" /> A linda serra do Corvo Branco - Santa Catarina - Agarre o Mundo

A linda serra do Corvo Branco – Santa Catarina

Serra do Corvo Branco
escrito por Kenia Miranda

A Serra do Corvo Branco é uma das atrações existentes perto de Urubici, ou seja, a 30 quilômetros aproximadamente, se você partir do centro da cidade. A estrada ainda não foi toda pavimentada, restam 10 km de estrada de terra, sendo 5 km acima da serra e 5 km na parte de baixo.

A Serra do Rio do Rastro e Serra do Corvo Branco são as duas serras de Santa Catarina mais conhecidas. Isso se deve à geografia bastante acidentada onde as estradas tiveram que passar.

Se você para chegar a Urubici curtiu percorrer a Serra do Rio do Rastro, provavelmente vai gostar também de conhecer a Serra do Corvo Branco. Embora uma não tenha nada a ver com a outra.

A Serra do Corvo Branco faz divisa entre as cidades de Urubici e Grão-Pará. Talvez você pense: o que vou fazer numa serra? Eu lhe respondo. A grandiosidade desta serra vai mostrar como a natureza pode ter uma beleza tão estonteante, com fendas e montanhas íngremes.

Vamos começar falando do nome dado a serra. Existe uma ave na região, chamada Urubu-rei, que tem as penas brancas e usam o local para fazer os seus ninhos. Antigamente os moradores da região acreditavam que essa ave era um corvo. Daí surgiu o nome da Serra: Corvo Branco.

Não é uma estrada muito complicada. Pelo menos até chegar a fenda, um lugar lindo para tirar várias fotos.

Estrada para a serra do Corvo Branco

Descer ou não descer a serra?

Se você já leu alguns artigos por aqui, sabe que não falta no Agarre o Mundo a sinceridade. Afirmo com todas as letras que adorei a Serra do Corvo Branco, mas talvez não seja apreciada por todos os turistas.

Vou falar das minhas motivações e você analisa se cai ou não no seu gosto. De fato, eu adoro me sentir minúscula, diante da grandiosidade da natureza.

Acho incrível apreciar vales e montanhas. E apesar da estrada ser de terra e muitas vezes ser possível passar apenas um carro, para mim, a experiência foi incrível. Então, se você estiver com o espírito aberto para novas experiências vai amar.

Como não é uma estrada para se correr e sim, para apreciar, abrimos as janelas e desfrutamos da vista, do som dos pássaros, das cascatas no caminho. E também paramos nos 6 mirantes que têm uma vista panorâmica para diferentes pontos.

Além disso, o caminho tem várias curvas e se você começar a descer, saiba que terá que ir até o final para conseguir fazer o retorno e voltar a subir. Como não são muitas as pessoas que passam por ali, é possível parar nos mirantes, apreciar a vista e tentar capturar imagens lindas.

Tentar? Sim, porque sempre digo, que lugares muito grandiosos nunca revelam sua total beleza nas fotografias.

Por que os turistas não percorrem toda a estrada?

A saber, a estrada da Serra do Corvo Branco já foi considerada uma das mais perigosas do país. Mas calma que vou explicar tudo.

Para se ter uma ideia, você estará a 1.470 metros de altitude. E como não é uma estrada asfaltada e sim de terra, muitos turistas só vão até o início da estrada. É aqui que fica a orientação para descer com cuidado, principalmente se o clima estiver chuvoso.

Serra do Corvo Branco

A estrada passa bem ao lado dos vales. E escorregar com o carro ali, não deve ser a melhor das sensações. Nós fomos no verão e zero chuva. Além disso, o dia estava lindo e sem neblina, então, foi super tranquilo.

Como a atração principal está localizada no alto da serra, conhecida como “garganta”, muitos turistas não veem muito sentido em apreciar dali.

A garganta nada mais é do que a estrada atravessando por dois paredões. A saber, este trecho é considerado o maior corte em rocha arenítica do Brasil, aproximadamente 90 metros de profundidade. Este corte foi realizado pelos construtores da estrada.

O ideal é chegar em seus mirantes por volta das 12 horas. Pois assim será maior a possibilidade de pegar o dia claro e ter uma visão da Serra até o mar.

Perto das 15 horas a beleza do local começa a ficar prejudicada, já que a sombra começa a tomar conta da garganta, o que prejudica as fotos, e quando a noite se aproxima a escuridão toma a rodovia, já que não tem iluminação.

Recentemente foi aberto um novo ponto de visitação na Serra. De propriedade particular, o empreendimento Altos do Corvo Branco que permite a visitação de uma nova área, o que proporciona uma vista de cima da Serra. Entretanto, preferimos descer a serra do que apenas admirá-la de cima.

Além da vista, aproveite as maçãs

Quando estiver voltando para Urubici, observe as macieiras. E preste atenção numa fazenda que tem do lado direito. Se você tiver sorte como nós, poderá comprar as maçãs ali mesmo. Lembrando que fomos no mês de janeiro.

Onde de hospedar em Urubici

Em breve teremos um artigo sobre Urubici, mas enquanto isso, saiba que a cidade possui várias pousadas espalhadas dentro da cidade e nos seus arredores. Vou deixar aqui algumas sugestões, avaliadas pelo Agarre o Mundo: Pousada Flocos de Neve, Infinity Valley Cabana

Nesta viagem fomos de Brasília até a cidade de carro próprio, mas caso prefira viajar de avião e no local alugar um carro, deixo aqui um buscador de passagens, hotéis e carros, o Skyscanner.

 

Então, gostou de conhecer a Serra do Corvo Branco? Você gosta de estar em contato com a natureza? Conte nos comentários se você conhece essa região e suas maravilhas.


Selamos pela qualidade da sua leitura

Optamos por manter o site limpo de propaganda, pois acreditamos na nossa missão de levar um conteúdo de qualidade e não seria justo com o leitor ter várias caixas de distrações. Assim deixamos aqui algumas sugestões.

Entretanto, se você quiser colaborar com o site do Agarre o Mundo, pode organizar toda a sua viagem através dos nossos parceiros, e você não gastará nenhum real a mais por isso e ainda ganhará desconto em alguns serviços.

Parceiros Agarre o Mundo

Saiba que podemos lhe ajudar em toda a sua viagem, e ainda se desejar um roteiro para curtir sua viagem, sem nenhum trabalho para organizar, basta contactar com o Blog.

Montamos desde roteiro personalizado e exclusivo conforme o perfil do viajante, até uma viagem completa, incluindo restaurantes, dicas de compras, chip, etc.

Beijinhos e até mais



Kenia Miranda

Brasiliense, sempre disposta a aprender e descobrir o novo, com um apreço enorme por novas culturas e costumes. Apesar de ser formada em Odontologia, está sempre buscando novos caminhos e novos aprendizados. Uma das suas frases preferidas: "Minha alma é muito livre para ficar presa seja lá no que for."

Veja também

Compartilhe


Deixe uma resposta

VOLTAR AO TOPO
error: Content is protected !!