" /> 10 filmes de viagem ao mundo interior - Agarre o Mundo

10 filmes de viagem ao mundo interior

Pequeno Príncipe, de biscuit da @sofi.biscuit
escrito por Kenia Miranda

Viagem transformadora da criança interior. Como o artigo da criança interior é um dos mais visualizados no Agarre o Mundo, resolvi fazer outro artigo, mas agora associando as viagens. Certamente você vai se surpreender ao ler este texto.

Sempre gostei muito de observar as pessoas quando falam, já que o corpo grita, enquanto falamos. Movimentos e expressões inconscientes se manifestam.

Além disso, como amante dos livros, comecei a perceber que a maioria deles, trata de uma forma ou de outra da criança interior. Isso acontece porque na vida adulta refletimos muitas das crenças adquiridas na infância.

E acreditando você ou não nisso, saiba que é exatamente o que acontece. Você é hoje, o reflexo da infância que viveu e principalmente da forma como percebeu os acontecimentos e o que fez deles.

Muitas pessoas passam anos e anos vivendo uma vida que não gostaria, porque acreditam (crença) que não poderia ser diferente.

Até que um determinado dia o corpo, que tenta a todo custo dizer que poderia ser diferente, resolve intensificar sua tentativa de lhe fazer enxergar que algo não está legal.

Então entra em cena a depressão, a ansiedade, drogas, transtornos e também doenças como o câncer, bulimia, anorexia, entre tantas outras.

A viagem até a criança interior

Antes de falar sobre as viagens em si, e como estas podem agir diretamente na sua cura física e quem sabe até espiritual, quero falar da viagem interna.

O termo criança interior vem sendo usado com frequência nos últimos anos. Mas o que significa o termo?

Vou lhe responder com a minha própria percepção. É o ser que habita dentro de você, é o seu verdadeiro eu. Achou meio abstrato?

É o seguinte, todos nós fomos crianças e cada qual vivenciou uma infância diferente. Uns com mais agressões, outros com mais amor, outros tiveram tanto, outros quase nada.

Menina carregando o seu urso de estimação sozinha.

Algumas pessoas carregam feridas internas que ainda estão abertas. Outras preferem não olhar para estas feridas com medo de sentirem mais dor ainda. Por sorte, algumas conseguiram ressignificar e hoje vivem a sua essência.

Então como posso saber se carrego ou não feridas? Antes de continuar, atenção ao que vou lhe dizer, todos carregam uma criança ferida, em menor ou maior grau.

Agora, vamos lá. A melhor forma de entrar em contato com a sua criança interior é olhar para as suas reações descontroladas como adultos. Muitas destas reações são manifestações da nossa criança interior desejando ser ouvida, acolhida e validada.

Então a dica é observe-se.

Qual a relação da viagem e o contato com a criança interior?

Como já comentei em vários posts aqui do site, uma viagem pode ser extremamente transformadora. E muitas vezes terapêutica. Como assim terapêutica?

O que se faz numa terapia? Se questiona. Traz a tona reações e sentimentos que está lhe incomodando, buscando entender o por quê você está sofrendo com A ou com B.

E como uma viagem faz isso? Ela traz até você memórias e sentimentos que se afloram. Ela lhe coloca de frente com um espelho e a faz olhar para você, para o que você pensa e o que espera da vida.

Todas as viagens fazem isso? Viagens feitas sozinhos ou acompanhados? Eu acredito que algumas viagens são mais transformadoras que outras.

Digo mais, a viagem além de transformadora é LIBERTADORA.

Rompendo as correntes de conexão, criança interior.

Viaje sozinho ao encontro da sua Criança Interior

Para mim, viajar sozinho é a melhor maneira de se conectar consigo mesmo, não significa que não terá contato com as pessoas que vivem com você, pois elas irão ao seu subconsciente.

É a melhor maneira de se entender e encontrar o seu verdadeiro propósito na vida.

Viagem da criança interior

Você certamente conhece alguém que após a cura de um câncer, ressignificou a vida e simplesmente foi viajar. Ou quem sabe, outras que após anos de luta dentro de um casamento, que já havia sido fracassado, após a separação, resolveu viajar.

Ainda talvez, uma pessoa que ao perder alguém que sentia imenso amor, entrou numa viagem a fim de encontrar uma luz e um conforto.

Acredito que a melhor maneira de fazer as pessoas entenderem algo é com exemplos, então vou falar de histórias reais, que viraram livros e filmes. Mas atenção, não quero lhe falar do livro ou filme em si, mas da ação da criança interior por trás das histórias.

Leve a sua Criança Interior para viajar

Leve a sua criança interior para viajar

Como amante de livros, filmes e também de viagens, comecei a buscar diretamente a intersecção deles. Se você ainda não leu, ou não assistiu, após esta leitura, terá também uma outra visão sobre os mesmos.

Se você já assistiu ou leu, recomendo fazer novamente, mas agora com outro tipo de percepção. Falarei de 6 filmes, sendo que alguns deles, tem em livros.

Vou começar pelo que mais me chocou e o que tem forma mais evidente da criança interior que necessita de atenção e que a viagem trouxe a tona. Além de trazer uma profunda reflexão sobre os valores.

Eu poderia mostrar em vários filmes o processo de viagem ao mundo interno, mas selecionei alguns apenas. Certamente após assistir estes, terá uma visão mais ampliada de todo e qualquer filme (ou livro) que assistir (ou ler).

1. Na Natureza Selvagem – Into de Wild

Into de Wild - Na natureza selvagem

Certamente este foi o filme que mais me fez chorar. Eita, será? Parei agora para pensar e acho que chorei em todos citados aqui. (risos) Afinal sou a chorona dos filmes, até filme infantil, me arranca lágrimas.

Mas vamos lá. Este filme retrata de maneira tão clara os conflitos internos de um rapaz que teve uma infância recheada de mentiras, gritos e agressões.

O filme foi baseado no livro homônimo, que conta a história real de Christopher McCandless. Um americano que após se formar, desejo dos pais, aos 22 anos, queima seu carro e livra-se do dinheiro que tinha, para não ser encontrado e parte numa viagem até o Alasca.

Ao longo do filme você perceberá que ele na verdade está indo ao encontro da sua criança interior. E realmente foi fundo neste encontro. Várias cenas fortes, onde ele revive cenas do seu passado infantil.

O que eu mais gostei do filme foi observar que a sua busca fez com que tantas outras pessoas, iniciassem também a própria viagem interna.

E certamente este também seja o meu propósito de vida, modificar pensamentos e comportamentos. Embora o triste e trágico fim do Chris, tenha me deixado pensativa, sobre se realmente tenha valido a pena para ele. Todo o percurso e as inúmeras histórias que o mesmo vivenciou me faz crer que sim.

E aqui eu lhe digo, assista até o fim e perceba como foi o encontro da criança interior dele e o que realmente é importante para nós como seres humanos.

2. Comer, Rezar e Amar – Eat, Pray, Love

Comer, rezar e amar

Vou também falar de um filme baseado no livro de mesmo nome e que foi muito assistido. Sou suspeita para falar deste filme, pois ele me fez também ir ao encontro da verdadeira Kênia e encontrar o meu verdadeiro propósito de vida.

Não tenho como começar a falar, sem lembrar de uma das cenas do filme, onde ela se encontra com uma amiga e começam a falar sobre filhos.

E assim a mesma confessa que o sonho dela é conhecer lugares e países e que ao invés de ter um enxoval de roupas de bebê, tem uma caixinha cheia de imagens de destinos desejados.

A personagem, após a separação vai ao encontro de si mesma. Passa um período na Itália, onde se conecta com pessoas e começa a perceber o que ela realmente espera da vida.

Após algum tempo ela vai até a Índia, onde aprende a meditar e prestar atenção aos seus sentimentos. E com isso conseguiu não só perdoar o ex-marido, mas principalmente perdoar a si mesma.

Isso fez com que ao chegar em Bali, livre do peso das amarguras, encontrasse alguém que a fizesse se sentir amada e respeitada.

3. Sob o sol da Toscana – The Toscana Sun

Sob o sol da Toscana

Uma história muito parecida com a do filme, “Comer, Rezar e Amar”, onde após a sua separação, a personagem muda de país e começa a viver e conviver com a própria companhia. Assim encontra o amor próprio e na sequência, alguém que lhe ama, como ela merece.

4. Livre – Free

Filme Livre

Baseado no livro, que foi escrito com fatos reais. O filme Livre conta a história de Cheryl Strayed.

Poderia ser a história de tantas outras pessoas, marcada por uma infância cheia de violência, que refletiu na sua vida adulta. Com a morte da mãe, ela acabou entrando na escuridão, entrou no mundo das drogas e após o divórcio, foi ao seu próprio encontro.

Cheryl resolve percorrer sozinha a Pacific Crest Trail, uma trilha que passa por toda a costa oeste dos Estados Unidos do México até o Canadá.

Uma viagem tão profunda que a faz entrar em contato com as suas maiores dores. Ao encontrar com a sua criança interior ferida, ela entende e ressignifica toda a sua história.

O legal é perceber que não é possível esquecer o que se viveu, mas é possível, seguir adiante sem um grande “peso” carregado na mochila.

5. Antes de Partir – The Bucket list

Antes de Partir - The Bucket list

Este filme revela o que realmente é importante na vida. Trata-se da história de um homem chamado Edward que tem um câncer terminal e previsão de apenas um ano de vida. No hospital, ele conhece outro senhor, Carter, que está numa situação parecida.

Dois personagens com valores tão diferentes e que trazem também histórias de vida e crenças distintas. Ainda no hospital, Carter conta pra Edward que tem uma lista de coisas que gostaria de fazer antes de morrer.

E como Edward é um milionário, ele resolve realizar os desejos do amigo. Eles saem juntos, então, numa viagem pelo mundo, mas o mundo interior é o local que eles mais visitam.

O filme é sensacional e me inspirou a fazer a minha viagem interna e criar a minha própria lista de vida. Recomendo após a leitura fazer a sua também.

6. Nomadland

Nomandland

Aqui tem o ganhador de 6 prêmios no Oscar. O filme traz a história de não uma, mas várias personagens em busca de encontrar consigo mesmo. A primeira vista parece uma fuga da vida e dos traumas que vivenciaram.

Mas no decorrer do filme, percebe-se que é o encontro consigo mesmo, que traz a libertação para viver a própria escolha.

Filmes da Disney

Sou aquela mãe que senta e assiste junto. É a minha forma de além de estar presente, ver o que estão assistindo e aprendendo.

Se olharmos na última década para os filmes da Disney, com uma visão mais ampliada, perceberemos o quanto o enredo e aprendizado, dos mesmos, mudaram.

Vêm abordando fatores da psicologia e valores em cada filme. Nemo, faz com que o pai supere os seus próprios medos, para que não atue de forma negativa na sua infância e consequentemente na sua vida adulta. E na sua viagem em busca do filho, superar seus traumas e curar as suas feridas.

O pequeno Dinossauro, traz a superação dos seus medos, além de se livrar da culpa pela morte do pai. O filme Valente mostra a pequena menina indo atrás dos seus sonhos e fazendo com que os pais encontrem com as suas crianças, medos e feridas do passado.

Poderia falar da presença da criança interior em cada viagem dos personagens nos filmes da Disney, mas para não me alongar, selecionei apenas alguns.

” O maior recurso natural que temos são as mentes de nossas crianças.” Walt Disney

7. Luca

Filme Luca

Vamos aos filmes infantis e não menos importantes. O recém lançado (2021) filme da Disney, “Luca”, traz uma busca da criança interior, ainda quando criança, da satisfação das suas vontades e anseios. Muitas vezes, vontades que são podadas pelos próprios pais.

É lindo ver como a Disney vem ensinando as nossas crianças irem em busca dos seus sonhos. O Luca, ultrapassa os seus medos e vai ao encontro do novo.

Seu amigo Alfredo o ajuda neste processo, falando para silenciar a sua voz interna, ou seja, aquela crença que não lhe deixa ir além ou seguir em frente.

8. Frozen 2

Frozen

Talvez você tenha assistido este filme, se filhas tiver. Mas se não assistiu, acho válido assistir. Para mim, este filme é o maior exemplo de busca da criança interior num filme da Disney. Quando a Elsa inicia a sua viagem em busca da sua essência.

9. O Pequeno Príncipe

Pequeno Príncipe

Como modificamos as percepções ao aprender um pouco sobre algo. Me lembro da minha filha, com 11 anos, toda feliz ao me falar: “Mãe, o livro do Pequeno Príncipe fala tanto de criança interior, não fala?” Pedi a ela para me explicar mais, de acordo com o seu ponto de vista.

Meu coração se encheu de alegria, por vê-la falando sobre o assunto com tamanha propriedade. Isso faz parte da tomada de consciência dela e do aumento da inteligência emocional que vem desenvolvendo no seu dia a dia.

Um dos meus livros preferidos e um filme que vejo com frequência com meus filhos, para me lembrar do que realmente é essencial na vida. Outro dia ela me surpreendeu com um lindo biscuit, feito por ela, do Pequeno Príncipe. (foto da capa)

Para melhorar como pessoa, faço a minha viagem interna a fim de encontrar com a minha criança interior e mantê-la tranquila em relação a escolha dos meus filhos.

Este filme tem tantos ensinamentos que daria para fazer um post só sobre ele, quem sabe um dia eu não o faça, já que adoro falar e escrever sobre este assunto.

10. Divertida mente

Divertida mente

Este filme não poderia ficar de fora. Começa com uma viagem da família para outra cidade e mostra de forma lúdica como as suas lembranças da infância, acompanham e moldam a vida adulta.

Apesar de preferirmos os momentos alegres de nossa vida, cada emoção tem a sua importância. De fato, é necessário saber usá-las da melhor forma possível diante dos desafios.

Mostra também que absolutamente ninguém poderá lidar com a nossa criança interior a não ser nós mesmos.

Precisa ir até a Índia ou mudar de país ou cidade para encontrar a sua criança interior?

Mapa

De jeito nenhum. Para estar disposto a olhar para as suas feridas, avaliar suas dores e definir uma estratégia para lidar com tudo isso, certamente, você voltará do destino escolhido com a alma mais leve e cheia de energia para seguir em frente o caminho escolhido por você.

Então, vamos arrumar as malas e seguir viagem para o mundo interior?


Uma estrada vazia com uma interrogação

Temos tanto a falar e aprender sobre inteligência emocional. Saber o que fazer com o que fizeram conosco não é fácil, mas pode ser um caminho mais leve, se assim desejar.

Algum filme já lhe inspirou de alguma forma a fazer uma viagem? Você já percorreu em algum momento da sua vida esta viagem para o encontro da criança interior?

Saiba que podemos lhe ajudar em toda a sua viagem. E ainda se desejar um roteiro para curtir sua viagem, sem nenhum trabalho para organizar, basta contactar com o Blog.

Montamos desde roteiro personalizado e exclusivo conforme o perfil do viajante, até uma viagem completa, incluindo restaurantes, dicas de compras, chip, etc.

Beijinhos e até mais


Selamos pela qualidade da sua leitura

Optamos por manter o site limpo de propaganda, pois acreditamos na nossa missão de levar um conteúdo de qualidade e não seria justo com o leitor ter várias caixas de distrações. Entretanto, se você quiser colaborar com o site do Agarre o Mundo, pode organizar toda a sua viagem através dos nossos parceiros, e você não gastará nenhum real a mais por isso e ainda ganhará desconto em alguns serviços.

parceiros



Kenia Miranda

Brasiliense, sempre disposta a aprender e descobrir o novo, com um apreço enorme por novas culturas e costumes. Apesar de ser formada em Odontologia, está sempre buscando novos caminhos e novos aprendizados. Uma das suas frases preferidas: "Minha alma é muito livre para ficar presa seja lá no que for."

Veja também

Compartilhe


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VOLTAR AO TOPO
error: Content is protected !!