas estão as cores suaves, as linhas curvas e delicadas.

O estilo rococó apresenta um caráter lúdico, contudo, mundano, dos retratos e das festas. Assim, os seus costumes e as atitudes de uma sociedade em busca da felicidade, da alegria e dos prazeres são representados pelos pintores em suas obras de arte.

É possível observarmos nas suas pinturas principalmente uma leveza, um caráter intimista (que tende a ser natural), uma elegância e uma alegria de encher os olhos de qualquer um.

Então pronto, agora que já aprendemos, sempre que você se deparar com as pinturas e afrescos em monumentos antigos, por favor, busque as características das pinturas e se sinta um conhecedor de História da Arte, pelo menos do estilo rococó.

Estilo Rococó na prefeitura antiga de Bamberg.

Dom – Catedral de Bamberg

A catedral São Pedro e São Paulo.

A construção da catedral foi iniciada em 1004, pelo Imperador Henrique II, apesar de ter sido destruída duas vezes por incêndios, sendo reconstruída na sequência.

Primeiramente, não deixe de visitar o seu interior. É uma catedral linda, que combina estilo romântico e gótico.

A segunda dica e sobre o horário de visita, preferencialmente tente ir durante o período da manhã, com certeza estará menos cheia de turistas.

Como a catedral fica no alto de uma colina, é possível ver sua imponência de longe, com seus 94 metros de comprimento, 28 metros de largura e 21 metros de altura. Assim como as suas torres que se elevam a 81 metros de altura.

Resolvemos ir de bicicleta, depois de muito pedalar nas ladeiras, enfim chegamos até a Domplatz, praça onde se localiza a catedral. Claro que chegamos colocando os bofes para fora, pois a subida é bem íngreme. (risos)

Entretanto, é possível ir até lá a pé. E se assim você resolver ir, apenas subirá uma escadaria e chegará até a igreja bem menos cansado.

Neue Residenz und Staatsgalerie

Na Domplatz, a praça que se localiza a Catedral, está a Neue Residenz und Staatsgalerie, residência do Arcebispo.

Neue Residenz und Staatsgalerie.

A construção é enorme, mas não é apenas a residência do Arcebispo. Era também o local onde se hospedava a monarquia quando visitava a cidade. Assim já se pode imaginar o luxo dos quartos e mobília das residências.

Kloster St. Michael

O monastério St. Michael é uma imponente construção, inaugurada em 1015.

No local, além do monastério, tem uma igreja, que dizem ser linda, a igreja de São Miguel.

Kloster St. Michael- Monastério. Fechado para reformas.
Kloster St. Michael fechado para reformas.

Não entramos em ambos, pois estavam fechados para reformas, entretanto a parte externa do monastério já é linda e possui uma vista maravilhosa da cidade.

Vista da Cidade a partir da parte externa do monastério, Kloster St. Michael
Vista da cidade, a partir da parte externa do Monastério.

Aventuras de turistas

Certamente, você também tenha uma história engraçada para contar de alguma viagem que realizou.

Afinal, quem não tem histórias de viagem para contar, talvez não tenha ficado tempo suficiente para vivenciá-las. Mesmo que na hora bata um pequeno desespero em relação ao que fazer? (risos)

Então vou lhe contar o que nos aconteceu em Bamberg.

A princípio, tentamos chegar até Kloster St. Michael de bike, usando o aplicativo Waze.

Apesar do aplicativo ser muito bom e sempre escolher o lugar mais rápido até o destino, contudo, nem sempre entenda as vontades e necessidades dos usuários.

Sobretudo, colocamos no Waze que nos deslocaríamos de bike e ele nos mandou por uma trilha no meio de uma vinícola, entrando numa espécie de quintal. Certamente deveria ser o caminho mais curto, mas não era o mais fácil, pois ele não me deu a opção de dizer que não sou ciclista profissional. (risos)

Chegamos até o muro do Kloster St. Michael, mas sem saber que teríamos que subir apenas alguns degraus com as bikes nos braços e lá estaríamos, ou talvez se tivéssemos ido um pouco além, chegaríamos a alguma estrada que não teria escadas.

Enfim, quando demos de cara com o muro e com o terreno cheio de cascalho e quase caindo o tempo todo, resolvemos parar e retornar sem chegar ao destino desejado.

Diversão é o lema

Igualmente, nos divertimos com as quase quedas na trilha de pedrinhas escorregadias e apostando corrida. Aliás, com crianças até as confusões de roteiros ficam divertidas.

Mas é claro que voltamos mais tarde, agora de carro, para conhecer o bendito monastério.

Certamente você deve ter achado que já era o suficiente para um dia de passeio. Então, informo que a novela continuou.

Assim que entrarmos no estacionamento, para visitar o que não tivemos sucesso mais cedo, já nos deparamos com a imagem do monastério em reforma.

Mas resolvemos dar uma volta e vimos seus jardins e a cidade de cima. E assim, valeu a pena tanto esforço.

Bem ao lado do Monastério tem um restaurante, com mesas dispostas na parte externa, em baixo das árvores. Inegavelmente, um lugar bem lindo e agradável.

Decerto, que cogitamos a ideia de fazer uma refeição ali mesmo no fim de tarde, mas o local estava bem cheio (claro, era verão na Europa).

Então se você quiser fazer uma refeição no local, provavelmente terá que reservar uma mesa com antecedência.

A saga do estacionamento

Enquanto estávamos na parte externa do monastério fechado, tiramos algumas fotos e já prontos para ir embora: Surpresa!

Embora desejássemos apenas de pagar o estacionamento e ir para o centro da cidade, afinal não tínhamos conseguido visitar o que queríamos. Entretanto, para sair do estacionamento, teríamos que pagar 68 euros.

E esse valor seria pago apenas na primeira hora, conforme aumentava o tempo de permanência, maior seria o valor a se pagar.

Então pensamos: Certo, vamos pagar. Mesmo sendo um mega absurdo, já não ficamos ali nem 10 minutos.

Detalhe não aceitava cartão (risos de desespero), ou seja, teríamos que ir a pé até o centro da cidade para tentar achar um banco.

E quando conseguíssemos retornar, provavelmente o valor pago seria o dobro ou o triplo, dependendo do tempo que gastaríamos para encontrar um caixa ou um banco.

Meu marido foi até o restaurante e perguntou, gentilmente, primeiro se aceitaria passar o cartão e nos passar o dinheiro, responderam que não.

Depois, se eles carimbavam o cartão para sair do estacionamento, pois os clientes do restaurante não pagavam o estacionamento.

Entretanto, o senhor disse que o estacionamento era gratuito, somente para os clientes do restaurante.

Pedimos então uma mesa para quatro, assim comeríamos, pagaríamos a conta com o cartão e sairíamos do local com o carro.

Entretanto e infelizmente não tinha nenhuma mesa disponível, e por conta disso, o gerente nos liberou a saída sem pagar o estacionamento.

Apesar de não termos conhecido o monastério e a igreja, conseguimos sair com o carro, gastamos os 68 euros em outro restaurante, não tão lindo, mais provavelmente com uma refeição igualmente gostosa.

Então fica a dica: se não quiser gastar 68 euros num estacionamento, leia o valor na entrada, mesmo que esteja tudo escrito em Alemão. 😉

As pontes de Bamberg

As pontes de Bamberg são lindas, sobretudo por conta das suas flores, que dão um charme todo especial.

É uma delícia andar ao lado do Rio Regnitz até a Untere Brücke, ainda mais durante o verão, quando a cidade está cheia de flores e o clima é super agradável.

As lindas pontes de Bamberg.
As lindas pontes de Bamberg.

Klein-Venedig

Anteriormente mencionei que alugamos bicicletas para conhecermos alguns pontos turísticos.

E um destes pontos turísticos era a Klein-Venedig, um bairro, onde é possível ver o fundo das casinhas ao longo do rio, surpreendentemente lindas, com suas janelas cheias de flores e além do mais o rio ajuda a compor a bela paisagem.

Embora a grama ainda não tivesse sido cortada, já que fomos bem no início do verão, período em que fazem as principais reformas e os cuidados com a cidade são realizados, igualmente achamos a paisagem linda.

Neptunbrunnen Gabelmoo

É uma fonte barroca, localizada no centro da cidade velha de Bamberg, que representa o Deus do mar, Netuno, com seu ‘garfo’ Tridente.

Hospedagem

Bamberg foi das cidades que escolhemos como base. Assim, deixo aqui dois hotéis como sugestão.

Welcome Hotel Residenzschloss Bamberg: O edifício por si só já é uma incrível peça histórica de arquitetura com um interior e instalações modernizadas. O café da manhã é ótimo, com muitas opções e muitos produtos locais. E como o que desejamos após um longo dia de caminhadas é uma quarto espaçoso e confortável, este hotel não deixa a desejar e sua localização é ótima.

Welcome Hotel Residenzschloss Bamberg

Hotel Nepomuk, tem a localização fantástica, ou seja, apenas 300 metros do centro, isso para mim é uma super vantagem, pois você pode acordar mais cedo e tirar todas as fotos desejadas enquanto a maioria dos turistas ainda dormem. Hotel muito agradável e moderno, com quartos de bom tamanho e camas muito confortáveis e banheiros agradáveis.

Hotel Nepomuk

Existem inúmeras cidades maravilhosas na Alemanha, agora se você quer saber de uma cidade alemã que amei, leia sobre Dinkelsbühl e descubra porque ela ganhou meu coração. Confira como é uma cidade encantadora.


E assim termina nossa aventura por Bamberg…

E aí, gostou das dicas do que fazer em Bamberg? Você já tinha ouvido falar de Bamberg?

Você conhece Bamberg? Se tiver alguma dica para compartilhar, vamos adorar! Não nos custa nada compartilhar informações e assim podemos com pouco, ajudar muito outras pessoas.

Qualquer dúvida já sabe: basta deixar um comentário.

Não se esqueça de deixar o seu like no fim do artigo, isso ajuda a levar nosso conteúdo a mais pessoas.

Para acompanhar nossas viagens em tempo real, siga-nos nas redes sociais. Lá temos atualizações diárias das nossas andanças pelo mundo, assim como fotos, dicas e links dos principais artigos aqui do Blog.


Selamos pela qualidade da sua leitura

Optamos por manter o site limpo de propaganda, pois acreditamos na nossa missão de levar um conteúdo de qualidade e não seria justo com o leitor ter várias caixas de distrações. Entretanto, se você quiser colaborar com o site do Agarre o Mundo, pode organizar toda a sua viagem através dos nossos parceiros, e você não gastará nenhum real a mais por isso e ainda ganhará desconto em alguns serviços.

parceiros

Saiba que podemos lhe ajudar em toda a sua viagem, e ainda se desejar um roteiro para curtir sua viagem, sem nenhum trabalho para organizar, basta contactar com o Blog.

Montamos desde roteiro personalizado e exclusivo conforme o perfil do viajante, até uma viagem completa, incluindo restaurantes, dicas de compras, chip, etc.

Beijinhos e até mais



Kenia Miranda

Brasiliense, sempre disposta a aprender e descobrir o novo, com um apreço enorme por novas culturas e costumes. Apesar de ser formada em Odontologia, está sempre buscando novos caminhos e novos aprendizados. Uma das suas frases preferidas: "Minha alma é muito livre para ficar presa seja lá no que for."

Veja também

Compartilhe


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VOLTAR AO TOPO
error: Content is protected !!